RSS
Twitter
WhatsApp do Portal AZ86 9981.8563
Busca
Todos os Blogs

Rosenira Alves

Rosenira Alves

30 ANOS DO LEGIÃO URBANA NA ILHA com Dado Villa -Lobos & Marcelo Bonfá

23/05/2016 • 19:17

Show confirmado e com ingressos já sendo vendidos com grande procura, na Bilheteria Digital (Rio Poty Hotel e Shopping da Ilha).

Estamos falando da super turnêe de celebração  dos 30 anos da banda Legião Urbana, que desde outubro do ano passado tem percorrido o país, em diversas e históricas apresentações dos músicos Marcelo Bonfá e Dado Villa - Lobos, integrantes originais da banda, ao lado de convidados.

Como fazem questão de frisar, não se trata de reeditar a banda, uma vez que Renato Russo era único, segundo os companheiros Dado e Bonfá. Mas sim, de reunir amigos músicos no palco, em shows surpreendentes e que servem para matar as saudades, revivendo com o público, músicas que marcaram época e fizeram história no rock nacional.

O projeto "Legião Urbana XXX Anos" chegará a São Luís no próximo dia 04 de junho, e terá nos vocais o ator e cantor André Frateschi; que costumava acompanhar a banda original quando tinha dez anos de idade, na dobradinha entre a banda e a peça de teatro “Feliz Ano Velho”, protagonizada na época pela mãe do hoje ator e cantor, a atriz Denise Del Vecchio. Imperdível é pouco para esse show!

FOTO - DIVULGAÇÃO:

Marcelo Bonfá, ex-integrante da banda Legião Urbana, que participa da super turnê de 30 Anos da banda com show imperdível em São Luís

 

 

Ministro do Planejamento fala em corte de 4.000 cargos comissionados

13/05/2016 • 15:10

Após reunião ministerial com o presidente interino Michel Temer, o novo titular do Planejamento, Romero Jucá, afirmou nesta sexta-feira que o governo pretende cortar 4.000 cargos de confiança em até seis meses.

"Em 31 de dezembro teremos diminuído 4.000 postos desse tipo de contratação (comissionados, funções gratificadas, entre outros). Isso representa o dobro do que o governo anterior havia anunciado e não foi cumprido", afirmou Jucá, errando no cálculo - em outubro do ano passado, a então presidente Dilma Rousseff anunciou que extinguiria 3.000 cargos comissionados do seu governo, o que, de fato, não foi concretizado nos meses seguintes.

O anúncio ocorreu após a primeira reunião ministerial do governo do interino Temer, que assumiu a Presidência da República nestaquinta-feira após Dilma Rousseff ser afastada do cargo para responder à denúncia de crime de responsabilidade no Senado.

 
© Agência Câmara Romero Jucá (PMDB-RR), 2º vice-presidente do Senado`

Deputado Edilázio repudia manobra de Waldir e Flávio Dino contra o impeachm

10/05/2016 • 19:12

O primeiro secretário da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, deputado estadual Edilázio Júnior (PV), criticou o governador Flávio Dino (PCdoB) em decorrência da influência exercida sobre o deputado federal Waldir Maranhão (PP), presidente interino da Câmara Federal, que resultou na anulação polêmica – mas temporária -, do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

Flávio Dino e Waldir foram apontados pela mídia nacional e pelos congressistas, como articuladores de uma manobra que acabou fracassada após o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), ter decidido ignorar a decisão do parlamentar maranhense e depois de o próprio Waldir recuar da decisão.

Para Edilázio, uma articulação atrapalhada e vexatória de Waldir e Dino. “O governador Flávio Dino que gastou, R$ 6 milhões com Noblat, jornalista, e com a esposa que tem uma empresa de comunicação para se tornar conhecido nacionalmente, acabou tendo um aliado e um pau mandado como o deputado Waldir Maranhão que fez do jeito que ele falou. O governador se tornou conhecido nacionalmente. Hoje ele é capa do Correio Brasiliense, é notícia na Folha de São Paulo, no Estado de São Paulo, Zero Hora, todos os grandes jornais de grande circulação do país. Foi notícia na Globo News, na Band News, Record News, todos os canais de televisão, mas infelizmente de maneira negativa, infelizmente de maneira que deprecia o nosso estado”, disse.

Edilázio ironizou a postura adotada por Waldir e Dino, ao comparar a ação de ambos com a carreira do deputado federal Tirirca (PR-SP). “O mais revoltado ontem no plenário da Câmara era o deputado Tiririca. Quando perguntaram, ‘Tiririca, o que tu tens que estais desse jeito?’. Ele respondeu: ‘Rapaz, tenho 40 anos de palhaçada, mas esse rapaz [Waldir] me ganhou, é mais notícia do que eu’. O depurado Waldir fez em um dia, mais palhaçada do que o palhaço Tiririca em 40 anos”, completou.

Assecom/ Dep. Edilázio Júnior

Mais viva do que nunca: Família Sarney articula aprovação do impeachment

27/04/2016 • 19:03

 

De passagem pela festa de aniversário do ex-presidente José Sarney realizada na noite de segunda-feira, 25, em Brasília, comitiva de senadores do PSDB foi recebida com afagos e a informação de que a família Sarney tem operado pela aprovação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Entre os presentes no encontro estavam o presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), e os senadores Aloysio Nunes (SP) e Tasso Jereissati (CE). A informação de que o clã Sarney entrou em campo para assegurar o apoio dos deputados da bancada do Nordeste a favor da saída de Dilma foi transmitida pela ex-governadora do Maranhão Roseana Sarney, filha do ex-presidente.

“Para nós foi uma surpresa porque até então não sabíamos do posicionamento deles”, afirmou um dos tucanos presente na festa. “Sou do grupo do Sarney e, apesar de ter votado contra, sei que a Roseana conversou com alguns deputados do grupo que ficou do lado do Michel Temer e a favor do impeachment”, afirmou ao Estado o deputado João Marcelo Souza (PMDB-MA). 

As ações de Roseana também tinham como objetivo atingir o atual governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), que trabalhou contra o processo de impeachment. Paralelo às ofensivas de Roseana junto aos deputados do Nordeste, o líder do PV, Sarney Filho (MA), também assegurou 100% dos votos da bancada a favor do impedimento de Dilma.

Para integrantes da oposição, as ações dos dois filhos de Sarney revelam que o ex-presidente também tem contribuído para os avanços do processo de afastamento de Dilma no Congresso. Sarney, junto com presidente do Senado, Renan Calheiros (AL), e o senador Jader Barbalho (PA) vinham sendo, dentro do PMDB, os principais críticos ao processo.

Apesar dos sinais trocados, há um entendimento entre os opositores de que o grupo também não deverá criar obstáculos no Senado. Um primeiro gesto neste sentido foi o pedido de demissão, na quarta-feira passada, pelo então ministro dos Portos, Helder Barbalho, filho de Jader. “Acho que neste momento não tenho direito de constranger o meu partido”, disse Helder ao Estado após deixar a carta de demissão no Palácio do Planalto.

 

 

aprovada moção de pesar pela morte da bailarina Ana Duarte

31/03/2016 • 19:13


 
O Plenário da Câmara Municipal de São Luís aprovou na quarta-feira, 30, uma moção de pesar pelo assassinato da bailarina e professora Ana Lúcia Duarte, de 51 anos, que levou seis tiros de espingarda na manhã do último sábado, 26, após desviar dos buracos na BR-135, próximo ao posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em São Luís.


 
O autor da moção é o vereador Rômulo Franco (DEM). Ele ocupou a tribuna da Casa para afirmar que a moção "era uma forma de solidarizar com familiares da bailarina e professora assassinada".
 
O parlamentar também denunciou a caótica situação em que se encontra a BR-135, única via de acesso terrestre entre a região Metropolitana de São Luís, os municípios maranhenses e os outros estados da federação. No discurso, o vereador do DEM, também, fez uma reivindicação ao Governo Federal para que solucione a precária situação da rodovia, cujo descaso resultou no assassinato da bailarina. 
 
"É uma irreparável perda. Fica o nosso sentimento de pesar e que Deus traga conforto ao coração dos familiares e amigos. Como vereador e, portanto, legítimo defensor dos interesses do povo da capital maranhense, estou aqui para cobrar do Governo Federal a conclusão da duplicação do trecho e os reparos necessários à principal via de acesso terrestre entre a região Metropolitana de São Luís, os municípios maranhenses e os outros estados da federação", declarou.

  1. «
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. »
portal az - Informação de Verdade
Todos os direitos reservados © 2000 - 2016