Homepage
RSS
Twitter

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Busca

Representantes da Coopemar prestam esclarecimentos hoje na Câmara

26/03/2015 • 08:41

Atendendo convocação da Comissão de Orçamento da Câmara Municipal de Timon os representantes da Cooperativa Maranhense de Trabalho (Coopemar), que detém a folha de pagamento dos servidores de cinco secretarias da Prefeitura de Timon, negócio girando em torno de 2 milhões e 400 mil reais mensais, estarão hoje, às 10h30, prestando esclarecimentos sobre o rol de denúncias de servidores contra a cooperativa.

As denúncias giram em torno do não pagamento de benefícios como adicional noturno e insalubridade, descontas indevidos nos salários, atraso no pagamento dentre outros.

Mesmo com a predisposição de prestar esclarecimentos à comissão hoje, a Coopemar não ficará isenta de apresentar os documentos que estão sendo requeridos pelos vereadores.



O vice-presidente da Câmara Marco Lago (PTC) quer saber os números quantitativos da cooperativa com relação a cargos, nomes de servidores, qual o valor da taxa de administração do contrato com a prefeitura e o termo de referência. “A vinda dos representantes da empresa é importante demonstra a necessidade norteia o rumo das informações que estamos solicitando, mas isso não impedirá que a cooperativa apresente na Câmara as solicitações protocoladas para que ela apresente toda documentação à cerca deste contrato”, disse Marco Lago ao blogdoribinha.

A Cooperativa Maranhense de Trabalho foi contratada pela Prefeitura de Timon para administrar a parte da folha de pagamento das secretarias de Saúde, Educação, Limpeza, Administração e Assistência Social pelo período de 12 meses iniciados no dia 5 de janeiro deste ano. A prefeitura, durante esse período repassará para a cooperativa quase 29 milhões de reais.

Comentários

Câmara fecha cerco contra empresas denunciadas de prestarem desserviços

25/03/2015 • 22:22


Os representantes das emrpresas HS Construtora, NM Transportes, Pereira & Lobo Ltda, Picos Construções, Coopmar e Tekynik Soluções Tecnológicas serão denunciadas pela Câmara ao Ministério Público.

A Câmara vai fechar o cerco contra as empresas que prestam desserviços em Timon e que são denunciadas por desvio e outras irregularidades.

Em debate hoje pela manhã, os vereadores decidiram que além da convocação dessas empresas para esclarecimentos juntos às comissões da Casa, em caso do não atendimento às prerrogativas, as denúncias serão encaminhadas ao Ministério Público Estadual para abertura de investigação para apurar as responsabilidades da não prestação de serviços em prejuízo ao erário público.

Uma das primeiras a sofrer as sanções da Câmara de Vereadores será a HS Construtora Ltda, que tem contrato com o governo estadual desde de junho do ano passado para execução de 8 kilômetros de asfalto nas ruas de Timon mas que até agora a obra de pavimentação não conclui o serviço que tinha prazo de entrega de 120 dias.

De acordo com o vereador Kenedy Gedeon – agora definitivamente na base de sustentação do governo Luciano Leitoa -, a HS ganha as licitações no serviço público, como não consegue “vender” as notas fiscais, não realiza os serviços e agora vem solicitando um aditivo de 40 por cento a mais do valor da obra para puder entrega-la. “Nós temos que acabar com essas práticas conhecidas dessa construtora”, disse Gedeon.



Outras empresas também serão denunciadas

Em conversa com o blogdoribinha o vereador Thales Waquim, líder da oposição, disse que o mesmo argumento de sanções contra a HS Construtora, que ainda não prestou esclarecimentos sobre a não execução da pavimentação das ruas de Timon, apesar do contrato ter um ano de validade, será utilizado contra outras empresas, para que depois a população não entende que esta Casa tem somente um peso e uma medida, disse Thales.

Thales quer incluir na lista de convocação das empresas representantes da Pereira e Lobo, Picos Construções, NM Transportes, Coopemar e Tekynik Soluções Tecnológicas para que prestem esclarecimentos sobre suas atuações na cidade, que têm sido contestadas pela população de Timon. Contra essas empresas existem várias denúncias.

O vereador oposicionista disse que na próxima semana solicitará da Mesa Diretora a convocação dos representantes dessas empresas para que eles prestem esclarecimentos para as comissões da Casa, caso eles se recusem, a Câmara obedecendo a essa normativa dos vereadores, encaminhará solicitações de abertura de processo no Ministério Público para investigação.

Thales afirmou que o povo timonense está cansado de ver o dinheiro entrar nos cofres públicos das gestões e sair pelo ralo sem que ninguém faça nada. Ele apoia integralmente a medida dos vereadores de investigar empresas prestadores de desserviços no município de Timon.

Comentários

Fecha o clima na AL MA. Alexandre contesta representante dos Leitoa

25/03/2015 • 14:57



Em pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa, na manhã desta quarta-feira (25), o deputado Alexandre Almeida (PTN) contestou as afirmações do deputado Rafael Leitoa (PDT) feitas durante a sessão da última terça-feira (24).

O parlamentar iniciou o seu pronunciamento destacando o que ele nomeou de “caminho do ataque” escolhido por Rafael Leitoa na tentativa de defender o seu primo, o atual prefeito de Timon. Ressaltando o seu compromisso com a coerência e a verdade, Almeida contestou o discurso do deputado do PDT, quando este se referiu ao apelo feito pelo parlamentar na semana passada, ao governador Flávio Dino, diante da possibilidade de distrato do contrato celebrado para construção de uma escola de Ensino Médio no conjunto Novo Tempo, em Timon.

“O assunto que tratei nesta tribuna foi fruto de informações que recebi sobre decisão da Secretaria de Estado da Educação de não dar continuidade ao processo de construção da escola do Novo Tempo por uma única razão: o prefeito Luciano Leitoa não cumpriu o seu compromisso de doação do terreno para a obra”, disse o deputado.

Ainda segundo o deputado, em seu discurso Rafael Leitoa justificou a inércia do prefeito Luciano alegando que a doação não poderia ser feita porque o local, segundo o mesmo, marcado pelo deputado Alexandre Almeida, seria uma área privada destinada a um loteamento. “Quero dizer ao deputado Rafael que eu não marquei área, coube a mim convencer o governo do estado a incluir a construção da escola na consulta da Secretaria de Estado da Educação, coube a mim aprovar nesta Casa a parceria entre o governo e o BNDES, coube a mim cobrar celeridade no processo administrativo para a licitação da obra, mas coube ao primo de vossa excelência indicar o local para a construção”, enfatizou o parlamentar.

Na oportunidade, Alexandre Almeida mostrou e fez a leitura dos documentos que fazem parte do processo administrativo que resultou na licitação e contratação da escola, e que comprovam o compromisso do prefeito Luciano Leitoa de apresentar, até a data da contratação da obra, os documentos necessários para a doação oficial do terreno. “Deputado Rafael Leitoa, vossa excelência que é o representante da família Leitoa nesta Casa deve conhecer esta assinatura”, provocou Almeida. “Então, vossa excelência faltou com a verdade quando disse que fui eu quem apontou o local, pois quem assumiu esse compromisso foi o prefeito Luciano Leitoa, e este documento vou passar à presidência desta Casa, e se vossa excelência quiser tomar conhecimento do mesmo, é só requerê-lo”, sugeriu o deputado.

Continuando seu pronunciamento, Alexandre Almeida mostrou outro documento – um ofício datado de 18 de agosto de 2014, de autoria do então secretário de educação, Danilo Furtado, encaminhado ao prefeito Luciano Leitoa, solicitando, dentro de um prazo de 20 dias, a confirmação da área do terreno cedido pela prefeitura. “Deputado Rafael Leitoa, contra fatos não há argumentos e se o Novo Tempo perder essa escola, ficará na biografia da família Leitoa, que está no poder desde 1992 como uma oligarquia, a culpa e a responsabilidade das famílias daquele conjunto não receberem a escola de Ensino Médio”, finalizou Alexandre Almeida. (Da Assessoria do Deputado).

Comentários

12 vereadores autorizam. Prefeito já pode sacar os 11,3 milhões no BNDES

25/03/2015 • 14:52



A Câmara Municipal de Timon aprovou hoje (25) um pedido da Prefeitura Municipal para que seja autorizado o pedido de contratação de um empréstimo de R$ 11,3 milhões junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social. O valor será destinado à implantação do programa de modernização tributária da Secretaria Municipal de Finanças.

Ao anunciar que a bancada de oposição votaria contra, o vereador Tales Waquin explicou que não houve explicação sobre a natureza do empréstimo e que não foi repassado sequer o ante-projeto do pedido para que os vereadores tomassem conhecimento.

Em defesa da matéria o vereador José Carlos Assunção disse que o secretário de Planejamento esteve na Câmara Municipal explicando que o estava sendo solicitado era uma autorização para que o empréstimo fosse pleiteado, não havendo ainda nenhuma garantia de ele será concedido.

José Carlos Assunção disse que os recursos serão usados para o aprimoramento tributário do município. “Eles não podem ser usados em nenhuma outra atividade. Há dois anos um pedido igual foi aprovado, mas o município não recebeu o empréstimo porque estava inadimplente”, afirmou.

Ele disse também a Secretaria de Finanças funciona em dois prédios alugados e tem apenas dois veículos velhos. “Com esse dinheiro será possível construir os prédios, comprar softwares, adquirir veículos e treinar o pessoal. Isso vai aumentar a receita. E vale dizer que a carência é de dois anos. Timon precisa desse financiamento porque senão ficará na contramão dos outros municípios”, disse.

Votaram contra

Thales Waquim, Marco Lago, Antonio Filho (Biu), Itamar Barbosa e Doutor Torquato.

Votaram à favor

Juarez Morais, Kenedy Gedeon, José Carlos Assunção, Dr. Tuá, Celso Tacoani, Ivan do Saborear, Neto Peças, Goleiro Branco, Kaká do Frigo Sá, Leandro Bello, Chagas Cigarreiro e Raimundo Novaterra.

Ausência no plenário na hora da votação

Francisco Torres

Comentários

Lázaro Martins deverá assumir vaga de vereador na Câmara

25/03/2015 • 09:07


Lázaro Martins em visita aos vereadores na semana passada

Luciano Leitoa deverá reformar, à sua maneira, a base de apoio na Câmara Municipal de Timon, que hoje é considerada muito frágil em defesa das propostas do governo na Casa.

A saída de Lázaro Martins da Fundação de Cultura é um indicativo disso. O agora ex-presidente da Fundação é o primeiro suplente de vereador e como abriu mão da vaga para assumir a Cultura, como primeiro suplente Lázaro Martins deverá assumir a vaga de vereador na Câmara e Neto Peças permanecerá no cargo com a saída de Chagas Cigarreiro, que deverá pedir licença do cargo. A saída de Chagas foi confirmada por ele mesmo na última segunda-feira ao blogdoribinha.

Junto com a reforma na Câmara para dar uma sustentação à base, o prefeito também deverá fazer uma reforma no secretariado mudando inclusive pontos estratégicos do governo, como a Assistência Social, por exemplo.

Não é mais segredo pra ninguém que o prefeito deverá mudar o secretário Saney Sampaio nas próximas horas.

Câmara quer prestação de contas de serviços da MA-040 em 2011

A Câmara está requerendo do Tribunal de Contas do Estado (TCE), o relatório com a prestação de contas dos serviços da MA-040 em 2011.
O trabalho está cheio de denúncias e foi pauta da imprensa durante a semana passada.
O vereador Juarez Morais é o autor do requerimento que pede esclarecimentos ao TCE.

Assessor especial assume Cultura

O assessor especial da Cultura Jairo Gomes Araújo é quem assume o lugar de presidente da Fundação com a saída de Lázaro Martins.

Contrato de 3 mil reais mensal por um ano

Saiu o resultado do teste seletivo da Secretaria de Esportes, Lazer e Juventude para a contratação temporária de profissionais para atuarem no Projeto “Estação Juventude, em Timon. Cargo: COORDENADOR ADJUNTO; Classificação 1ª: Cassandra Pereira de Carvalho; Classificação 2ª: Amalle Catarina RIbeiro Pereira; Cargo: ASSISTENTE DE NÚCLEO; Classificação1ª: Fransuel Lima de Barros; Classificação 2ª: Marilia Gabriela de Sousa Mateus.

Comentários

  1. «
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. ...
  8. »
ENVIE SEU COMENTÁRIO
COMPARTILHE COM AMIGOS

O Portal AZ é apenas o meio contratado para divulgação deste material.
Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes neste espaço é de responsabilidade civil e penal exclusiva do blogueiro.
O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial da empresa.

portal az - Informação de Verdade
Todos os direitos reservados © 2000 - 2009