RSS
Twitter
WhatsApp do Portal AZ86 9981.8563

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Busca
publicidade

O repúdio exigido

27/05/2015

O advogado Miguel Dias repercute muito oportunamente o desfecho melancólico do projeto de reforma política do deputado piauiense Marcelo Castro. Ele lamenta a forma humilhante com a qual o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, não só humilha o parlamentar, com atinge, de resto, o Piauí. “Quem mais perdeu foi o Piauí”, diz ele em longo artigo publicado no Portal AZ. Miguel cobra dos representantes políticos uma resposta a Eduardo Cunha à altura de sua agressão para com o Estado. “Em outubro de 2009, quando era governador, Wellington Dias respondeu rispidamente à humilde humorista Dadá Carvalho por esta ter concedido uma entrevista ao também humorista Jô Soares quando, em tom de brincadeira, disse que de cada dez crianças nascidas no Piauí, onze morrem. Muito embora o humor tenha sido carregado na tinta, pior fez o presidente da Câmara dos Deputados ao humilhar publicamente um parlamentar “amigo do governador”, ofendendo lhe a dignidade gratuitamente e ofuscando a imagem política do estado lá fora. Eduardo Cunha merecia, sim, uma resposta à altura! Maior do que aquela emprestada à modesta Dadá, quando o governador a classificou de leviana”. E conclui Miguel Dias: “Se a Dadá Carvalho mereceu aquele repúdio público, humilhante, muito mais merecia – como merece - Eduardo Cunha. Mas, por aqui ninguém reage. O Piauí assume a carapuça de “bobo da corte”, passa-se por palhaço, por bufão e fica por isso mesmo, a ceitamos como se fosse uma coisa muito natural o carioca subestimar a inteligência do piauiense”.















Iran Felinto, prestigiado na sua posse, na OAB, pelos amigos o deputado Severo Eulálio (E) e os advogados Danilo Lira e Carlos Eugênio Dias
















Alô Wellington!

A coluna não cita o nome (por enquanto), mas fará chegar ao governador Wellington Dias a história de que um sujeito se dizendo muito influente na gestão estadual teria recebido R$ 150 mil para favorecer a dois empresários com linhas de ônibus escolares.
E, de outro otário, teria ganho um carro importado em troca da exploração de uma oficina de carros oficiais.
Parece que quanto mais se denuncia corrupção, mais ela acontece no serviço público.

O retorno
Os dois empresários querem o dinheiro de volta ou a garantia de exploração das linhas.
Sob pena de denunciarem a maracutaia.
Essa é o tipo de esperteza que termina dando na cabeça de quem corrompe e de quem é corrompido.

OAB

O jovem advogado Iran Felinto foi empossado ontem na presidência da Comissão de Matrizes Energéticas e Energias Renováveis da OAB-PI.
Iran faz parte do escritório Andrade, Goiana & Felinto Advogados Associados.

A marcha

Dos mais de 3 mil prefeitos que marcharam para Brasília ontem, pelo menos 150 do Piauí foram perder tempo atrás do dinheiro que nunca vem.
Eles sabiam de antemão que nessas horas de crise, onde se discutem os cortes no orçamento, dificilmente conseguiriam algo.
Em compensação a grande maioria deixou muito dinheiro com as meninas que ganham a noite para diverti-los.

Bandidagem
Os bandidos estão adotando uma tática bem audaciosa para tomar arma dos vigilantes de órgãos públicos e empresas privadas.
Durante a noite, quando não há movimento, eles se aproximam da loja e, de dentro do carro, perguntam ao vigilante por algum endereço. Quando o vigia se aproxima do carro, eles sacam as armas, rendem o vigia e levam suas armas.
Tem casos em que levam até os uniformes do vigilante.

Homem da reforma

No programa eleitoral do PMDB que passou anteontem na televisão Marcelo foi apresentado como ‘o homem da reforma política’.
Na hora da veiculação do programa Marcelo já havia levado ao ‘canto de carroceria’ do Eduardo Cunha.
Foi trocado pelo Rodrigo Maia com um relatório considerado pela alta cúpula câmara como imprestável.

Triste fim
Meses atrás o deputado federal Marcelo Castro chegou a anunciar que vai se retirar da política. Este, seria o seu último mandato.
O deputado parece caminhar para um triste e melancólico fim. Sua pretensão de ser governador foi um desastre e, agora, sai da relatoria da reforma política humilhado.

Humilhação

A humilhação que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, impôs ao deputado do Piauí não têm parâmetros. Que, diga-se de passagem, atinge também o Estado e sua gente.
Como o próprio Marcelo disse, ele sai desse processo desempenhando o papel de um bobo.

Valença
O TSE garantiu o retorno de Walfredo Filho (PSB) ao cargo de prefeito de Valença do Piauí.
Logo agora que o prefeito interino Getúlio Gomes, havia realizado uma festa de arromba, por conta de seu casamento.

Correção

O requerimento apresentado pela deputada Juliana Moraes Souza (PMDB), na Assembleia Legislativa solicita informações sobre a locação de veículos para o Estado nos dois primeiros governos do PT (período de 2003 a 2010). E não no governo Zé Filho como foi divulgado ontem.
Algum petista deve ampliar isso para incluir as gestões de Wilsão e do Zé.

Greve

O Sindicato do Crime está de olho nas tratativas entre governo do Estado e entidades dos policiais civis e militares sobre pagamentos de diferenças salariais.
Apostando na greve, para agir ao seu deleite.

Ping Pong

Sarney S/A

O advogado maranhense Washington Torres almoça no Côco Bambu, em Teresina e a conversa à mesa gira sobre a família Sarney. Romildo Mafra estica o assunto.
Romildo: “Rapaz, eu soube que no Maranhão só duas coisas não têm o sobrenome Sarney na fachada, funerária e cemitério...”.
Washington: “É...mas também há três coisas que Sarney nunca pode comprar: o cuscús ideal, o Jornal Pequeno e a fábrica de pipas do Manoel Caveira”.

Publicado originalmente em 14 de março de 2010

Expressas

Será dia 30 o vestibular do Instituto Camillo Filho. Serão disputadas vagas de Administração, Arquitetura e Urbanismo, Ciências Contábeis, Design de Interiores, Direito, Enfermagem, Engenharia Civil e Serviço Social. Inscrições até sexta-feira.

A Força Nacional deve permanecer no Piauí até o mês de agosto. A informação foi confirmada pelo secretário de segurança, Fábio Abreu (PTB).

Pronto, a Assembleia Legislativa aprovou parte da reforma administrativa pretendida pelo governador Wellington Dias. O que o Piauí ganha com isso, mesmo?

COMPARTILHE COM AMIGOS
portal az - Informação de Verdade
Todos os direitos reservados © 2000 - 2015