1. Blogs
  2. Ajuspi
  3. Desembargador do TRT-PI alerta para perdas de direitos do trabalhador durante programa 'Palavra Aberta Ajuspi'
Publicidade

Desembargador do TRT-PI alerta para perdas de direitos do trabalhador durante programa 'Palavra Aberta Ajuspi'

O Desembargador Francisco Meton Marques de Lima, do Tribunal Regional do Trabalho da 22ª Região (TRT-PI), foi o entrevistado desta terça-feira (21/05), no Programa Palavra Aberta Ajuspi, exibido na TV Assembleia. O programa teve a apresentação da jornalista Tereza Val e como debatedor o advogado Luís Felipe, Diretor Financeiro da Associação Jurídica e Social do Piauí (Ajuspi).

Para o Desembargador Meton Marques, os direitos sociais do trabalhador vêm passando por um processo de enfraquecimento e que é preocupante, tendo em vista que a relação de trabalho fica bem mais frágil para o empregado, que já é parte hipossuficiente. Ele lembrou que neste meio, a Justiça do Trabalho fica inerte, apenas respondendo aos pleitos das partes e aplicando a lei.

"Neste cenário o trabalhador está definitivamente acachapado, está perdendo este jogo. O que ocorre, então, é que eles vão buscar na Justiça do Trabalho a reparação e a Justiça do Trabalho não tem o que fazer, só dar resposta. Porém, o pouco de resposta que é dado, a classe patronal ainda acha que as leis são agressivas. Assim, a Justiça do trabalho não satisfaz nem ao trabalhador nem ao empregador. Mas julgamos caso a caso porque é nosso dever, cumprimos nossa missão enquanto poder. Se um poder falha a sociedade procura um outro", pontua o Desembargador do TRT-PI.

O Desembargador Meton Marques comentou ainda sobre a reforma trabalhista que, segundo ele, veio em tom odioso para agredir os direitos constitucionais consagrados aos trabalhadores.

O advogado Luís Felipe observou que os direitos sociais dos trabalhadores é um dos temas mais importantes no cenário jurídico atual e convocou toda a sociedade para que enfrente o debate e lute junto com a classe trabalhadora.

"É um debate necessário entre a sociedade, a advocacia, a magistratura, e a sociedade civil como um todo, para não deixarmos serem retirados do trabalhador direitos que foram conquistados com muita luta e que agora, sem nenhum debate, estão sendo deixados de lado. A classe menos favorecida na relação de emprego não pode ser prejudicada", comentou Luís Felipe

Acompanharam o programa de hoje os advogados Valdecir Júnior (Conselheiro Ajuspi) e Ítalo Luiz (Membro da Ajuspi).

O Desembargador Francisco Meton Marques de Lima, do Tribunal Regional do Trabalho da 22ª Região (TRT-PI), foi o entrevistado desta terça-feira (21/05), no Programa Palavra Aberta Ajuspi, exibido na TV Assembleia. O programa teve a apresentação da jornalista Tereza Val e como debatedor o advogado Luís Felipe, Diretor Financeiro da Associação Jurídica e Social do Piauí (Ajuspi).

Para o Desembargador Meton Marques, os direitos sociais do trabalhador vêm passando por um processo de enfraquecimento e que é preocupante, tendo em vista que a relação de trabalho fica bem mais frágil para o empregado, que já é parte hipossuficiente. Ele lembrou que neste meio, a Justiça do Trabalho fica inerte, apenas respondendo aos pleitos das partes e aplicando a lei.

"Neste cenário o trabalhador está definitivamente acachapado, está perdendo este jogo. O que ocorre, então, é que eles vão buscar na Justiça do Trabalho a reparação e a Justiça do Trabalho não tem o que fazer, só dar resposta. Porém, o pouco de resposta que é dado, a classe patronal ainda acha que as leis são agressivas. Assim, a Justiça do trabalho não satisfaz nem ao trabalhador nem ao empregador. Mas julgamos caso a caso porque é nosso dever, cumprimos nossa missão enquanto poder. Se um poder falha a sociedade procura um outro", pontua o Desembargador do TRT-PI.

O Desembargador Meton Marques comentou ainda sobre a reforma trabalhista que, segundo ele, veio em tom odioso para agredir os direitos constitucionais consagrados aos trabalhadores.

O advogado Luís Felipe observou que os direitos sociais dos trabalhadores é um dos temas mais importantes no cenário jurídico atual e convocou toda a sociedade para que enfrente o debate e lute junto com a classe trabalhadora.

"É um debate necessário entre a sociedade, a advocacia, a magistratura, e a sociedade civil como um todo, para não deixarmos serem retirados do trabalhador direitos que foram conquistados com muita luta e que agora, sem nenhum debate, estão sendo deixados de lado. A classe menos favorecida na relação de emprego não pode ser prejudicada", comentou Luís Felipe

Acompanharam o programa de hoje os advogados Valdecir Júnior (Conselheiro Ajuspi) e Ítalo Luiz (Membro da Ajuspi).

Especialistas debatem sobre redução da alíquota do ICMS na conta de energia Ajuspi convida para 2ª edição do 'Talkshow A Arte de Mediar'

Mais lidas desse blog