1. Colunas
  2. Arimatéia Azevedo
  3. Topique, a prorrogação
Publicidade

Topique, a prorrogação

Deve ser muito mais sério do que se imagina o que está sendo investigado na chamada Operação Topique, que prendeu 22 no ano passado, por envolvimento com suposta prática de corrupção na Secretaria Estadual da Educação no Piauí e em prefeituras do Maranhão. O caso certamente é mais cabeludo e cheio de peixes grandes, porque o delegado da Polícia Federal que conduz a investigação pediu prorrogação do inquérito por mais quinze dias. O detalhe: esse pedido foi feito dia 29 de dezembro e o juiz Agliberto Machado o acolheu em 2 de janeiro. Se o prazo contar do pedido, o inquérito se conclui amanhã. Se valer a partir da decisão do juiz, ainda terá tempo até quarta-feira. Então, desconfia-se que tem algo muito mais escabroso nessas investigações. Basta ver que a procuradora Raquel Dodge formou uma Força Tarefa com quatro procuradores da República para atuar no caso, por perceber que além do volume de atos praticados, que sangraram os cofres públicos em cifras acima de R$ 120 milhões, ainda tem muita gente a ser alcançada, inclusive gente bem grande no contexto político estadual. O que vem por aí é daquele tipo de coisa que nem mesmo um pedido direto a Deus, na sagrada cidade de Jerusalém, será capaz de frear. Mas não custa nada rezar e pedir proteção ao Todo-Poderoso, a única coisa possível de se fazer quando o malfeito já está feito e muito bem feito para ser desfeito.

Valter Alencar com o livro sobre Bolsonaro, o pai e o filho, o senador Flávio, com o livro do advogado piauiense sobre Direito Eleitoral (Foto: Divulgação)

Viagem a Israel

Wellington Dias pediu licença à Assembleia Legislativa para ausentar-se do país entre 16 a 29 deste mês. Vai fazer uma viagem a Israel, particular.
Já se fala que ele teria tomado emprestado do ex-senador JVC aquela túnica (chambre, para os antigos) que JVC usou no mergulho no rio Jordão e na hora de carregar a cruz.

Água fria

A ausência de Wellington Dias por quase 15 dias representa, para os themististas, um balde de água fria na campanha de Hélio Isaías. Ou melhor, esfria a campanha, o que pode ser ruim para o deputado de São Raimundo. 
Para outros, Wellington viajou para fugir da pressão dos dois lados.

Sem concurso

O governo do Piauí não deverá fazer um único concurso para seleção de servidores neste ano. Não haveria como pagar novos funcionários efetivos sem correr o risco de passar dos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Ausente

Antônio Neto se licenciou da Secretaria de Planejamento do Estado. Há quem afirme que ele não volta, porque o nome cotado para lá seria o de Osmar Junior. O cargo, de fato, é da escolha pessoal do governador, mas Neto, de quem Wellington Dias é amigo próximo, deve ser conduzido à Cepro.

Bola fora 

Parece que dependendo dos interesses de ocasião, as autoridades do Piauí atropelam tudo o que diz respeito a um cerimonial. 
Na posse de Jonas Moura como presidente da APPM colocaram para discursar até a vice-governadora Regina Sousa, mesmo estando presente o governador.

Haja saco!

Sem falar que a solenidade começou às nove e passou do meio dia. 
Não sem razão, o senador eleito Marcelo Castro saiu na metade do discurso do governador Wellington Dias chutando pedra. 
Achou muito sacal.

Bom dia, jovens!

Pior é que quebram todo o formalismo da solenidade desprezando termos usados conforme o protocolo. 
Tem orador que começa o discurso aos gritos: “bom dia, jovens” “bom dia a todos e a todas”, para depois fazer a citação das autoridades presentes.

Cidade livre

Ontem, em bairros diferentes de Teresina, os bandidos invadiram quatro casas, pintaram e bordaram com os moradores, levando carros e objetos de valores. 
De fato, a cidade está livre. Para os bandidos.

Cenas de horror

A polícia dispõe de relatos sobre os maus-tratos que os bandidos impuseram a um empresário, ontem. Eles amarraram o empresário, colocaram-no no centro da sala, filmaram e mandaram para o pai dele com a ameaça de que cortariam suas mãos, caso o resgate não fosse pago. 
Alguém deve ter informado aos bandidos sobre esse empresário.

Onda 

Quarta-feira os bandidos levaram dois veículos da casa de um promotor de Justiça, de onde levaram dois carros e outros objetos. 
A Polícia admite que está havendo uma onda de invasões de casas. Portanto, a sociedade deve precaver-se.

Valter Alencar

Advogado e presidente do PSC Valter Alencar tem tido bom trânsito no eixo Rio/São Paulo/Brasilia, tendo como interlocutores figuras como os governadores Wilson Witzel (Rio), João Dória (São Paulo), o senador Flávio Bolsonaro e até o mago da economia Paulo Guedes. 
Na foto Valter Alencar com o senador Bolsonaro, no Rio, exibindo o seu livro”Temas do Direito Eleitoral”.

Ping-Pong

O Sem Cultura 

Professor Apurian Braga conversa no Café são Brás, do Teresina Shopping, com o assessor Charles Sales sobre a programação das televisões locais.

Charles: “Não assisto nenhum programa de TV do Piauí”.
Apurian: “Pois você está perdendo cultura, na TV do Themistocles passa faroeste todo dia”

Expressas

O cruzamento da Rua Miguel Arcoverde com a Avenida João XXIII, foi liberado para o tráfego depois da conclusão dos serviços da galeria da zona Leste no local.

O economista e ex-governador, Freitas Neto, assume a presidência do Sebrae no Piauí na próxima quarta-feira. A posse será às 17 horas.

Ainda restam 57 vagas a serem preenchidas por profissionais cadastrados no programa Mais Médicos no Piauí. O relatório final será disponibilizado nessa segunda-feira. 

Deve ser muito mais sério do que se imagina o que está sendo investigado na chamada Operação Topique, que prendeu 22 no ano passado, por envolvimento com suposta prática de corrupção na Secretaria Estadual da Educação no Piauí e em prefeituras do Maranhão. O caso certamente é mais cabeludo e cheio de peixes grandes, porque o delegado da Polícia Federal que conduz a investigação pediu prorrogação do inquérito por mais quinze dias. O detalhe: esse pedido foi feito dia 29 de dezembro e o juiz Agliberto Machado o acolheu em 2 de janeiro. Se o prazo contar do pedido, o inquérito se conclui amanhã. Se valer a partir da decisão do juiz, ainda terá tempo até quarta-feira. Então, desconfia-se que tem algo muito mais escabroso nessas investigações. Basta ver que a procuradora Raquel Dodge formou uma Força Tarefa com quatro procuradores da República para atuar no caso, por perceber que além do volume de atos praticados, que sangraram os cofres públicos em cifras acima de R$ 120 milhões, ainda tem muita gente a ser alcançada, inclusive gente bem grande no contexto político estadual. O que vem por aí é daquele tipo de coisa que nem mesmo um pedido direto a Deus, na sagrada cidade de Jerusalém, será capaz de frear. Mas não custa nada rezar e pedir proteção ao Todo-Poderoso, a única coisa possível de se fazer quando o malfeito já está feito e muito bem feito para ser desfeito.

Valter Alencar com o livro sobre Bolsonaro, o pai e o filho, o senador Flávio, com o livro do advogado piauiense sobre Direito Eleitoral (Foto: Divulgação)

Viagem a Israel

Wellington Dias pediu licença à Assembleia Legislativa para ausentar-se do país entre 16 a 29 deste mês. Vai fazer uma viagem a Israel, particular.
Já se fala que ele teria tomado emprestado do ex-senador JVC aquela túnica (chambre, para os antigos) que JVC usou no mergulho no rio Jordão e na hora de carregar a cruz.

Água fria

A ausência de Wellington Dias por quase 15 dias representa, para os themististas, um balde de água fria na campanha de Hélio Isaías. Ou melhor, esfria a campanha, o que pode ser ruim para o deputado de São Raimundo. 
Para outros, Wellington viajou para fugir da pressão dos dois lados.

Sem concurso

O governo do Piauí não deverá fazer um único concurso para seleção de servidores neste ano. Não haveria como pagar novos funcionários efetivos sem correr o risco de passar dos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Ausente

Antônio Neto se licenciou da Secretaria de Planejamento do Estado. Há quem afirme que ele não volta, porque o nome cotado para lá seria o de Osmar Junior. O cargo, de fato, é da escolha pessoal do governador, mas Neto, de quem Wellington Dias é amigo próximo, deve ser conduzido à Cepro.

Bola fora 

Parece que dependendo dos interesses de ocasião, as autoridades do Piauí atropelam tudo o que diz respeito a um cerimonial. 
Na posse de Jonas Moura como presidente da APPM colocaram para discursar até a vice-governadora Regina Sousa, mesmo estando presente o governador.

Haja saco!

Sem falar que a solenidade começou às nove e passou do meio dia. 
Não sem razão, o senador eleito Marcelo Castro saiu na metade do discurso do governador Wellington Dias chutando pedra. 
Achou muito sacal.

Bom dia, jovens!

Pior é que quebram todo o formalismo da solenidade desprezando termos usados conforme o protocolo. 
Tem orador que começa o discurso aos gritos: “bom dia, jovens” “bom dia a todos e a todas”, para depois fazer a citação das autoridades presentes.

Cidade livre

Ontem, em bairros diferentes de Teresina, os bandidos invadiram quatro casas, pintaram e bordaram com os moradores, levando carros e objetos de valores. 
De fato, a cidade está livre. Para os bandidos.

Cenas de horror

A polícia dispõe de relatos sobre os maus-tratos que os bandidos impuseram a um empresário, ontem. Eles amarraram o empresário, colocaram-no no centro da sala, filmaram e mandaram para o pai dele com a ameaça de que cortariam suas mãos, caso o resgate não fosse pago. 
Alguém deve ter informado aos bandidos sobre esse empresário.

Onda 

Quarta-feira os bandidos levaram dois veículos da casa de um promotor de Justiça, de onde levaram dois carros e outros objetos. 
A Polícia admite que está havendo uma onda de invasões de casas. Portanto, a sociedade deve precaver-se.

Valter Alencar

Advogado e presidente do PSC Valter Alencar tem tido bom trânsito no eixo Rio/São Paulo/Brasilia, tendo como interlocutores figuras como os governadores Wilson Witzel (Rio), João Dória (São Paulo), o senador Flávio Bolsonaro e até o mago da economia Paulo Guedes. 
Na foto Valter Alencar com o senador Bolsonaro, no Rio, exibindo o seu livro”Temas do Direito Eleitoral”.

Ping-Pong

O Sem Cultura 

Professor Apurian Braga conversa no Café são Brás, do Teresina Shopping, com o assessor Charles Sales sobre a programação das televisões locais.

Charles: “Não assisto nenhum programa de TV do Piauí”.
Apurian: “Pois você está perdendo cultura, na TV do Themistocles passa faroeste todo dia”

Expressas

O cruzamento da Rua Miguel Arcoverde com a Avenida João XXIII, foi liberado para o tráfego depois da conclusão dos serviços da galeria da zona Leste no local.

O economista e ex-governador, Freitas Neto, assume a presidência do Sebrae no Piauí na próxima quarta-feira. A posse será às 17 horas.

Ainda restam 57 vagas a serem preenchidas por profissionais cadastrados no programa Mais Médicos no Piauí. O relatório final será disponibilizado nessa segunda-feira. 

Uma distorção difícil de engolir Não é hora de bravata

Mais lidas desse blog