Um mau sinal

Conforme dito ontem aqui, a decisão favorável a Michel Temer (de quebra, a Dilma Roussef) é uma péssima sinalização para o princípio da isonomia nas eleições. O voto do ministro Napoleão Nunes Maia foi como que um indicativo de que podem ser sepultadas as ações de combate ao abuso do poder econômico, porque o entendimento corrente parece ser o de que preservar o mandato do eleito é mais importante que fazer valer a lei para todos. Neste sentido, abre-se o precedente para que a compra de voto seja aceita mediante determinadas condições ou conjuntura. O esforço de Maia para desqualificar o voto do relator, ministro Herman Benjamin, é um desserviço à Justiça Eleitoral. Menos mal, porém, que tenha o ministro relator produzido uma peça de condenação impecável às malfeitorias praticadas na campanha de Dilma Roussef e Michel Temer, que eram parte de uma chapa indivisível, ela como candidata a presidente, ele como seu vice. O que favoreceu a uma certamente fez-se favor ao outro e isso ficou claramente exposto no voto de Herman Benjamin, ao citar que "no Brasil ninguém elege vice-presidente. Os mesmos votos elegem presidente e vice". Assim sendo, pare ele não poderia haver dúvidas de que dinheiro irregular produziu um resultado eleitoral tisnado por dinheiro sujo. Não sem razão, o ministro relator informou aos seus pares, todos dispostos a olhar para o lado, que não seria coveiro de provas.

Luciano Nunes (ao centro) foi aclamado presidente da Unale  
Luciano Nunes (ao centro) foi aclamado presidente da Unale  

Libera geral
Ao livrar Dilma Roussef e Michel Temer de um merecido castigo por usar dinheiro sujo em campanha, o Tribunal Superior Eleitoral abre a porteira para uma blindagem dos partidos políticos que têm ações de cassação de seus registros por financiamento ilegal via Petrobras.

Recorde
Nas últimas 48 horas, os vídeos do canal da Justiça Eleitoral no YouTube tiveram 370 mil visualizações, das quais 150 mil apenas da sessão de quinta-feira pela manhã. Durante os três dias de julgamento da chapa Dilma-Temer, os vídeos das sessões ficaram entre os dez mais assistidos no Brasil.

Voz da razão
Ao votar pela absolvição de Temer e Dilma, o ministro Napoleão Nunes Maia afirmou que existe “abuso de poder político em toda reeleição, até para prefeito de Limoeiro". Referia-se a Limoeiro do Norte, sua cidade natal, onde moram 58,5 mil almas.

A trama
O deputado estadual Robert Rios denunciou que no governo estão armando para tirá-lo de cena. Em outras palavras, tentando desmoralizá-lo, começando com as prisões de um casal seu amigo, acusado de fraude em concurso.

Outro fato
Aponta outro fato: a acusação feita por um dos presos, Cristian Alcântara Santiago de que sofrera tortura no Greco para envolver o deputado e o ex-delegado geral James Guerra, no esquema criminoso.

A carta e a linha
De fato, há uma carta escrita do próprio punho por Cristian (ou pelo menos atribuída a ele) onde fala ter sido torturado para confessar o envolvimento de Rios e Guerra. Os dois são bastante próximos, tendo sido o delegado apoiado por Robert na campanha para vereador no ano passado.

Perícia
Provocada em requerimento pelo delegado James Guerra, a Corregedoria de Polícia mandou periciar a carta (cópia) porque viu algo estranho: a parte que fala do envolvimento do deputado e do delegado foi incluída entre duas linhas, que, aparentemente, já haviam sido escritas.
Dá para notar que de um ponto puxaram o rabo da vírgula.

Estranheza
Foi essa coisa estranha, da linha metida no meio do texto, que levou o corregedor-geral de policia, Adolfo Henrique, a exigir perícia na carta de Cristian, que acaba de ser denunciado pelo Ministério Público, com outras 26 pessoas, por envolvimento com fraudes em concursos realizados no Piauí.
A defesa de Cristian antecipa que a carta é de autoria dele e foi escrita dentro da prisão.

Pérola
Olha que pérola de comunicação faz Lucile Moura, gestora estadual, como forma de atrair investidores para o Piauí: "Se tudo der errado vem para o Piauí. Aqui temos desenvolvimento com inclusão social - rede de proteção social e oportunidades, para todo(a)s.

Oco do mundo
Depois o piauiense se zanga quando alguém, lá fora, reverbera a famosa frase "Se existe o C... do mundo, o C. do mundo é no Piauí.
A assessora do governador simplesmente apela para que os frustrados, degredados, fracassados venham para cá.
Acaba não, mundão!

Um ano
Eleito presidente da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), Luciano Nunes (PSDB-PI) tomou posse ontem mesmo, em Foz do Iguaçu. Fica no comando da entidade até o próximo ano, quando sair e vai cuidar de salvar a pele, quer dizer, o mandato.

Ping Pong

Longeva inteligência

Quando o ex-primeiro-ministro inglês Wiston Churchill fez 80 anos um repórter-fotográfico de menos de 30 foi fotografá-lo. Entusiasmado, o rapaz se permitiu um comentário elogioso ao estadista.
Fotógrafo: “Sir Winston Churchill, espero fotografá-lo novamente nos seus 90 anos”.
Churchill: “Por que não? Você me parece bastante saudável”.

Expressas

A S/A Propaganda recebeu prêmio em Gramado por sua atuação no Piauí, onde sobra como a melhor agência.

A escuridão na rotatória da Tabuleta, onde se faz um elevado, é de meter medo nos motoristas.

A avenida Odilon Araújo, na Piçarra, zona Sul, padece com buracos e falta de iluminação.