Homepage
RSS
Twitter

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Busca
publicidade

Fúria coreana

08/08/2012 • 15:42

Já faz algum tempo que o cinema sul coreano tem impressionado o ocidente, mais precisamente desde a explosão de Old Boy em 2003 que trouxe a trama hiper-violenta de Chanwook Park para o nosso conhecimento. Agora, os caras não param mais, pena que ainda é difícil, os filmes virem comercialmente para cá, quanto mais para Teresina, o jeito é ver em TV paga ou nos sites de DVD que existem na Internet.

Este A Guerra das Flechas (Coréia do Sul, 11) assisti recentemente e ainda hoje estou impressionado, quero ver pelo menos, mais duas vezes para ver se me sacio. A história é a seguinte: durante a 2ª Invasão Manchu da Coréia em 1636, soldados Manchu sequestram Ja-In (Moon Chae Won) em pleno dia de seu casamento. Revoltado, seu irmão Nam-Yi (Hae Il – Park) descobre que ela foi escravizada. Agora usará todos seus conhecimentos em arco e flecha para salvar sua vida.

O filme já começa com uma impressionante fuga dos dois quando criança, enquanto o pai é assassinado, a partir daí, vivem em harmonia, até este novo atentado que coloca Nam – Yi em rota de colisão com os guerreiros Manchu, afinal, é a vida de sua irmã que está em jogo.

Um jogo de gato e rato se estabelece da seguinte forma: depois de libertar sua irmã e pedir que ela vá na frente com o namorado, o cara começa a ser implacavelmente caçado por um grupo de guerreiros Manchu numa sucessão de embates tão bem planejados que você vê realmente que efeito digital não tem vaga aqui. São flechas voando até o inimigo sendo seguidos por mini-câmeras, closes, cortes e violência para dar uma idéia do “ aperreio” que o nosso coreano se encontra.

Fita espetacular de um cinema que já está em terceiro em produção mundial: 300 filmes por ano, atrás de EUA e Índia, mas na frente da França, por exemplo. Vale a pena.

Revelações Sul- coreanas
Aclamado pela crítica internacional e nacional, o cinema sul-coreano é um dos que mais têm dado bons frutos nos últimos tempos, resultado de uma Coréia ativa, em ascensão cultural e econômica. A Coréia do Sul é um dos únicos países no mundo em que o cinema nacional é mais visto que o cinema norte-americano.

Depois do aclamadíssimo Oldboy, vieram suas continuações: Mr. Vingança e Lady Vingança, Untold Scandal e The Last Advice (O último aviso) que conta sobre uma esposa que está morrendo de câncer e o marido não dá a mínima para ela. São filmes bons, o difícil é encontrá-los, mas é uma procura que vale a pena.
  • Comentários

  • Facebook

COMENTE

Seja o primeiro a comentar

Últimas Notícias
próximo anterior veja mais notícias
COMPARTILHE COM AMIGOS
ENVIE SEU COMENTÁRIO

Os comentários feitos por leitores são de inteira responsabilidade de seus autores.
O Portal AZ não responde pelo conteúdo postado nesse espaço.

portal az - Informação de Verdade
Todos os direitos reservados © 2000 - 2014