Ação diversionista

Apesar das queixas que o próprio governo federal parece incentivar em relação às dificuldades financeiras, se vê no horizonte do país, a retomada de números positivos na economia. A taxa básica de juros (Selic) está no seu patamar mais baixo em muitos anos; a inflação está sob controle, o desemprego começa a dar sinais de queda e há uma recuperação do ganho dos trabalhadores. Além de um aumento da taxa de confiança dos consumidores. Portanto, tudo isso junto, aponta para uma recuperação mais robusta da economia com possibilidade do crescimento do PIB em até 0,7 por cento neste ano, que termina sendo maior que o registrado em 2014. Isso, certamente, implicará em ganho de receita tributária tanto da União como dos Estados, cujos esforços fiscais têm sido no sentido de reduzir gastos fixos como o de pessoal. Assim sendo a possibilidade num horizonte mais próximo não é de atraso, mas na recuperação de pagamento dos Estados. Por conta disso, é provável que esse chororô do governo estadual de cofre vazio seja mais uma estratégia para evitar cobranças maiores que propriamente o problema de insolvência. Basta ver que a despeito de toda essa situação dita periclitante, ou seja, de ameaça inclusive de atraso no pagamento da folha salarial, o governo toca em ritmo bastante acelerado duas obras importantes e grandes: as duplicações das BRs 316 e 343, nas entradas de Teresina.

Governador Flávio Dino, do Maranhão, é alvo de homenagens no Piauí. Na foto Wellington Dias e Themístocles Filho. (Foto: Wilson Nanaia)
Governador Flávio Dino, do Maranhão, é alvo de homenagens no Piauí. Na foto Wellington Dias e Themístocles Filho. (Foto: Wilson Nanaia)

Greve tola
Ontem,  os funcionários da biblioteca central da Ufpi armaram a barraca: montaram uma sinuca e  dispararam o som de discutido gosto para avisar que o espaço estava fechado para leitura por causa da greve. 
Não deixaram nem o vigia, alegando, naturalmente, que ler não é essencial. 

Mineirice
Wellington Dias está cada diz mais se parecendo a uma raposa da política mineira.  Em entrevista ontem, se disse a favor da candidatura de Manuela Ávila, à presidência da República, pelo PCdoB. 
Como se aqui, na paróquia, não fosse possível a aliança dos camaradas com os companheiros.

Somos aliados!
A senadora Regina Souza deu um ‘espanta pra lá’ no debate que se quer fazer sobre a presença de Ciro Nogueira na aliança com o PT. 
Ela apenas lembrou que o PP já está na chapa com a vice-governadora Margarete Coelho. 

Flávio Dino
Flávio Dino recebeu o titulo de cidadão honorário do Piauí. Dino, primeiro governador comunista do Brasil, recebeu a honraria por proposta do deputado Themístocles Filho, que citou a atuação de Dino como juiz federal.

Salgado Maranhão
Outro maranhense homenageado  ontem, em terras piauienses, mais uma vez, foi o poeta Salgado Maranhão, que recebeu o titulo de doutor honoris causa da Universidade Federal do Piauí.

Pouca vergonha
Se alguém quiser realmente saber como literalmente anda a educação pública no Piauí é bom que olhe o transporte de estudantes. Jovens e crianças transportados em carros abertos (paus de arara) em todo o Estado, sem que ninguém faça nada para acabar com essa pouca vergonha.

Aliás
O que fazem mesmo os promotores de justiça de dezenas de cidades do Piauí, onde todos os dias os alunos são transportados em veículos precários e com risco de acidentes?

Condenação
O juiz federal Agliberto Machado condenou  a três anos de prisão Jadiel Silva Alencar, dono da Dimensão Distribuidora de Medicamentos, por compra e venda de soro fisiológico roubado do SUS.
Olha só: se esse rapaz, a quem os defensores qualificam como homem de fino trato e bom gosto musical, rouba nas duas pontas, imagina aqueles que gostam do brega rasgado.

Ostentação
É o dinheiro fácil e, como se vê, ganho de forma nada republicanamente, que faz essas pessoas se acharem mais especiais que as outras. 
Eles ostentam principalmente quando estão nas farras. 

O porshe azul
Oficiais de justiça foram ao condomínio da mãe de um endinheirado – deve ser da área de medicamentos – atrás de arrastar um porsche azul, que ele havia escondido na garagem da casa. 
Como se trata de bem à penhora, isso mostra que eles gostam de ganhar dinheiro. De pagar, nem tanto. 

Origem pobre
São figuras que eram muito pobres – esse mesmo era vendedor de espetinhos – e, quando conseguem ganhar rios de dinheiro, sabe lá de que jeito, danam-se a ostentar. 
Eles tem aviões que os transportam para farras com mulheres em todas as partes do país. 

Parceiros nebulosos
O ramo de medicamentos se tornou no mais lucrativo dos últimos tempos porque envolve prefeituras. 
Eles dão propinas para os prefeitos e outros gestores para a coisa funcionar bem. Mas terminam deixando rastro dos negócios sujos.

Denúncias sérias 
Há na justiça, principalmente a federal, por conta de denúncias do Ministério Público, dezenas de ações contra donos de distribuidoras de medicamentos. 
Porque se descobre a patifaria deles nas licitações feitas tanto na área do Estado (lembram a operação gangrena?) como nas prefeituras. 

Sandro Souza
A engenharia e agronomia piauiense foram tomadas de surpresa com o falecimento do engenheiro Sandro Souza. Ele era candidato a presidente do CREA-PI e faleceu vítima de AVC.

Ping Pong

Avó por merecimento

Conta Sebastião Nery que certa vez o político mineiro José Maria Alkimim encontra-se com dona Lia Salgado, famosa soprano mineira. Cavalheiro, ela se esmera nos elogios à dama.
Alkimim: “Mas como a senhora está jovem, dona Lia”.
Lia: “Qual o que, doutor Alkimim! Já sou até avó”.
Alkimim: “A senhora pode ser avó por merecimento. Jamais por antiguidade”.

Publicado originalmente em 13 de Novembro de 2010.

Expressas

Teresina recebe terceira edição da Semana Global de Empreendedorismo. A ação inicia próxima quinta-feira no Centro Universitário Uninovafapi.

Primeiro dia de campanha de vacinação imunizou mais de 11 mil animais na zona rural. Campanha tem o objetivo de deixar cães e gatos imunizados contra raiva.

A Strans multou 201 veículos por desrespeitar às vagas especiais em Teresina. Notificações estão sendo feitas depois de um período de fiscalização educativa.