Lucas Torres ganha ouro para o Piauí


O Nadador mirim Lucas Emanuel Tores  de 9 anos faturou cinco medalhas para o Piauí no Norte-Nordeste Mirim

Parabéns ao seu treinador  Paulo Vitor  da Aquatri.

Lucas treina no Clube Social dos Subtenentes e Sargentos de Teresina.

O nadador da categoria Mirim 1 foi campeão nos 50 metros peito e borboleta e vice nos 100 e 200 metros livre.

Lucas Torres ainda levou o quarto lugar nos 50 metros livre - o que nessa faixa etária também rende medalha de bronze.

Fórum debaterá mortalidade materna-infantil e neonatal
No próximo dia 28 de maio é comemorado em todo o país o Dia Nacional pela Redução da Mortalidade Materna. Para debater o assunto e buscar soluções, a Comissão de Apoio à Vítima de Violência (CAVV) da OAB-PI, juntamente com outras entidades, proverá o I Fórum Estadual de Enfrentamento e Erradicação da Mortalidade Materna-Infantil, Neonatal e Responsabilidade Social, nos dias 28 e 29 deste mês, na sede da Instituição.

O assunto integra um dos itens dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU). Uma data importante no calendário da Saúde que visa promover um debate a nível estadual sobre a importância dos cuidados para a saúde da mulher. Além de preconizar por melhorias nas políticas públicas que ajudem a garantir condições médicas de qualidade para as gestantes piauienses.

No Piauí, diariamente uma mulher morre devido a complicações relacionadas ao parto ou a gravidez. Nas últimas décadas, a morte materna infantil e neonatal aumentou significativamente no Estado devido à falta de assistência por profissionais qualificados, instalações e recursos de saúde, como transfusões e atenção às emergências.

O IBGE aponta que a cada mil crianças que nascem no Piauí, 19 morrem. Os altos índices de mortalidade infantil estão relacionados com alguns fatores: rendimentos familiares, alimentação, condições higiênicas e sanitárias, condições de habitação. Esse índice varia muito com as condições econômicas da família. Mesmo em regiões pobres, eles variam entre as famílias com melhores condições.

A média de crianças com menos de um ano de idade que vai a óbito no Piauí, representada pela Taxa de Mortalidade Infantil (TMI), é maior que a média nacional, de acordo com a estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada no Diário Oficial da União. A estimativa indica que, em 2016, enquanto a taxa de mortalidade infantil nacional foi de 13,29 a cada mil crianças nascidas; no Piauí, é de 19,11.

As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo site www.oabpi.org.br/portaldoaluno.
O investimento é de 1kg de alimento não perecível, que deverá ser entregue na confirmação da inscrição no dia e local do vento. Todos os alimentos arrecadados serão destinados a instituições filantrópicas com atuação na capital.

Pensamento do dia!!!!