O projeto do parque do Poti

O secretário do Meio Ambiente Ziza Carvalho escreve ao jornalista sobre a discussão em torno do parque estadual do Canion do Poti. Leia seu texto: “A criação do Parque estadual do Cânion do Poti já saiu da esfera de simples intenção, tendo sido contratada e já recebido pela Semar a elaboração dos estudos e diagnósticos, caracterização ambiental, socioeconômica e fundiária da área de criação dessa necessária unidade de conservação de proteção integral. Para a efetiva criação do parque resta agora, tão somente, a realização de consulta pública à comunidade, como preconiza a Lei n. 9.985/2000 (Lei do Sistema Nacional de Unidades de Conservação), por fim, a edição do decreto de criação pelo chefe do poder executivo. 3 – A área proposta para a criação do Parque estadual do Cânion do Poti corresponde a 6.872 ha, integralmente dentro do território do município de Buriti dos Montes-PI, não tendo, de acordo com os estudos realizados, qualquer impacto sobre a bacia hidráulica da barragem de Castelo, que se situará à jusante do parque, em área de territórios dos municípios de Juazeiro do Piauí e Castelo. Portanto, não procede a informação publicada de que referida e também necessária barragem será inviabilizada com a criação da mencionada unidade de conservação. 4 – Registre-se, ainda, que não existe nenhum habitante, atividade econômica ou aglomerado humano, estabelecido na área proposta para a criação do parque, sendo que os dois únicos proprietários de parte das terras a serem utilizadas para a sua criação estão de pleno acordo com a preservação da área. 5 – Por fim, é indiscutível a importância da criação do Parque estadual do Cânion do Poti, não somente pela riqueza da biodiversidade e beleza cênica existente no local, mas principalmente pelo farto material de pesquisa científica que brota das rochas, com centenas de inscrições rupestres em arte de picoteamento, talvez mais conhecido pelo resto do mundo que pelos próprios piauienses”.

Wellington Dias volta de Brasília com a sacola cheia. Ou melhor, muito otimista com promessa do presidente em resolver pendências financeiras do Estado
Wellington Dias volta de Brasília com a sacola cheia. Ou melhor, muito otimista com promessa do presidente em resolver pendências financeiras do Estado

Sinal exterior
O cara circula numa lamborguine pelas baladas da cidade.  O outro, num porsche, carros avaliados em mais de R$ 500 mil, cada. 
Aí você vai atrás de saber o que os dois fazem e facilmente descobre que eles são donos dessas empresas de medicamentos que ganham licitações milionárias tanto no Piauí como no Maranhão. 
E a Polícia, certamente, sabe disso.

Vidro fumê
Já está na hora de a Polícia e a Receita Federal deflagrarem a operação Vidro Fumê. 
Para rebocar os carros importados nos quais os bacanas circulam pela cidade sem estarem em seus nomes. 
O Brasil, decididamente, se transformou na terra de laranjas. Não a cítrica, mas os  ‘laranjas’ que alugam seus nomes para guardar patrimônios e dinheiro  público ganhos desonestamente.

‘Pense Piauí’
Registre-se, a pedido, que o secretário Ziza Carvalho não organizou e tampouco liderou a expedição ao Canion do Poti, como se disse na coluna. 
Ziza se fez presente como palestrante, convidado do coletivo Pensei Piauí, formado de professores, profissionais e intelectuais de diversas áreas.

Vai, Joselito!
No aniversário de Joselito Aquino, dias atrás, surgiu a informação de que ele estaria com um pé na Câmara dos Vereadores, apesar de ter conseguido pouco mais de 600 votos nas últimas eleições. 
Porque teriam descoberto que mais de dois mil votos dados para José Nito (assim, separado, seriam para José Lito, o mesmo Joselito Aquino. 
Depois dessa notícia o possível vereador nunca mais largou o velho Old Par. 

Preços
Povo anda reclamando dos elevados preços das comidas na cidade junina. 
Isso é o que se diz, em meio à crise, que os comerciantes querem tirar o atraso.

Jantar bom
Não deve ter sido ruim a noitada de Wellington Dias com Michel Temer. 
Pelo relato do governador para os aliados da bancada federal, o Piauí vai resolver suas pendências no BNDES, terá autorização para fazer empréstimos, resolver questão de precatórios, enfim, dar uma enxugada em toda a dívida do Estado.
O governador jantou com o presidente.

Aécio 
Os registros de Aécio no Senado estão sendo apagados aos poucos. Ontem, o nome do tucano foi retirado do painel de votação do Plenário. 
Falta só saber quando ele deixará de receber salário e a verba de gabinete.  

O surfista
Em seu depoimento ao MPF o ex-chefe de gabinete civil de Lula, Gilberto Carvalho, disse que o ex-presidente nunca quis ficar rico.
"Ele nunca usou a função de presidente para auferir recursos próprios". Carvalho surfou na maionese. 
Fica vermelha, cara sem-vergonha!

Até tu?
Deu na Folha que o Instituto de Gilmar Mendes (Instituto Brasiliense de Direito Público), recebeu R$ 2,1 milhões em patrocínio de eventos  do grupo J&F de Joesley Batista. 
Ta tudo dominado. Tá, sim.

Ai Jesus!
Por causa da Marcha para Jesus, hoje,  em Teresina, a Avenida João XXIII estará interditada das 14 às 20 horas, entre a ponte JK e o balão do São Cristovão. 
Ficará liberada a pista marginal no sentido centro-São Cristovão.

Ping Pong

A proteção ao ladrão

Aflito, o sujeito liga para o advogado, depois de ter matado o bandido que tentou assalta-lo.
O sujeito: “Dr Getúlio, o ladrão veio me assaltar, eu reagiu e o matei. O que eu faço agora?”
O advogado: “Rapaz, pra tu se livrar tem que dizer que foi roubar esse cara, ele reagiu e tu o matou, porque aí tu vai ter a proteção dos direitos humanos, a família dele vai te pagar uma indenização por você ficar traumatizado e, depois de passar na delegacia, estará solto em meia hora”.

Expressas

Saiu ontem, o edital com três mil vagas para o curso de bacharelado em Administração para 60 municípios pela Universidade Aberta do Piauí (Uapi).

O projeto, criado pelo governador Wellington Dias no ano passado tem como objetivo expandir o ensino superior à distância.

O entrevistado do Café com Informação do próximo sábado (na Band e no Portal AZ) é o secretário Daniel Oliveira, da Justiça.