1. Editorias
  2. AZ Esporte
  3. Sub-20 à Copa do Mundo: a evolução de Camilinha até o primeiro Mundial
Publicidade

Sub-20 à Copa do Mundo: a evolução de Camilinha até o primeiro Mundial

Camilinha disputou seu primeiro Mundial na categoria Sub-20, em 2014, e agora faz parte do elenco principal da Seleção Feminina na França


(Foto: Naomi Baker/FIFA)

Disputar uma Copa do Mundo é sempre especial para qualquer jogadora. Se for a primeira, então, tem um sentimento ainda mais forte. É o caso de Camilinha. A jogadora de 24 anos vai disputar o seu primeiro Mundial pela Seleção Feminina Principal. No entanto, ela já conhece a competição na categoria Sub-20. A catarinense disputou a Copa do Mundo Sub-20, no Canadá, em 2014, e recorda com muita emoção de disputar o torneio internacional com a Amarelinha.

– Acredito que minha estreia no Canadá, no Mundial Sub-20, contra a China é a minha lembrança mais marcante. Foi meu primeiro Mundial com a Seleção, acho que toda atleta quer chegar nesse momento. Entrar junto com as meninas e cantar o hino nacional foi muito gratificante, a realização de um sonho. Com certeza foi um momento que marcou minha carreira e lembro até hoje.

Apesar da eliminação da Seleção ainda na primeira fase, Camilinha tem muito vivo na memória o momento de sua estreia diante da China. A então camisa 6 do Brasil conta que mal conseguia dormir antes da partida, mas que a vontade de jogar era imensa. 

– Primeiro jogo foi contra a China, eu estava muito ansiosa, lembro que no dia anterior não consegui dormir direito. Tive que ligar pros meus pais antes pra eles me tranquilizarem um pouco, porque não era só o meu sonho, mas o deles também. Então, eu estava muito ansiosa mas com muita vontade de jogar, tanto é que acredito que tenha sido um dos meus melhores jogos na Copa do Mundo.


Camilinha - Brasil x China - Mundial Feminino Sub-20 Canadá (Foto: Rafael Ribeiro/CBF)

A trajetória de Camilinha no futebol começou ainda bem nova. Aos 8 anos, já disputava campeonatos regionais e mostrava muita habilidade com a bola nos pés. Até 2012, no entanto, o piso era diferente do atual. Ela começou no futsal e só em 2012 passou para os gramados. O primeiro clube foi o Kindermann, onde atuava como meio-campo e teve que mudar para lateral após lesão de uma companheira.


Camilinha (Foto: Naomi Baker/FIFA)

A primeira convocação para a Seleção Brasileira Sub-20 veio logo no ano seguinte, em 2013, para um período de treinos. O bom desempenho rendeu a Camilinha uma vaga no Sul-Americano Sub-20. As convocações se tornaram algo recorrente para a versátil jogadora, mas mesmo assim ela não esconde a ansiedade de disputar a primeira Copa do Mundo com a Amarelinha.

– Me sinto preparada, apesar da diferença de ser uma Copa do Mundo Sub-20 pra uma principal. Eu estou ansiosa pra isso. Têm grandes atletas aqui que estão conversando com a gente e nos apoiando pra que a gente fique tranquila.


(Foto: Naomi Baker/FIFA)

Disputar uma Copa do Mundo é sempre especial para qualquer jogadora. Se for a primeira, então, tem um sentimento ainda mais forte. É o caso de Camilinha. A jogadora de 24 anos vai disputar o seu primeiro Mundial pela Seleção Feminina Principal. No entanto, ela já conhece a competição na categoria Sub-20. A catarinense disputou a Copa do Mundo Sub-20, no Canadá, em 2014, e recorda com muita emoção de disputar o torneio internacional com a Amarelinha.

– Acredito que minha estreia no Canadá, no Mundial Sub-20, contra a China é a minha lembrança mais marcante. Foi meu primeiro Mundial com a Seleção, acho que toda atleta quer chegar nesse momento. Entrar junto com as meninas e cantar o hino nacional foi muito gratificante, a realização de um sonho. Com certeza foi um momento que marcou minha carreira e lembro até hoje.

Apesar da eliminação da Seleção ainda na primeira fase, Camilinha tem muito vivo na memória o momento de sua estreia diante da China. A então camisa 6 do Brasil conta que mal conseguia dormir antes da partida, mas que a vontade de jogar era imensa. 

– Primeiro jogo foi contra a China, eu estava muito ansiosa, lembro que no dia anterior não consegui dormir direito. Tive que ligar pros meus pais antes pra eles me tranquilizarem um pouco, porque não era só o meu sonho, mas o deles também. Então, eu estava muito ansiosa mas com muita vontade de jogar, tanto é que acredito que tenha sido um dos meus melhores jogos na Copa do Mundo.


Camilinha - Brasil x China - Mundial Feminino Sub-20 Canadá (Foto: Rafael Ribeiro/CBF)

A trajetória de Camilinha no futebol começou ainda bem nova. Aos 8 anos, já disputava campeonatos regionais e mostrava muita habilidade com a bola nos pés. Até 2012, no entanto, o piso era diferente do atual. Ela começou no futsal e só em 2012 passou para os gramados. O primeiro clube foi o Kindermann, onde atuava como meio-campo e teve que mudar para lateral após lesão de uma companheira.


Camilinha (Foto: Naomi Baker/FIFA)

A primeira convocação para a Seleção Brasileira Sub-20 veio logo no ano seguinte, em 2013, para um período de treinos. O bom desempenho rendeu a Camilinha uma vaga no Sul-Americano Sub-20. As convocações se tornaram algo recorrente para a versátil jogadora, mas mesmo assim ela não esconde a ansiedade de disputar a primeira Copa do Mundo com a Amarelinha.

– Me sinto preparada, apesar da diferença de ser uma Copa do Mundo Sub-20 pra uma principal. Eu estou ansiosa pra isso. Têm grandes atletas aqui que estão conversando com a gente e nos apoiando pra que a gente fique tranquila.