O tabu do toque retal no exame de próstata

Pesquisas apontam que os homens procuram menos os urologistas para exames na próstata.

A detecção de problemas de saúde nos homens é menos comum quando o assunto é exames de próstata, mediante o toque retal, em pleno século XXI, pela recusa sobre esta forma de análise médica. Esta questão tem motivado muitas campanhas de esclarecimentos que dentre os exames realizados na próstata, o toque retal é bastante preciso.

O maior problema é que o câncer de próstata mata muitos homens no mundo. E esta é, muitas das vezes, segundo os médicos especialistas, uma doença silenciosa. Daí a importância de realização periódica de exames na próstata.

Depois dos quarenta anos, pelo menos uma vez a cada doze meses, os homens devem ser submetidos a exames de próstata, segundo orientação médica.

Além do toque retal o PSA, através de sangue, é muito usual no controle da saúde da próstata.

Na lógica, os exames preventivos da próstata do homem garantem uma vida com saúde, se não, tratamentos precoces com chances de curas.