RSS
Twitter
WhatsApp do Portal AZ86 9981.8563
Busca
publicidade

Matos avalia que vulnerabilidade hídrica do Nordeste preocupa

24/04/2015 • 08:19
Após o debate realizado nesta quinta-feira, 23,sobre da segurança hídrica, no contexto do Projeto da Transposição do Rio São Francisco, o deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE), revelou preocupação com o ele classificou de ‘vulnerabilidade hídrica’ nos estados da região Nordeste.

Para o coordenador da Comissão Externa da Câmara dos Deputados que analisa a situação das obras de Transposição do Rio São Francisco, a preocupação é maior em decorrência do fim do período chuvoso na região, a partir do próximo mês.

Nesta quinta, a comissão realizou um debate com o professor-adjunto do departamento de Engenharia Hidráulica e Ambiental e Coordenador da Pós-Graduação em Engenharia Civil - Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental da Universidade Federal do Ceará, Francisco de Assis de Souza Filho. O debate foi proposto pelo deputado federal Odorico Monteiro (PT-CE).

Modelo de gestão

“O professor Francisco de Assis nos deu uma visão das questões hídricas do Brasil, apresentando dados consistentes para que possamos ter, acima de tudo, um modelo de gestão, e também buscarmos a intersetorialidade com os outros ministérios”, avaliou Raimundo Matos.

Segundo o coordenador do colegiado, os dados apresentados hoje, na comissão, “mostram o quadro da vulnerabilidade hídrica que continua no Nordeste”.

“É precisa que os prefeitos e os gestores estaduais também tenham a noção que, infelizmente, a partir do próximo mês, não deve mais chover no Nordeste. E isso gera uma dificuldade hídrica”, alertou o deputado.

Diante dessa situação, Matos sugere “que temos que acelerar os projetos estruturantes, afim de que, com a transposição do rio São Francisco, essa água chegue pelo menos para garantir o consumo humano”.

Situação da nascente

O deputado Raimundo Matos anunciou, ainda, a primeira diligência (viagem técnica) que a comissão fará desde que foi instalada na Câmara dos Deputados.

“A comissão tem uma visita programada para o dia 8 de maio à nascente do rio São Francisco, no município de Pirapora, Minas Gerais”, disse ele, justificando que os trabalhos dos parlamentares não se resumem apenas a ver a questão estrutural (lutar pela celeridade das obras de transposição do rio São Francisco), mas, também, questão ambiental.

“Não estamos preocupados somente com a construção da obra, que acreditamos que se não houver percalço, no final de 2016 ou inicio de 2017 estará conclusa. Nós precisamos garantir, também, a revitalização das margens do São Francisco, com modelo de gestão, o custo que vai ser a operação do metro cúbico destas águas e tudo isso é tarefa dessa comissão”, declarou o parlamentar cearense.

Antes da viagem, a Comissão vai realizar, na próxima semana, audiência pública com o presidente da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco, Antonio Varejão Godoy, e o presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Elmo Vaz.

Fonte: Agência Política Real
  • Comentários

  • Facebook

COMENTE

Seja o primeiro a comentar

Últimas Notícias
próximo anterior veja mais notícias
COMPARTILHE COM AMIGOS
ENVIE SEU COMENTÁRIO
* Por favor, digite as duas palavras abaixo no campo indicado.
Esse procedimento garante a autenticidade da sua mensagem, obrigado!

Os comentários feitos por leitores são de inteira responsabilidade de seus autores.
O Portal AZ não responde pelo conteúdo postado nesse espaço.

portal az - Informação de Verdade
Todos os direitos reservados © 2000 - 2015