1. Editorias
  2. Economia
  3. Em lance único, Equatorial compra a Companhia de Energia do Piauí
Publicidade

Em lance único, Equatorial compra a Companhia de Energia do Piauí

Distribuidora é a 1ª de 6 que empresas controladas pela Eletrobras que governo pretende privatizar

Equatorial Energia comprou a Companhia de Energia do Piauí (Cepisa), nesta quinta-feira (26), no 1º leilão de privatização de distribuidoras controladas pela Eletrobras, realizado na sede da B3 (antiga BM&F Bovespa), em São Paulo. A empresa foi a única a dar lance no leilão.

Ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, na abertura do leilão da Cepisa (Foto: Luísa Melo/G1)
 

O leilão da Cepisa foi tratado pelo governo como primordial para dar uma sinalização positiva para o mercado e acionistas da Eletrobras.

Sobre o fato de uma única empresa se interessar pela Cepisa, o ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, disse que "o objetivo do governo era começar" (o processo de venda das distribuidoras).

A Equatorial Energia é uma holding que controla a Cemar, no Maranhão, e a Celpa, no Pará, e tem importante participação no capital da Termoelétrica Geranorte.

Equatorial Energia comprou a Companhia de Energia do Piauí (Cepisa), nesta quinta-feira (26), no 1º leilão de privatização de distribuidoras controladas pela Eletrobras, realizado na sede da B3 (antiga BM&F Bovespa), em São Paulo. A empresa foi a única a dar lance no leilão.

Ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, na abertura do leilão da Cepisa (Foto: Luísa Melo/G1)
 

O leilão da Cepisa foi tratado pelo governo como primordial para dar uma sinalização positiva para o mercado e acionistas da Eletrobras.

Sobre o fato de uma única empresa se interessar pela Cepisa, o ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, disse que "o objetivo do governo era começar" (o processo de venda das distribuidoras).

A Equatorial Energia é uma holding que controla a Cemar, no Maranhão, e a Celpa, no Pará, e tem importante participação no capital da Termoelétrica Geranorte.