Evoluir para crescer, perder ou definir!

O treino deve ser diário, com folga de apenas um dia, e 60 minutos de duração

Cada objetivo requer um treino específico uma dieta adequada. O momento certo de elevar a carga na musculação, mudar o treino, potencializar a caminhada na esteira ou começar a correr é muito importante, entretanto, está diretamente relacionado à escolha de seu objetivo, seja ele aumentar a massa muscular, definir ou emagrecer.

O foco estabelece diretrizes para que proponha um cronograma de exercícios específicos, associado a uma alimentação a base de nutrientes adequadas, com horários, quantidades e qualidade. Seguindo metas e prazo estabelecido, quando respeitados, fazem com que os objetivos sejam rápidos e contínuos.

Embora exista varias maneiras de garanti seu objetivo, seja ele muscular, definir ou emagrecer, entender como o organismo reage nos treinos, conforme os estímulos propostos, a intensidade pode potencializar os resultados, utilizando bases e conhecimentos científicos, para garantir bons resultados.

Para hipertrofiar, um treino bem feito, dedicação, frequência, uma alimentação associado com treino de alta intensidade, com velocidade, resistência e força, sempre respeitando o tempo de descanso entre as séries e exercícios, podem causas alterações fisiológicas positivas. Seguindo protocolos de treinamento que diz que o tempo de descanso ajuda ao ganho de massa muscular. Na hipertrofia exige um intervalo entre as series que deve durar alguns segundo ou minuto de descanso, seus músculos se recuperar e já pode sofre novos estímulos.  Com a intensidade elevada, o corpo leva tempo para se acostumar. Assim, o corpo não acostuma com o estímulo e tem resposta constante. Esse tipo de treino deve durar, em média, cinco a seis semanas, depois desse tempo, vale elevar a carga aos poucos, ou trocar seus exercícios por outros que imponham uma dificuldade maior.

O corpo definido, no senso comum, é magro, porém, forte. Para definir, quem está perdendo peso, é fundamental associar exercícios aeróbicos com a musculação. A capa de gordura nas pessoas obesas ou com sobrepeso esconde a musculatura. “Quando o emagrecimento é feito juntamente com um trabalho muscular, a gordura vai desaparecer e o músculo começa a aparecer.” Nesses casos, porém, vale alertar que a balança não será o medidor correto da eficácia do treino. Ao trocar gordura por massa, o corpo sofre alteração, mas o ponteiro da balança pode minimizar os resultados. “Deve ser feita uma avaliação física com especialista, outras forma de avaliar pode ser visual ou sentido através das roupas, que certamente ficaram menos apertadas, mais confortáveis.”

Para emagrecer, queimar gorduras em larga escala pressupõe uma dobradinha entre exercícios aeróbicos e musculação, é interessante elaborar um circuito que intercale uma atividade de alto gasto calórico e trabalho cardiovascular, como a corrida, bike, com os aparelhos de musculação.

O treino deve ser diário, com folga de apenas um dia, e 60 minutos de duração. Para quem não tem tanta disponibilidade, é possível equalizar a freqüência. Exercícios intensos, durante uma hora e meia, três vezes por semana, também garantem a queima rápida de gordura e ganhos efetivos. Inicialmente, a atividade aeróbica deve ocupar a maior parte da grade.

No que diz respeito ao seu objetivo de treino, isso fica o seu critério. Você não pode é deixar de se desafiar fisicamente de novas formas (alimentar, resistência, força, desempenho, etc.), ajustando tudo para que seu novo treino não interfira em seus objetivos. Ou… você pode relaxar e apenas manter o que se esforçou tanto para alcançar. Essa também é uma opção.

Bom Treino e até a próxima!

Marcell Brandão Wercklose

Prof. Esp. em Lesões no Esporte.

Prescrição do Exercício.