Promotor "recomenda" à Secretaria de Educação aumento no prazo de recurso para os candidatos prejudicados com teste "seletivo"

A Secretaria de Educação já recebeu a recomendação do Promotor

Henrique x Sebastiana: Duelo com intermediação do MP
Henrique x Sebastiana: Duelo com intermediação do MP

Promotor Eduardo Borges: recomendação
Promotor Eduardo Borges: recomendação

O promotor da 1ª Promotoria de Justiça Especializada da Defesa da infância e juventude e da educação, Eduardo Borges Oliveira recomendou à Secretária de Educação de Timon Sebastiana Veloso a elasticidade e um novo prazo para que os candidatos que se sentiram prejudicados com a análise de currículos patrocinada pela comissão que avalia o processo seletivo para o ingresso de 190 professores que irão atuar no serviço público municipal com contrato temporário de trabalho ministrando aulas para os alunos das escolas de Timon a partir deste ano.

A recomendação foi enviado por ofício pelo promotor à Secretaria de Educação hoje pela manhã, segundo informações de fonte do blogdoribinha.

A recomendação atende à denúncia do vereador Henrique Junior (PTN), que com base em reclamações de vários candidatos que não tiveram tempo suficiente para apresentar recursos de contestação ao resultado do teste seletivo divulgado no último dia 14 estiveram não sede da secretaria e foram acompanhados pelo vereador. Após o resultado, os candidatos, que se sentiram prejudicados tiveram apenas 6 horas para apresentar os recursos de contestação.

Com base nessas informações e entendendo que o tempo era exíguo, pois o resultado do teste fora divulgado no Diário Oficial do dia 14 e os candidatos que se sentiram prejudicados teriam somente 6 horas para apresentar os recursos, ou seja, das 7h30 às 13h30 para a contestação, o vereador Henrique Junior decidiu apresentar ao Ministério Público a denúncia dos candidatos em busca de um prazo maior, mesmo que a elasticidade no prazo para os recursos não prejudique o início do período letivo.

De acordo com informações também repassadas ao blogdoribinha, uma audiência com a presença do vereador, candidatos, secretária de Educação e comissão avaliadora do teste seletivo está marcada para o dia 21 deste na sede da Promotoria para discutir o assunto e tomar o decisão sobre a recomendação do Promotor Eduardo Borges.