RSS
Twitter
WhatsApp do Portal AZ86 9981.8563
Busca
Todos os Blogs

Elias Lacerda

Elias Lacerda

Interligação de adutoras cortará fornecimento dágua em bairros nesta terça

18/04/2016 • 16:36
Para a Águas de Timon, a principal meta para 2016 é atingir 100% de abastecimento de água na zona urbana de Timon. A concessionária está promovendo uma série de ações de modernização e ampliação da rede de distribuição para que isso ocorra. Dando continuidade às melhorias, a concessionária realizará nesta terça-feira (19) a interligação entre uma adutora de 300mm e uma de 150 mm, na avenida Luís Firmino de Sousa.

A ação é necessária para viabilizar a instalação da Estação Pressurizadora Baguaçu, localizada próximo ao Instituto Federal do Maranhão, campus Timon. O objetivo é garantir o abastecimento de água com pressão adequada nos imóveis. Esta melhoria é mais um passo para levar saúde e qualidade de vida aos timonenses.

Portanto, será necessário interromper o fornecimento de água na terça-feira (19), a partir de 8h, nos bairros São Benedito, Mutirão, Vila Angélica, Vila Osmar, Parque Piauí I e II e Centro Operário. A previsão para retorno gradativo do abastecimento é às 16h desta terça-feira.

Após o retorno do abastecimento, a água pode chegar turva às torneiras, em alguns pontos do município. Isto ocorre por conta da presença de incrustações na rede de distribuição, em virtude do período que a água ficou sem tratamento adequado. Para minimizar os transtornos, assim que o abastecimento for retomado, a Águas de Timon acionará o sistema de descargas de rede, distribuídos estrategicamente em 37 pontos do município.

Ligue 0800 595 8888 e tenha acesso direto à Águas de Timon. Inscreva-se no canal oficial de vídeos no Youtube www.aguasdetimon.com.br/youtube.
(Assessoria)

Partido suspeita de pesquisa feita em Timon

18/04/2016 • 09:23
Os aliados do deputado estadual Alexandre Almeida ainda não digeriram o resultado da pesquisa do Data Merita que apontou o prefeito Luciano Leitoa liderando a corrida eleitoral em Timon. O levantamento foi feito nos dias 19 e 20 de março último, tendo entrevistado 506 eleitores em 49 bairros de Timon, com margem de erro na faixa de 4,35%,  apresentou como resultado final Luciano Leitoa com 31%, Alexandre 28% e Socorro Waquim 20%.

O Partido da República, o PR, uma das siglas da base de Alexandre Almeida, solicitou na justiça eleitoral timonense que fosse disponibilizado o sistema interno de controle, verificação e fiscalização de coleta de dados referente a pesquisa realizada.

O PR quer ter acesso ao relatório completo da pesquisa, inclusive o modelo de questionário aplicado. 
  
A informação com o pedido de solicitações foi repassada ao blog do Elias Lacerda pelo próprio diretor do Data Mérita, Carlos Henrique. A intimação ao diretor do instituto foi feita pelo juiz titular da 94ª Zona Eleitoral de Timon, Francisco Soares Reis Júnior.

Carlos Henrique tem até esta segunda-feira(18) como último dia de prazo para apresentar as requisições.

Na conversa com o blog, Carlos Henrique disse que apresentará todas requisições solicitadas pelo partido.


PROS lança pré-candidatura de prefeito de Timon

O  Partido Republicano da Ordem Social , PROS- decidiu apresentar pré-candidatura própria a prefeito de Timon. A decisão foi tomada dias atrás com a escolha do nome que será o pré-candidato.

O nome escolhido foi o do evangélico  Valdinar  Viana, membro da Assembleia de Deus de Timon há mais 20 anos e que atualmente reside no Conjunto Residencial Novo Tempo. “ Timon precisa de nova alternativa nas eleições municipais”, avalia o pré-candidato que diz militar na  política  partidária desde dos 19 anos e  atualmente é o Secretário Geral do Partido em Timon.

Segundo o presidente do diretório municipal do PROS , o suplente de vereador Joaquim das Neves, o partido está firme com uma nova proposta para Timon. “Estamos todos com um só propósito, que é manter a pré-candidatura a prefeito de Timon do irmão Valdinar Viana, que é uma cara nova e um homem de bem”, diz  Joaquim das Neves, que já foi vereador por dois mandatos e que tem uma vasta experiência na política da cidade de Timon.


Pré-candidatos a vereador


Dirigindo o partido desde o ano passado, Joaquim das Neves e outros membros da sigla fizeram um trabalho importante na preparação de nomes para pré-candatos a vereador. Tanto que o PROS conta hoje com mais de 20 pré-candidatos dispostos a disputar uma vaga para a Câmara. “Sempre discutimos internamente nossas decisões. Esse trabalho democrático com a participação de todos nos proporcionou essa boa quantidade de pré-candidatos com nomes competitivos”,  informou o ex vereador Joaquim das Neves.

Em maio próximo o PROS de Timon estará promovendo um encontro do partido na cidade. A data está dependendo apenas da agenda do presidente regional da sigla, o ex-deputado federal Gastão Vieira.


Dois pré-candidatos a prefeito ligados a Assembleia de Deus

O anúncio da pré-candidatura de prefeito de Valdinar  Viana pelo PROS faz agora com que a Assebleia de Deus de Timon tenha dois pré-candidatos a prefeito de dentro de sua congregação.

Outro nome que se lançou pré-candidato e é membro também da igreja é o empresário e ex-secretário municipal de meio ambiente, Irmão William. Ele é pré-candidato pelo PSC, sigla que ele é o presidente da executiva municipal.


Como vataram os deputados do Maranhão no processo de impeachment

O placar entre os deputados federais maranhenses na votação do impeachment ontem na Câmara Federal ficou com 10 a favor do afastamento da presidente Dilma Roussef e 8 contra.

A favor do impeachment: Alberto Filho (PMDB), André Fufuca (PP), Cléber Verde (PRB), Eliziane Gama (PPS), Hildo Rocha (PMDB), João Castelo (PSDB), José Reinaldo (PSB), Juscelino Filho (DEM), Sarney Filho (PV) e Victor Mendes (PSD).

Contra o impeachment: Aluísio Mendes (PTN), João Marcelo (PMDB), Júnior Marreca (PEN), Pedro Fernandes (PTB), Rubens Júnior (PCdoB), Waldir Maranhão (PP), Weverton Rocha (PDT) e Zé Carlos (PT).


Waldir Maranhão está provando do próprio veneno



O deputado federal Waldir Maranhão provou na última sexta-feira (15) do próprio veneno ao ser destituído da direção estadual do PP no Maranhão. A destituição foi uma posição da direção nacional do partido em resposta a decisão do deputado, que contrariou a recomendação do PP de votar contra a favor do impeachment da presidente Dilma Roussef.

Ao longo do tempo em que foi presidente da sigla no Maranhão, Waldir sempre destituiu dirigentes das executivas municipais ao seu bel-prazer ou quando via qualquer interesse seu contrariado.


O exemplo daqui

Um exemplo claro dessas intervenções é o próprio PP de Timon. Suas mexidas na direção municipal do PP começaram alguns anos atrás quando destituiu o vereador José Carlos Assunção da presidência e entregou a sigla para o estudante Daniel Coimbra. Depois voltou atrás e devolveu a sigla ao vereador.

Antes das eleições de 2014 interviu novamente e entregou o partido para o professor Reginaldo da Mata. Foi só passar as eleições e voltou novamente atrás devolvendo o partido a José Carlos Assunção.

A mania de Waldir Maranhão substituir nomes na direção do PP de Timon voltou a coçar os dedos do deputado alguns dias atrás. Tanto coçou que  novamente retirou o comando da sigla em Timon de José Carlos Assunção e entregou para a família do empresário Ramon Alves.

Cansando desse mexe-mexe José Carlos Assunção se filiou no PSB e disse que não moverá mais uma palha para reaver o partido de volta, como aconteceu no passado. “Cansei dessa instabilidade do Waldir Maranhão. Estou feliz no PSB. Aqui é outra situação. Estabilidade partidária é outra coisa...”, informou ao blog o vereador timonense.


Timonense será vacinado contra a gripe Influenza

A Prefeitura de Timon, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SEMS), realizou na última sexta-feira, 15/04, treinamento para a campanha de vacinação contra a Influenza (H1N1), que será lançada no município no próximo dia 25 deste mês.

Profissionais da rede municipal e estadual – entre enfermeiros, bioquímicos e técnicos de Enfermagem da Estratégia Saúde da Família – participam da capacitação, que trata sobre o vírus e as formas de precaução da doença.

“O trabalho é um reforço aos profissionais de Saúde e sobre a forma correta de tratar o problema. Este tipo de trabalho é feito rotineiramente, mas intensificado em períodos de campanha e épocas do ano em que todos os tipos de gripe encontram mais facilidade para proliferação”, destacou Itelmária Escórcio, diretora do Departamento de Vigilância Epidemiológica do município.

O treinamento é de responsabilidade do Departamento de Vigilância Epidemiológica de Timon. Durante a capacitação serão abordados temas como protocolo de atendimento, tratamento e atual situação do município e região.

“Treinamentos como este são importantes, uma vez que todos os profissionais da saúde devem estar preparados para atender a demanda durante a campanha e saber reconhecer os sintomas da H1N1”, relatou o secretario de saúde do município, Marcio Sá.

Vacinação vai durar cinco dias

A campanha de vacinação contra a Influenza – H1N1 terá início no dia 25 de abril e segue até o dia 27 de maio, e o dia D será realizado no dia 30 deste mês. O objetivo é reduzir a mortalidade, as complicações e as internações decorrentes das infecções pelo vírus da influenza na população alvo para a vacinação.

Tem direito a vacinas os grupos de alto risco. Dentre eles, crianças menores de cinco anos, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas, lactantes até 45 dias após o parto e trabalhadores de saúde.


Onda de assaltos a taxistas


Taxistas de Timon andam temerosos com a onda de assalto que tem feito vítimas alguns integrantes da categoria no exercício do trabalho da categoria.

Somente na semana passada foram dois casos de assalto a taxistas da cidade.

Pior ainda para a categoria foi constatar que nos dois casos os taxistas sofreram violência física. Um deles foi até mesmo esfaqueado pelo ladrão.

Informações colhidas junto a membros da categoria em Timon dão conta de que a classe vai se unir para pedir mais segurança na atividade que desenvolvem.


Secretários estaduais em Timon

O secretário de Ciências e Tecnologia e Inovação, Jhonatam Almada e a secretaria de Juventude Tatiana Pereira estarão visitando Timon no próximo dia 24 de abril.

Eles vem prestigiar o primeiro aulão do projeto Aprova Timon e também fazer o lançamento do PreUNI, o Programa Pré-Universistário que garante aos estudantes maranhenses de baixa renda a oportunidade de se preparar melhor para o Enem, principal porta de acesso ao ensino superior.

O preUni é semelhante ao Aprova Timon e sua instalação no município representará mais oportunidades a jovens estudantes de participarem de um curso preparatório gratuito para o Enem.

Vale ressaltar que a chegada do projeto estadual a Timon teve a participação do coordenador municipal da juventude, Messias Filho. Dias atrás em visita a São Luis, Messias esteve na  Secretaria Estadual da Juventude tratando do assunto.


Adesão ao grupo de Luciano Leitoa


Militante político e esportivo conhecido em Timon, Jailson do Nascimento Araújo, o popular “Escopeta”, é uma das mais recentes adesões recebidas pelo grupo do prefeito Luciano Leitoa. 


Presidente da associação de moradores do bairro São Benedito no segundo mandato, “Espeta” trabalha com escolinha de futebol há 13 anos no bairro que dirige.


Oriundo do grupo da ex-prefeita Socorro Waquim, “Escopeta” estava propenso a votar no deputado estadual Alexandre Almeida, entretanto por conta de um trabalho de convencimento realizado pelo vereador Cacá do Frigosá, do PSB, acabou por resultar na adesão.

“ Esta posição também foi tomada pela maioria esmagadora de minha família que já mantinha laços políticos e de amizade com o Luciano Leitoa”, disse Escopeta. 


Mais uma opção evangélica pré-candidato

O que o eleitor timonense não vai sentir falta nas eleições deste ano é de uma opção evangélica para votar. São vários os pré-candidatos deste segmento religioso disposto a colocar seu nome para a apreciação do eleitorado local.

Um destes nomes é Sebastião de Sousa Oliveira, da rádio Novo Tempo. Ele se filiou nos últimos dias de prazo no PSDC com o propósito de ser candidato a vereador.

Ao contrário da maioria dos integrantes do partido e de outros pré-candidatos evangélicos da sigla, Sebastião não é da Assembleia de Deus, mas da igreja Adventista do Sétimo Dia.

Com trabalho importante na militância social e evangélica na cidade, o pré-candidato é o dirretor da rádio comunitária Novo Tempo. Em situação semelhante a quase 100% dessas emissoras da cidade que sofrem com a falta de documentação legal para operar, a Novo Tempo tem como diferecial em relação as outras a sua programação que é toda voltada para a evagelização. Por conta disso, desde que foi fundada nunca foi fechada pela ANATEL, a Agência Nacional de Teelcomunicações.

 A rádio só toca músicas e ensinamentos evangélicos, deixando de lado os sempre quentes e polêmicos assuntos políticos da cidade.

Dilma pode convocar eleição presidencial para este ano

17/04/2016 • 23:52
Aprovado o impeachment da presidente na Câmara Federal e mesmo faltando ainda duas votações no senado da república, o diretório do PT deve discutir na terça-feira (19) que Dilma Rousseff envie ao Congresso Nacional proposta de redução de seu próprio mandato e de convocação de eleições presidenciais ainda neste ano, junto das eleições municipais do país.

A ideia é que a presidente anuncie que abre mão de dois anos de mandato mesmo que chegue a ser inocentada de crimes de responsabilidade pelo Senado, que julgará se a petista é ou não inocente e se deve ser afastada em definitivo do cargo, consumando o impeachment.

No mesmo projeto, Dilma estabeleceria que, assim como ela ficou seis anos na Presidência, o sucessor, escolhido pelo voto direto, teria mandato de seis anos, sem reeleição.

Há pequenas variações em torno do tema. Alguns dirigentes do PT, por exemplo, acreditam que Dilma não deve incluir na proposta de eleições a sugestão de novo período para o mandato presidencial nem o fim da reeleição.

Outros têm dúvidas sobre a conveniência de a própria presidente figurar oficialmente como autora da proposta ou se o melhor seria ela apenas encaminhar a sugestão do partido, que seria assinada também por outras legendas.

A ideia de redução do mandato de Dilma e da convocação de "diretas já", se aprovada no PT, pode ser levada oficialmente à presidente nos próximos dias.

A proposta conta com apoio entusiasmado de parlamentares do partido e até mesmo de ministros. Outras legendas já foram informadas e podem aderir a ela.

O discurso será o de que Dilma busca uma solução para a grave crise política que o Brasil atravessa, mas que não será resolvida por um presidente, Michel Temer, que não teria legitimidade por chegar ao poder por meio de um "golpe", segundo os que defendem a tese, e de forma indireta.

Um presidente eleito diretamente teria legitimidade e maior apoio para comandar o país em situação tão delicada, defendem. Ao mesmo tempo, acreditam, a população não seria "excluída" da solução do problema, como ocorreria no impeachment.

"Quem foi às ruas contra o governo queria Temer na presidência e Eduardo Cunha como seu vice? O Temer não tem legitimidade. Ele se aproveitou de manifestações populares para assaltar o poder", diz o senador Lindberg Farias (PT-RJ). "Ele tem 60% de rejeição e só 1% de votos. Se esse golpe contra a Dilma se confirmar, não tenho dúvida de que ele cai em seis meses, pela pressão da população por 'diretas já'."

Ele diz que já discutiu a ideia com alguns senadores do PT e que os parlamentares deram apoio a ela. Afirma também que já conversou com senadores do PDT e do PSB, por exemplo, e que um projeto de diretas teria o apoio de integrantes de outros partidos.

A proposta também já é discutida na Câmara. O deputado Wadih Damous (PT-RJ) afirma que "as 'diretas já' são única solução para a crise que será agravada se vingar esse golpe contra a presidente".

O deputado Alessandro Molon, da Rede, afirma que seguramente o partido "estaria aberto a discutir a conveniência da proposta, pois já vinha defendendo a realização de eleições".


A decepção da presidente Dilma e do ex-presidente Lula

A presidente Dilma Rousseff assistiu à votação na biblioteca do Palácio do Planalto. Ela estava acompanhada do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de ministros e governadores petistas.

"Decepção", resumiu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com o voto favorável ao impeachment do ex-ministro dos Transportes Alfredo Nascimento (PR-AM). Para o governo, o parlamentar votou movido pela vingança por ter sido exonerado por Dilma em 2011.

As traições no PSD também frustraram a equipe da presidente, que culpou os presidentes nacionais do partido, Gilberto Kassab, e do PP, Ciro Nogueira, pela derrota. No Palácio da Alvorada, a presidente reagiu aos discursos de alguns parlamentares favoráveis ao impeachment. ""Como é que alguém consegue falar que quer acabar com a corrupção olhando para o Eduardo Cunha?", questionou.
(do Uol)

Timon City pode vencer chamamento da ANTT

15/04/2016 • 19:24
As propostas das empresas interessadas no chamamento público para o serviço de transporte de passageiros entre as cidades de Timon e Teresina tiveram seus envelopes abertos na tarde desta sexta-feira em Brasília. Os envelopes foram abertos na ANTT- a Agência Nacional de Transportes Terrestres, na capital federal.

Quatro empresas mostraram-se interessadas no certame, mas delas acabaram desistindo.

Apenas a Dois Irmãos e a empresa Timon City se mantiveram na disputa.

A ganhadora do certame terá que oferecer 14 ônibus para o serviço de transporte regular interestadual semiurbano de passageiros entre as duas cidades.

A expectativa é de que o resultado da avaliação dos técnicos da ANNT termine na segunda-feira próxima, dia 18, oportunidade que será divulgado o nome da empresa ganhadora.

Informações colhidas com fontes do blog do Elias Lacerda que estão em Brasília acompanhando o trabalho, apontam que são muito grandes as chances da empresa timonense Timon City ganhar o certame. “Acredito eu que as chances dela são maiores que as da Dois Irmãos”, disse uma dessas fontes exigindo seu nome no anonimato.

A luta de Flávio Dino em Brasília contra o impeachment

15/04/2016 • 16:38
O país não tem olhares para outro lugar que não seja Brasília. Com o governador do Maranhão não é diferente. Ele está é pessoalmente na capital federal atuando com todas as suas forças num trabalho de cata de votos contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Flávio sabe que a queda da presidente e a ascensão de Michel Temer/Sarney ao poder será um tiro em seu governo e, consequentemente, um golpe duro para os maranhenses, com um travamento de recursos federais muito maior do que  enfrentou o ex-governador Jackson Lago.


Por isso, tem trabalhado não só para mudar votos a favor e garantir a permanência de votos contra o impeachment da bancada do Maranhão, mas de deputados de todo Nordeste.


Conhecendo os meandros do Congresso, o governador que já foi deputado, atua no convencimento da bancada. Flávio classificou a campanha pró-impeachment como “marcha da insensatez” e previu uma crise politica sem precedentes se a presidente Dilma Rousseff for afastada.


Rubens Júnior também na luta contra o impeachment

Outro incansável lutador contra o impeachment é o deputado federal Rubens Pereira Júnior. Através de sua assessoria, o deputado justificou mais uma vez porque é contra o impedimento da presidente.

"Tenho clara convicção que este processo de impeachment é diferente do ocorrido em 1992. Aquela votação unia o país, esta divide! Qualquer que seja o resultado. Um exemplo é o muro instalado na Esplanada.

O PT cometeu vários erros, mas deve ser julgado nas eleições de 2018, pelo povo! A presidente Dilma também, eventualmente errou, mas não cometeu nenhum dos crimes de responsabilidade apontados na denúncia. Como então condenar alguém sem o efetivo cometimento de um crime?

O que temos é uma oposição que não conseguiu sequer fazer um pedido de impeachment que cumpra a CF e a Lei 1.079.

A Câmara não julga. Autoriza ou não o início do processo. Em que caso a Câmara deve vetar tal procedimento? Quando houver em curso um conluio, uma tramoia, uma armação. E é este caso! Isto é um projeto de poder pessoal do réu Eduardo Cunha e do vice-presidente Michel Temer, que não tem outra forma de chegar ao poder, vetando assim esta trama. Pesquisas atestam que não há legitimidade popular que dê respaldo a Temer no lugar de Dilma.

Voto contra a autorização do impeachment, vetando assim este conluio. A História nos julgará".
(Da assessoria)
  1. «
  2. 7
  3. 8
  4. 9
  5. 10
  6. 11
  7. 12
  8. 13
  9. »
portal az - Informação de Verdade
Todos os direitos reservados © 2000 - 2016