Adriano vence duelo com Ronaldo e Fla bate Corinthians

Com um a menos, Fla bate Corinthians por 1 a 0


No duelo entre Adriano e Ronaldo, melhor para o primeiro. Com gol de seu camisa 10, o Flamengo bateu o Corinthians por 1 a 0 nesta quarta-feira, debaixo de chuva no Maracanã, e abriu vantagem no duelo brasileiro das oitavas de final da Copa Libertadores.

Mesmo jogando com um a menos (Michael foi expulso aos 36min do primeiro tempo), o time carioca garantiu o resultado positivo aos 20min da etapa final, com gol de pênalti de Adriano. Com o resultado, o Flamengo avança às quartas com um empate na próxima quarta, no Pacaembu. Caso marque como visitante, ainda poderá perder por um gol de diferença.

Muita chuva e pouca emoção. Atrapalhados pelas poças no gramado do Maracanã, os jogadores das duas equipes abusavam dos erros nos passes e dribles no início do jogo. Para levantar a torcida, só Ronaldo, muito vaiado pelos rubro-negros a cada vez que tocava na bola. Os donos da casa ainda assustaram com chute cruzado de Léo Moura, que saiu perto da trave de Júlio César, e cabeçada de Vagner Love, defendida pelo goleiro corintiano.

A chuva enfraqueceu e o duelo melhorou a partir da metade da etapa inicial. Ralf tentou de longe para o Corinthians, mas Bruno defendeu facilmente. No Flamengo, Vagner Love partiu sozinho e acabou travado por Chicão na hora do chute. Contudo, quando os cariocas ensaiavam uma pressão, Michael cometeu falta dura em Dentinho e, como já tinha amarelo, foi expulso pelo árbitro aos 36min. Com um a mais, o Corinthians tomou o controle do jogo, mas não criou perigo no final do primeiro tempo.

Já o início da etapa complementar foi movimentado, com os dois goleiros trabalhando. Júlio César foi buscar no canto chute de longe de Adriano, enquanto Bruno fez grande defesa, saindo nos pés de Moacir. Mas os dois times não mantiveram o ritmo. Aos 10min e os gritos de Petkovic surgiram nas arquibancadas. A torcida não foi atendida, mas viu o time quase marcar cinco minutos depois: Juan cobrou falta, a bola quicou no chão e tocou o travessão. Na sobra, Adriano mandou para fora.

Mas o gol do atacante sairia pouco depois. Aos 20min, Juan recebeu lançamento na área e foi derrubado por Moacir. Pênalti, que Adriano converteu. Mano Menezes, então, mexeu em sua equipe, com Jorge Henrique e Iarley nas vagas de Danilo e Dentinho, respectivamente. As alterações não surtiram efeito e o Flamengo quase ampliou aos 33min. Willians cruzou para Adriano, que cabeceou. Júlio César defendeu e a bola ainda explodiu no travessão antes de Roberto Carlos afastar.

O Corinthians respondeu aos 38min. Em seu melhor lance na partida, Ronaldo fez boa jogada pela esquerda e cruzou na medida. Iarley e Jorge Henrique subiram ao mesmo tempo e não conseguiram finalizar. Logo depois, o camisa nove corintiano saiu para a entrada de Souza. Resta ao atacante e ao time paulista tentar dar o troco no duelo de volta.

FICHA TÉCNICA

Flamengo 1 x 0 Corinthians

Gols
Flamengo:
Adriano, aos 20min do segundo tempo

Ponto Forte do Flamengo
Não se abalou com a expulsão e aproveitou melhor suas chances

Ponto Forte do Corinthians
A defesa, mesmo sem Felipe e Alessandro, mostrou consistência na maior parte do tempo

Ponto Fraco do Flamengo
Teve dificuldades para manter a posse de bola, especialmente depois da expulsão

Ponto Fraco do Corinthians
Não soube aproveitar o fato de ter um jogador a mais e mostrou morosidade na frente

Personagem do jogo
Adriano, que marcou o gol da vitória e ainda desperdiçou outras chances

Esquema Tático do Flamengo
4-4-2
Bruno; Leonardo Moura, David, Ronaldo Angelim e Juan; Rômulo, Maldonado (Toró), Willians (Fierro) e Michael; Vagner Love (Vinicius Pacheco) e Adriano; técnico Rogério Lourenço

Esquema Tático do Corinthians
4-4-2
Júlio César; Moacir, Chicão, William e Roberto Carlos; Ralf, Jucilei, Elias e Danilo (Jorge Henrique); Dentinho (Iarley) e Ronaldo (Souza); técnico Mano Menezes

Cartões Amarelos
Flamengo: Michael, Fierro
Corinthians: Roberto Carlos, Moacir

Cartão vermelho
Flamengo: Michael

Renda: R$ 2.240.800,00

Público: 62.247 pagantes/72.442 presentes

Árbitro
Carlos Amarilla (Paraguai)

Local
Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Mais lidas nesse momento