Gestor acusa ex-prefeito de deixar município de Simplício Mendes inadimplente

Para se defender de acusações, ex-prefeito grava vídeo com esclarecimentos. Assista.

José de Sousa Lopes, ex-prefeito de Simplício Mendes, está sendo acusado de ter deixado o município inadimplente e de ter terminado o mandato sem concluir várias obras. As acusações foram feitas pelo atual prefeito de Simplício Mendes, Heli de Araújo Moura Fé (PSD), durante sessão de abertura do ano legislativo na Câmara de Vereadores.

Prefeito de Simplício Mendes, Heli de Araújo Moura Fé (PSD)
Prefeito de Simplício Mendes, Heli de Araújo Moura Fé (PSD)

O chefe do poder executivo municipal disse que recebeu o município do ex-prefeito inadimplente junto ao Governo Federal e Estadual, e com vários órgãos públicos sucateados. E ainda com um débito junto a Eletrobras de mais de seis milhões de reais.

“Consegui tirar o município da inadimplência junto ao Governo Federal, mais a inadimplência junto ao Governo Estadual não foi possível sanar”, disse o atual prefeito.

Dr. Heli afirmou ainda que o ex-prefeito deixou várias obras sem concluir e cita como exemplo a Praça dos Piratingas que foi segundo o atual gestor inaugurada várias vezes pelo ex-prefeito José de Sousa Lopes. Cita também obra inacabada o Matadouro do Bairro Paracatuá, Praça do Morro da Cruz e algumas estradas vicinais.

O blogueiro e correspondente do Portal AZ entrou em contato com o ex-prefeito José de Sousa Lopes para saber o que ele tinha para dizer em sua defesa.

Zé Lopes como é conhecido, disse que foi comunicado por vereadores da bancada de oposição, e por amigos que assistiram à sessão sobre as acusações.

Para se defender das acusações, Zé Lopes gravou um vídeo e enviou para a reportagem do Portal AZ, dizendo que não havia se manifestado antes porque estava doente acometido por uma forte gripe e com febre, inclusive sua esposa Valnice.

No vídeo o ex-prefeito se defende das acusações dizendo que quando assumiu a prefeitura encontrou um débito de mais de três milhões de reais junto à Eletrobras. Que negociou, parcelou e pagou mensalmente as parcelas. Que esse débito não foi ele quem deixou, e sim que foi acumulado de outros gestores. E vai além dizendo que se hoje tem esse grande débito é porque Dr. Heli não vem pagando as parcelas.

Zé Lopes partiu para o contra ataque e acusa o prefeito Dr. Heli de ter fechado o prédio da Prefeitura Municipal. E mais, de ter apresentado projeto de lei que cobra altas taxas de iluminação pública dos consumidores.

Referente às obras inacabadas, Zé Lopes disse que nunca inaugurou a Praça dos Piratingas, e que deixou dinheiro em caixa para concluir algumas obras.

Quando Zé Lopes fala em valores retroativos, o ex-prefeito está se referindo aos precatórios judiciais oriundos do Fundef, que segundo ele é uma conquista de sua gestão. 

A prefeitura municipal de Simplício Mendes está funcionando a mais de três anos em um prédio alugado da Paróquia do Sagrado Coração de Jesus.

A atual gestão alega que fechou o prédio da prefeitura por questões de segurança, porque o teto de várias salas ameaça desabar.

Veja vídeo enviado pelo ex-prefeito José de Sousa Lopes: