Queimadas inconseqüentes

As queimadas que estão ocorrendo na grande Teresina são atribuídas a duas coisas sérias. A impunidade, se criminoso o incêndio e as conseqüências da alta temperatura que podem ocasionar acidentes.

Os prejuízos causados por incêndios em Teresina, atendidos pelo Corpo de Bombeiros, entram nos dados estatísticos, mas nem sempre se sabe as origens de tais catástrofes. As conseqüências hipoteticamente são atribuídas a alta temperatura de Teresina.

Um incêndio, por mais que ele seja simples, causa transtornos ambientais, físicos, econômicos, de saúde e psicológicos.

O estado emocional em que ficam as pessoas atingidas de algum modo pelos efeitos de incêndios é algo que precisa ser levado em conta.

Traumas são inevitáveis e ficam no imaginário de quem é afeto pelos incêndios e das pessoas que tem medo de sofrer acidentes por queimadas.

Somente em um dia neste mês de outubro, o Corpo de Bombeiros de Teresina atendeu a cinqüenta chamados de atendimentos de incêndio. As conseqüências destes incêndios ficam às claras em uma realidade sofrível num ambiente de pessoas, quase sempre indefesas.

O incêndio que ocorreu em um povoado localizado na PI-112, nesta semana, foi arrasador, com prejuízo inclusive de perdas de residências.

A questão maior é a falta de cuidados ou circunstâncias inevitáveis provocadas pelo clima. De quem é a responsabilidade? Atribui-se ao calor excessivo. É bem verdade, mas não se podem excluir todas as hipóteses de ocorrências de incêndios.

Em Teresina as casas estão constantemente sujas de restos de queimadas. Os pisos das casas, principalmente dos terraços estão manchados pó fulígens e restos de queimadas que voam com o vento. Imagina-se como estão os tetos das casas?

Será que diante de tantos incêndios que vem ocorrendo em Teresina, não comportaria uma campanha de esclarecimentos sobre os perigos e as conseqüências de tais incidentes?