RSS
Twitter
WhatsApp do Portal AZ86 9981.8563
Busca
publicidade

Chimpanzés são capazes de cozinhar, diz pesquisa de Harvard

03/06/2015 • 10:02
Uma pesquisa da Universidade de Harvard afirma que chimpanzés possuem a maior parte das habilidades necessárias para cozinhar. Isso sugere que a habilidade de cozinhar pode ter aparecido em ancestrais dos humanos há milhões de anos. A conclusão também indica que humanos podem ter desenvolvido a habilidade de cozinhar logo depois de aprender a controlar o fogo.O estudo foi divulgado em uma publicação científica da Royal Society.

 Pesquisa avaliou, entre outras coisas, se chimpanzés preferiam comida cozida à crua  (Foto: BBC)

Por mais surpreendente que isso pareça, até cozinhar um ovo requer habilidades mentais avançadas. Enquanto outros animais tendem a começar a comer qualquer comida que encontrem ou cacem imediatamente, humanos podem armazenar e cozinhar sua comida mesmo quando estão com fome, porque sabem que, se esperarem, comerão algo muito melhor.

Aparentemente, nossa habilidade de ficar com água na boca com a perspectiva de uma refeição deliciosa e bem preparada requer uma dose de imaginação similar a de produzir arte, desenvolver linguagem e criar tecnologias que nos fazem unicamente humanos.

Masterchef símio
E quando desenvolvemos essa habilidade pela primeira vez? Para descobrir, Felix Warneken, da Universidade de Harvard, conduziu um "Masterchef" (conhecido programa de TV em que três chefs competem entre si) de símios em que fez uma séries de testes com chimpanzés para ver se eles tinham a capacidade de cozinhar.

Obviamente, chimpanzés não sabem cozinhar. Ou seja, não fazia sentido dar a eles uma sacola cheias de compras e jogá-los em uma cozinha com panelas - apesar de a ideia soar interessante.

Em vez disso, Warneken fez uma série de experimentos para testar as habilidades cognitivas individuais que os chimpanzés precisavam para poder cozinhar. Ele analisou se eles preferiam comida cozinha a crua, se eles conseguiam esperar até a comida ser feita e se eles depositavam sua comida crua em uma caixa que os cientistas trocavam por comida cozida.

Eles foram aprovados em todos os testes.

Mas então por que os chimpanzés não cozinham? Não conseguir controlar o fogo é uma das razões. Segundo Warneken, outro motivo é que cozinhar requer o que ele descreve como "habilidades sociais" que chimpanzés não têm.

Ao falar em habilidades sociais, ele não se refere a boas maneiras à mesa ou à falta de jogo de cintura para conversar em um jantar. Ele se refere à incapacidade dos símios em confiar que outros membros de seu grupo social não roubarão a comida enquanto eles estão se preparando para levá-la ao fogo.

 Animação gráfica mostra homem pré-histórico; descoberta do fogo teria permitido que homem começasse a cozinhar imediatamente  (Foto: Thinkstock)

Engolir uma comida assim que você a obtém é a forma mais fácil de mantê-la a salvo.

De acordo com Warneken, esses experimentos mostram que a maioria das habilidades mentais necessárias para cozinhar estavam nos ancestrais dos seres humanos há cerca de 5 a 7 milhões de anos, então tudo que foi necessário para que a culinária surgisse foi a capacidade de controlar o fogo e a habilidade de acreditar que outras pessoas não iriam roubar comida assim que virássemos de costas.

"Confiança foi um fator importante para que cozinhar se tornasse uma prática em um grupo social."

O objetivo do estudo era investigar uma teoria controversa que afirma que cozinhar ajudou o cérebro humano a crescer. A ideia, do primatologista Richard Wrangham, também de Harvard, é que cozinhar permitiu que nossos ancestrais consumissem mais proteínas, o que os ajudou a desenvolver seus cérebros.

Os resultados indicam que os primeiros humanos tinham tudo para poder cozinhar quando aprenderam a controlar o fogo e dessa forma, segundo Warneken, sustentam as ideias de Wrangham.

"Para essa hipótese funcionar, os humanos teriam que ter adotado a prática de cozinhar bem cedo em sua evolução", disse ele.

Especialistas em evolução humana dizem que acharam interessante o fato de chimpanzés e humanos compartilharem diversas habilidades psicológicas essenciais para cozinhar, mas acreditam que o estudo não acrescenta novas informações à história humana.

Digestão
"Cozinhar foi um marco importante para os humanos em termos de fazer a carne ser mais facilmente digerida e neutralizar patologias e toxinas", diz Chris Stringer, do Museu de História Natural de Londres.

"Também foi importante por seu papel social, mas a maior prova da capacidade humana de fazer fogo só aparece nos últimos 400 mil anos."

O professor do University College London Fred Spoor, que estuda evolução humana, disse que o ser humano só começou a cozinhar há cerca de 300 mil ou 400 mil anos.

"Isso é tarde se você considerar os 7 milhões de anos da evolução humana. Falando francamente, quem se importa com o fato de os primeiros seres humanos terem gostado da ideia de comida cozida? Talvez eles gostassem de comer carcaças de animais naturalmente cozidas se eles tivessem ficado presos em um incêndio na savana, mas isso não é cozinhar."

E quanto à ideia de que cozinhar levou a cérebros maiores?

"Cérebros significativamente maiores surgiram há cerca de 1,5 milhão de anos, e o maior salto foi há cerca de 500 mil anos", diz Spoor.

"Dessa forma, comer carne provavelmente tornou isso possível, mas ainda não se sabe se cozinhar teve um papel há 1,5 milhão de anos, porque há poucas ou nenhuma prova disso atualmente."

G1
  • Comentários

  • Facebook

COMENTE

Seja o primeiro a comentar

Últimas Notícias
próximo anterior veja mais notícias
COMPARTILHE COM AMIGOS
ENVIE SEU COMENTÁRIO
* Por favor, digite as duas palavras abaixo no campo indicado.
Esse procedimento garante a autenticidade da sua mensagem, obrigado!

Os comentários feitos por leitores são de inteira responsabilidade de seus autores.
O Portal AZ não responde pelo conteúdo postado nesse espaço.

portal az - Informação de Verdade
Todos os direitos reservados © 2000 - 2015