RSS
Twitter
WhatsApp do Portal AZ86 9981.8563

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Busca
publicidade

A caminho do caos

31/10/2014

Secretários de Estado ameaçam entregar os cargos porque não dispõem sequer da verba de custeio para tocar as secretarias. Fornecedores estão em vias de ataques de nervos, completamente endividados, pois não conseguem receber um níquel dos cofres da Fazenda Pública. Essa é a situação do pós-eleição no Governo do Piauí. Embora eventualmente ausente do Estado, o governador Zé Filho, na voz de alguns de seus mais próximos assessores, está atento aos problemas e tem buscado solução para situações como as que tratam de pendências relacionadas sobretudo com serviço de emergência e, num caso bem peculiar, a alimentação dos detentos custodiados pelo Estado. Pelo que se ouve, a situação nos presídios é muito grave. Hoje, pode se ouvir os clamores de dentro das prisões, com os detentos, mais de 3 mil, espalhados em nove penitenciárias, gritando por comida. Já não existem mantimentos em estoque para o almoço desta sexta-feira. O gás de cozinha só deu até ontem. O fornecedor cortou a entrega porque está sem receber pelo que já forneceu. O governo deve mais de R$ 1 milhão ao fornecedor da carne e R$ 11 milhões à empresa ticket responsável pelo fornecimento, entre outras coisas, do combustível das viaturas, que também está suspenso. Não há gestor – nesse caso, o dirigente do órgão, o secretário, etc – que faça mágica sem dinheiro. Há pelo menos dois meses a Secretaria de Fazenda não faz o repasse da verba de custeio para a maioria das secretarias, entre elas, a da Justiça e a da Segurança Pública. Na ponta desse turbilhão de encrencas outro que sai muito penalizado é o prestador de serviços porque comprometeu seu capital e está sem esperanças de ser ressarcido.









 
Secretário de Educação Alano Dourado com o formando Hélio Bispo na solenidade de colação de mais uma turma do Pronatec.











Fiscalização

Clientes juram que ontem, viram carros da Secretaria de Fazenda parados nas portas dos restaurantes e os fiscais observando se a nota fiscal era emitida a cada pagamento.
Isso não constrange?

Pegue légua
Está em curso uma investigação federal no Dnit do Piauí.
Diz-se que Tião Sorriso foi colocado em gozo de férias porque estaria tentando interferir nas investigações.

Novo dono
Dnit, essa lucrativa e operosa sesmaria, deve passar de dono, no Piauí.
O deputado estadual Fábio Xavier avisa que a indicação do gerente dos negócios da autarquia será do PR (Partido da República).

Descanso
Ontem, entre os petistas, se dizia que Dilma só não veio para um merecido descanso nas praias do Piauí, após a vitória, porque aqui não há hotel à altura e estrutura logística para o staff presidencial.
Alguém diria para os políticos e gestores do Estado: fica vermelha, cara sem-vergonha!

Jantar e festa
O senador Ciro Nogueira reuniu os eleitos do Partido Progressista (PP) em sua casa, em Brasília, e anteontem mesmo, um dos pratos do cardápio era o ministério das Cidades.
O partido quer manter sob seu domínio e, agora, com Ciro sendo ministro.

Cogitado
O senador piauiense ainda não disse nada sobre se aceita ou não a indicação.
Na última reforma feita por Dilma, Ciro foi cogitado para o ministério, mas ele recusou por não entender como ficaria no governo, submetido às ordens da presidenta e, ao mesmo tempo, presidente de uma legenda partidária.

Ganancia
O PMDB, na reunião de anteontem, em Brasília, já mostrou o que quer no próximo Governo Dilma: tudo.
O partido se ceva no governo com uns dentro, apoiando e outros fora, fazendo oposição. Sistemática oposição.

Apelo

A secretária de Justiça Ana Paulo foi encontrar-se ontem com o secretário de Governo Freitas Neto.
Para ouvir dele pelo menos uma palavra de conforto sobre a crise que ase abate na secretaria, onde falta tudo: combustível para as viaturas, gás de cozinha, carne e outros mantimentos para os mais de 3 mil presos do Estado.
Como será esse conforto, uma vez que o dono da chave do cofre é o secretário de Fazenda?

Coma ovo!
Foram cobrar do Secretário de Fazenda, Carvalho Neto, dinheiro para comprar carne para os presos. Mostrando a dificuldade na liberação para tal fim, o secretário perguntou. “Por que não substitui a carne por ovo?”
Deve se porque nem dinheiro para comprar o ovo, tem.

Alô, Zé!
O simpoljuspi está anunciando uma greve no sistema penitenciário do Estado, para o dia 12 próximo.
Aí vai ser uma lasqueira geral. Se, com eles cuidado dos presos a situação não está boa, imagine de braços cruzados.

Carne, onde?
Quando o interlocutor achou estranha a posição do secretário, que é fiscal de renda, com salário acima de R$ 20 mil mensais, Carvalho encerrou o assunto: “Lá em casa eu não como carne todos os dias”.
Mas, seguramente, não é porque falte o vil metal, né não?

Ping Pong

Só ovo

Agente penitenciário encontra o secretário da Fazenda Neto Carvalho e trata da comida dos presos.
O agente: “Secretário, cadê o dinheiro pra comprar a carne dos presos?”
Neto: “Por ora só tem dinheiro para comprar ovo”.

Expressas

Quer dizer que agora, com a aprovação da Oscips para a área da Saúde, a prefeitura vai poder contratar sem concurso? Ou se vai dizer que a prefeitura nada tem a ver?

Os interessados em consultar os dados estatísticos referentes ao resultado do segundo turno das Eleições 2014 já podem acessar o Portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Desde as 18 horas de ontem, o Teresina Shopping já funciona também com o seu segundo pavimento.

COMPARTILHE COM AMIGOS
portal az - Informação de Verdade
Todos os direitos reservados © 2000 - 2014