Questão de transparência

O governador Wellington Dias precisa já, reunir os que, em seu secretariado, têm poder de decisão, para fazer uma profunda avaliação na equipe, principalmente, dos casos que resultaram em denúncias de possíveis práticas de irregularidades e as questões resultantes de decisões do Tribunal de Contas do Estado. Têm sido recorrentes as divulgações de decisões de conselheiros ou do Pleno do TCE suspendendo processos licitatórios no âmbito da administração estadual sob a suspeita de ilegalidades. Isso se verifica no setor de contratação de transporte escolar, contratação de empresas para pavimentação, como a licitação de R$ 222 milhões, que ocorreria hoje; a questão da polêmica subconcessão dos serviços da Agespisa, em trâmite inclusive no STF; o contrato com a FGV e outras questões aparentemente menores. Melhor que enfrentar o crítico, sobretudo recorrendo aos meios judiciais, manter a transparência, com as devidas respostas e justificativas é o mais sensato a se fazer. O próprio governador, já agora no terceiro mandato, num espaço de menos de 12 anos, busca primar pelo zelo na gestão, mas o que se vem denunciado passa a impressão de que alguns dos auxiliares em questão não têm tido essa mesma preocupação. Não basta dar as costas, fechar os olhos para os ruídos da oposição – se é que isso existe, na plenitude, no Piauí. É salutar que dentro do governo se investigue o próprio governo e, aí sim, procure dar satisfação ao eleitor sobre o que se faz de bom e punir o que se pratica de ruim. 

Governador Wellington Dias: é hora de vigiar o governo
Governador Wellington Dias: é hora de vigiar o governo

Aí tem!
O TCE, pelas mãos da conselheira Lilian Martins, suspendeu a licitação que a Secretaria de Transportes faria hoje, no valor de R$ 222 milhões para obras de pavimentação asfáltica em 131 cidades. 
As justificativas do Governo não convenceram a conselheira.

Advertência
Essa licitação já tinha sido objeto de advertência da coluna, dias atrás, quanto a possíveis irregularidades no processo licitatório. 

STF 
Coisa rara de se ver neste país das maracutaias: os ministros do Supremo Tribunal Federal rejeitaram a proposta de aumento do seus próprios salários. 
Eles já ganham R$ 33,7 mil, mês.

Mandatos
Olha ai um assunto que vai mexer profundamente com o Poder Judiciário: A comissão da Reforma Política aprovou artigo que limita em dez anos o mandato dos ministros do STF, STJ e TCU. 
Acaba a vitaliciedade.

Tem mais...
A outra novidade é a redução para quatro anos o mandato nos tribunais eleitorais. 
Só falta agora limitar também os mandatos de desembargadores (federais e estaduais) e definir suas escolhas através de eleição. 

PDV
O programa de desligamento voluntário (que não é tão voluntário assim), parou na Agespisa. 
Até agora foram demitidos 105 funcionários e tem muito mais gente querendo sair. 
Mas falta o bendito santo óbolo, chamado de dinheiro, que o governo não repassa para pagar as indenizações.

Falando nisso?
A Aegea já pagou e, se já o fez, cadê os R$ 100 milhões da outorga para ter a subconcessão do serviço de esgotamento da Agespisa em Teresina?
O gato não pode ter comido, em tão pouco tempo. Não pode não.

Internet 
Olha que coisa interessante: dados da internet banda larga de celular não utilizados pelo usuário poderão ser acumulados e usados em até dois meses. A determinação é da Anatel. 
Porque as empresas insistiam em colocar vencimento de menos de 30 dias nesses planos

Uber
Um vendedor autônomo denunciou uma abordagem agressiva de um agente da Strans, porque o guarda o confundiu com um motorista de uber.  O caso foi registrado no 1º Distrito Policial de Teresina. 
Paulo César conta que transportava familiares no banco de trás, entre estes, a filha que tem necessidades especiais. 

Leões
A cada truculência de guardas da Strans contra motoristas ou supostos condutores de Uber, os motoristas de taxis ficam penhoradamente agradecidos. 
Proteção maior não tem.

Queimados
Está por se tornar pública uma briga feia entre dois promotores de Justiça que, por ora, está adstrita aos corredores do imenso prédio. Com exposições de vísceras, diga-se de passagem, um querendo revelar os desarranjos, inclusive matrimoniais, do outro. 
Até porque tem deles que se acha mais pesado que o outro.

Redes sociais
Por ora, a provocação de um para o outro está sendo apenas nas redes sociais. 
Através de metáforas. 

Vai, Aécio! 
A presidente do STF, Cármen Lúcia, negou um pedido da defesa do senador Aécio Neves para que um dos inquéritos contra ele na Corte fosse retirado do ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato, e enviado ao gabinete de Gilmar Mendes.
Essa gente não sabe nem disfarçar.

Ping Pong

Fuxiqueiro mor

Sérgio Pereira, assessor do vice-governador Zé Filho, encontra Sena Rosa.
Sérgio: “quando o Zé Filho for governador, você será nomeado para o lugar do Romildo lá no Palácio de Karnak...”
Sena: “Pois eu vou fazer melhor do que Romildo, porque além de tomar café e fazer fuxico eu ainda sei contar piada”.

Publicado originalmente em 10 de Agosto de 2013.

Expressas

Nova Ceasa recebe hoje representantes de entidades nacionais. O modelo de gestão adotado na Ceasa do Piauí é referência no Brasil.

Uma nova unidade da Casa da Gestante será aberta na próxima segunda-feira em Parnaíba. O local acolhe mães com gravidez de alto risco.

Estado inicia cursos de qualificação profissional em três cidades do interior do Piauí. Caracol, Capitão Gervásio Oliveira e Piripiri receberem qualificação do Programa Setre nos Municípios.