Homepage
RSS
Twitter

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Busca
publicidade

CPI quer saber paradeiro de atletas do PI enviados à prostituição na Ásia

10/08/2012 • 18:18

Do Portal AZ Brasília

A Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga o tráfico de pessoas no Brasil trabalha para criar um grupo governamental que deverá acompanhar o destino de cada jovem atleta, de que tenham conhecimento, enviado ao exterior com a falsa promessa de contratos esportivos. 

- Arnaldo Jordy, do PPS do Pará, é o presidente da CPI. Seu Estado também padece de inúmeros casos de tráficos de atletas. 

Na última quinta-feira (9) uma jornalista paraense, Dayse Cristina Costa, sugeriu a criação destas comissões e citou como exemplo o caso de dois jovens atletas do estado do Piauí que foram para os Emirados Árabes com a promessa de fecharem contrato com clubes de futebol, mas que acabaram abandonados no meio do processo e induzidos a se prostituírem.

A jornalista pediu apoio para a sua investigação, pois atua com a ajuda de colaboradores. Segundo ela, é difícil provar o tráfico de jovens. "A atividade existe. Aparentemente é legal porque eles confirmam que os meninos são contratados e se você não tiver uma prova concreta, não for à pessoa certa, no lugar certo e na hora certa, passará despercebido e assim esse crime está indo cada vez mais longe”, relatou.

Para Dayse, é preciso que uma comissão fiscalize a questão. “Precisamos de uma investigação sobre o destino desses meninos, tanto dos contratos no Brasil quanto fora”, defendeu.

O presidente da CPI, deputado Arnaldo Jordy (PPS-PA), explicou que os aliciados são enganados por supostos "olheiros". "Muitos jovens, principalmente da região amazônica, do Nordeste e do Centro-Oeste, são capturados por essa ideia sedutora da fama, do sucesso, da riqueza fácil, do glamour que geralmente ronda a imagem desses jogadores profissionais bem sucedidos no futebol brasileiro”, explicou. 

O parlamentar acrescenta, no entanto, que existem casos concretos para provar que muitos desses jovens são aliciados para fins de tráfico de pessoas. A jornalista disse ainda que os casos de exploração e tráfico de pessoas são mais comuns no futebol, mas que também ocorrem na ginástica olímpica e grupos de danças folclóricas. 

As informações sobre os jovens piauienses foram repassados para a CPI, e o desdobramento dos fatos podem e devem ser acompanhada pelos autoridades do Estado do Piauí. 

Os Emirados Árabes são uma confederação de estados de grande autonomia, chamados emirados, situada no sudeste da Península Arábica, no Sudoeste Asiático no Golfo Pérsico. Os Emirados Árabes Unidos fazem fronteira com Omã e com a Arábia Saudita. Os sete emirados são Abu Dhabi, Dubai, Sharjah, Ajman, Umm al-Quwain, Ras al-Khaimah e Fujairah. 

Não se sabe em quais desses territórios estariam os dois piauienses.

  • Comentários

  • Facebook

COMENTE

Seja o primeiro a comentar

Últimas Notícias
próximo anterior veja mais notícias
COMPARTILHE COM AMIGOS
ENVIE SEU COMENTÁRIO

Os comentários feitos por leitores são de inteira responsabilidade de seus autores.
O Portal AZ não responde pelo conteúdo postado nesse espaço.

portal az - Informação de Verdade
Todos os direitos reservados © 2000 - 2014