Homepage
RSS
Twitter

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Busca

"Todos por Timon" está sob suspeita de campanha eleitoral fora de época

26/01/2015 • 09:26













O Juiz Eleitoral de Timon Doutor Simeão Pereira e Silva e o Promotor Eleitoral Geovanni Pappini devem ficar muito atentos a um evento que vem sendo patrocinado pela Prefeitura de Timon nos bairros da cidade, toda semana, que carregado de nuances de campanha eleitoral extemporânea, ou seja, fora de época, com o intuito de promover e personificar o nome do prefeito Luciano Leitoa como candidato a reeleição em 2016.

Com recursos da prefeitura, o prefeito e seus secretários, vêm se reunindo em prédios públicos com moradores para discutir a problemática dos bairros. Muitas dessas problemáticas foram incluídas no plano de governo de Luciano Leitoa registrado no TSE em 2012 e agora estão sendo discutidos para serem executados em 2017, ano da primeira gestão do próximo prefeito.

A propaganda eleitoral extemporânea é vedada aos detentores de cargos públicos ou\e aos candidatos que desejam disputar os pleitos eleitorais e que se utilizam de artifícios para colocar seus nomes em status para garantir espaços na mídia. No caso do prefeito Luciano Leitoa, com essa campanha extemporânea a situação ainda é mais complicada e grave. Pois todos eles, prefeitos, secretários vereadores da base e auxiliares se utilizam de recursos públicos, prédios, estruturas e dinheiro mesmo para financiar a campanha de 2016 antes da autorização da justiça eleitoral.

Todos os prefeitos eleitos assim como os candidatos são proibidos de se utilizarem desses artifícios e a Justiça Eleitoral deve ficar atenta, pois essa prática torna a disputa desequilibrada e em favor do detentor do cargo.

Sob o argumento de projeto “Todos por Timon”, numa alusão clara a coligação pela qual Luciano Leitoa disputou a eleição majoritária passada (Unidos por Timon), o prefeito reúne-se com moradores, como já dissemos, e faz promessas e assume compromissos para a realização das benfeitorias nos bairros que serão realizadas dentro de um prazo estipulados por ele mesmo.

Audiências públicas

O governo municipal não vem discutindo os problemas em audiências públicas, isso seria um dos argumentos plausíveis para reunir a população em torno de seus problemas. Para vender o SAAE, por exemplo, o prefeito Luciano Leitoa não se reuniu com a população. Após visita à sede da empresa em Campo Grande (MT), em maio do ano passado, Luciano Leitoa encaminhou à Câmara o projeto de venda do órgão que foi aprovado por 14 dos 15 vereadores que o acompanharam na viagem. O projeto foi enviado em "regime de urgência" e sequer foi lido e discutido em plenário. Apenas votado e aprovado.

20 por cento dos requerimentos não são atendidos

Os vereadores, por exemplo, se queixam de que o prefeito não vem atendendo os requerimentos feitos ao executivo para a realização de benfeitorias e benefícios na cidade. Os vereadores, tanto de oposição como do governo admitem que nos dois primeiros anos da atual legislativo somente 20 por dos milhares de solicitação e reivindicações dos moradores foram atendidas pelo governo. Daí, e por isso, não se justifica, agora, o prefeito reunir moradores para assumir compromissos com eles, basta que o prefeito atenda as solicitações, reivindicações e pedidos feitos oficialmente pela Câmara Municipal de Timon.

Governo itinerante

O correto seria que o prefeito, junto com todos os seus vereadores e assessores, colocasse à disposição o governo itinerante levando aos moradores e a população os serviços que dispõem através da prefeitura e seus órgãos afins, mas o que está acontecendo é exatamente o contrário.

Nas reuniões, segundo um produtor do blogdoribinha que participou de boa parte delas, nenhum serviço público é oferecido. Tudo se baseia em promessas em longo prazo feitas pelo próprio prefeito de Timon Luciano Leitoa numa clara iniciativa de novamente ludibriar o povo como ocorreu na campanha passada, quando ele se apresentava como vendedor de sonhos que poderiam ser realizados com um simples toque de mágica.

Agora, investido do cargo de prefeito, Luciano Leitoa se utiliza da máquina pública para arregimentar as pessoas\moradores, prometer e garantir que os benefícios poderão ser feitos, desde que eles observem que o governo não tem tempo agora e por isso precisa de mais tempo para que os sonhos se concretizem.

Comentários

joaquim gutemberg teixeira caldas

caldasjoaquim@ig.com.br postado:
26/01/2015 - 13:11
Prefeito o povo passa sede como pode construir Timon Juntos com seu governo se não tem água para amassar o palzinho de cada dia.

Timon está fora do Sistema de Integração do Transporte Coletivo

25/01/2015 • 10:42



De acordo com a prefeitura de Teresina, o motivo pelo qual a linha não foi integrada no processo licitatório, se deu pelo fato de Timon fazer parte de outro Estado.

Mais uma vez a população de Timon (MA) alega estar sendo prejudicada pelas ações da Prefeitura de Teresina. O novo sistema de integração não abrange o transporte público do município maranhense, o que tem causado indignação nos usuários.

De acordo com a Lei Complementar nº 112, de 19 de setembro de 2001, e regulamentada pelo Decreto nº 4.367, de 9 de setembro de 2002, a Grande Ride, região que abrange municípios no entorno de Teresina, incluindo Timon, devem compartilhar de ações de infraestrutura, geração de emprego, capacitação profissional, saneamento básico, uso e ocupação do solo.

Atualmente a empresa Dois Irmãos é a responsável por realizar o transporte dos passageiros entre Timon e Teresina. A empresa que compõe o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (SETUT), não foi incluída no processo de licitação realizado na capital. Apesar do impasse, cerca de 50 mil timonenses trabalham, estudam e passam a maior parte do dia em Teresina. (Manoel José - doportaloolho).

Prefeitura discutiu com população, mas não assegurou inclusão no sistema

Comentários

leitor

postado:
26/01/2015 - 12:15
é por isso que aumenta mais o numero de motos e carro no transito,sem integração,sem paradas de onibus digna,e na região onde moramos quente no minimo os onibus deveriam ter ar-condicionado,então pessoal vamos fazer um esforço pra compra suas motos,pensem bem com o dinheiro que se paga passagem(que é muito caro)por més dá pra pagar uma prestação de uma moto.

Inscrições para seletivo de mil professores começarão segunda-feira, dia 26

24/01/2015 • 09:26



O Governo do Estado do Maranhão iniciará a partir de segunda-feira (26/1) as inscrições do processo seletivo simplificado para contratação temporária de mil professores. As inscrições são gratuitas e deverão ser feitas através do site www.educacao.ma.gov.br até às 23h59 da próxima quinta-feira (29/1). Todas as informações estão disponíveis no site e no Diário Oficial do Estado.

O processo seletivo será composto pela avaliação curricular de títulos e avaliação da experiência profissional na área de docência. Os interessados devem fazer a entrega de títulos (acompanhados da ficha de inscrição gerada na internet pelo próprio candidato) na Unidade Regional de Ensino (URE), correspondente à localidade escolhida para disputa de vaga.

Início do ano letivo

A abertura do seletivo foi determinada pelo governador Flávio Dino durante a assinatura de seis decretos na terça-feira (20). De acordo com a secretária de Estado da Educação, Áurea Prazeres, a gestão estadual está empenhando todos os esforços para melhoria da rede estadual de ensino.

“É prioridade do governador Flávio Dino, iniciar o ano letivo, com professores em sala de aula e estudantes atendidos em todos os componentes curriculares. Além disso, o governador reajustou em 15% o salário dos professores contratados, valorizando assim, o trabalho docente,” declarou a secretária.



Entrega de títulos em São Luis

Com base na demanda do último seletivo, o recebimento de títulos em São Luís ocorrerá no Centro de Convenções da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), no Campus do Bacanga. “Escolhemos o Centro de Convenções da UFMA por ser um espaço amplo e que pode receber os docentes dignamente. A categoria precisa ser tratada com respeito”, explicou o responsável pela Unidade Gestora de Atividades Meio (Ugam) da Seduc, Domingos Ferreira.

Modalidades de Ensino Médio, Eja, Proeja e Emiep

O seletivo visa atender as modalidades Ensino Médio Regular, EJA, Programa de Educação de Jovens e Adultos (Proeja) e Ensino Médio Integrado a Educação Profissional (Emiep). O regime de trabalho será de 20 horas semanais. Do número total de vagas oferecidas, 20% destinam-se às escolas de São Luís e as outras 80% serão distribuídas para o interior do estado, de acordo com as necessidades regionais. As disciplinas com maiores demandas são, respectivamente, Física, Química, Biologia e Matemática.
De acordo com o cronograma, o resultado do seletivo deverá ser divulgado no início de março, uma vez que o ano letivo de 2015 começará a partir do dia 9 de março na rede estadual de ensino. (Secom\MA).

Comentários

Fenaj apresenta quadro da violência contra os jornalistas

23/01/2015 • 16:30



As ações judiciais foram listadas pela Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) como uma das formas de violência contra a categoria, segundo Relatório da Violência Contra Jornalistas-2014.

O relatório foi divulgado ontem pela Fenaj.

De acordo com o documento, acionar profissionais de imprensa na Justiça é uma forma de intimidá-los e pressioná-los a mudar seu ponto de vista sobre situações, principalmente na área política.

- Jornalistas ameaçados ou amedrontados, sem condições dignas de trabalho, ficam limitados na sua missão profissional de informar a sociedade para dar a ela um importante instrumento de constituição e exercício da cidadania. As variadas formas de violência são violações do direito humano à comunicação, às liberdades de expressão e de imprensa - diz o relatório.

O relatório também apontou que policiais – sobretudo policiais militares- lideram a lista de agressores, com 48,06%.

Para enfrentar esse perigo, a Fenaj cobra que os crimes sejam tratados em esfera federal e que seja criado um Observatório Nacional da Violência.

A expectativa é que o órgão seja criado este ano, pela Secretaria de Direitos Humanos e pelo Ministério da Justiça, que passariam a fazer também a interlocução com agentes de segurança nos estados. (do blogdomarcodeça).

Entidades pedem fim da impunidade e políticas de proteção aos jornalistas

No lançamento do "Relatório 2014 da Violência contra Jornalistas e Liberdade de Imprensa no Brasil", dirigentes da FENAJ e da FIJ cobraram dos governos e empresários de comunicação ações para conter as agressões contra a categoria. Identificando a impunidade como motivadora do crescimento da violência contra profissionais de imprensa no Brasil e no mundo, reivindicaram políticas públicas de proteção, equipamentos e um protocolo de segurança e condições de trabalho aos jornalistas.



A repórter Giuliana Vallone, do jornal Folha de S. Paulo, foi atingida no olho por uma bala de borracha da PM
Foto: Guilherme Kastner / Brazil Photo Press

Para a secretária-geral da FIJ, Beth Costa, o que mais motiva a violência no Brasil e no mundo é a impunidade. Ela registrou que a entidade lançou, no final do ano passado, um relatório que contabilizou 135 mortes de jornalistas no exercício da profissão em todo o mundo e destacou que 98% dos casos não são investigados. Beth Costa informou que a FIJ desenvolve uma campanha junto à Unesco e às Nações Unidas para que os países aprimorem suas legislações de proteção aos jornalistas e punam os envolvidos na morte de profissionais de imprensa. (Acesse Fenaj).

Leia mais sobre o quadro de violência contra jornalistas

Comentários

Governo paga salários dos terceirizados da Saúde que estavam em atraso

23/01/2015 • 10:58



Os salários dos servidores técnicos da saúde atrasados pelo governo passado foram quitados na noite da última quinta-feira (22) pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) junto às OSCIPs, responsáveis pela prestação de serviços nas unidades de saúde da rede estadual.

O pagamento é referente ao período trabalhado entre 16 de novembro de 2014 e 15 de dezembro de 2014, que não foram honrados pela gestão anterior e coube ao governador Flávio Dino garantir os repasses. Na noite de ontem foram repassados às OSCIPs (Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público) Bem Viver, IDAC e ICN valores que beneficiarão cerca de 11 mil servidores da saúde.

Uma força tarefa feita pelas secretarias da Saúde, do Planejamento e da Transparência, conseguiu identificar e separar o valor real referente aos vencimentos dos servidores da Saúde e os excessos, que, em tentativa frustrada, a gestão anterior tentou incorporar.

“Toda a nossa equipe é orientada a cumprir a lei com seriedade e sobriedade. Apenas isso”, afirma o governador ao explicar que seria uma irresponsabilidade efetuar os pagamentos sem uma prévia verificação do que está sendo pago.

Para o secretário da Saúde, Marcos Pacheco, (imagem) este é apenas o começo de uma gestão limpa, que não permitirá privilégios e que, de fato, terá seu foco principal na atenção básica: “Toda criança assistida, toda gestante acolhida e todo idoso bem cuidado. Essa é nossa missão. Vamos ‘fazer acontecer’ e mostrar que é dessa forma que mudaremos os indicadores negativos do Maranhão”, assegurou Pacheco.

Herança

Um dos problemas herdados da gestão anterior foi o atraso no pagamento das OSCIPs. Com isso, cerca de 11 mil funcionários da saúde deixaram de receber seus vencimentos em dias. (Semcom\MA).

Comentários

  1. «
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. ...
  8. »
ENVIE SEU COMENTÁRIO
COMPARTILHE COM AMIGOS

O Portal AZ é apenas o meio contratado para divulgação deste material.
Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes neste espaço é de responsabilidade civil e penal exclusiva do blogueiro.
O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial da empresa.

portal az - Informação de Verdade
Todos os direitos reservados © 2000 - 2009