Na estreia de Muricy, Fluminense encara Grêmio no Maracanã

A estreia do técnico Muricy Ramalho no Fluminense pode ser considerada a principal atração do duelo entre o Tricolor Carioca e o Grêmio nesta quinta-feira, às 21h30 (de Brasília), no Maracanã, pelo confronto de ida das quartas de final da Copa do Brasil. O treinador substitui Cuca, demitido mesmo antes da vitória por 3 a 2 sobre a Portuguesa, pela etapa anterior do torneio.

Já no time gaúcho, Silas reina absoluto, sem correr risco de queda. Principalmente depois da vitória por 2 a 0 sobre o Internacional, domingo passado, pelo primeiro jogo da decisão do Campeonato Gaúcho. Na etapa anterior da Copa do Brasil os gremistas eliminaram o Avaí.

Muricy Ramalho tem consciência de que já vai encontrar uma verdadeira pedreira em sua estreia pelo Fluminense. Ele considera o Grêmio um rival muito complicado de ser batido, principalmente em competições no estilo mata-mata, como é a Copa do Brasil. O treinador fala com a experiência de quem já trabalhou no Sul, comandando o Internacional.

"Lá no Sul os clubes querem ganhar o Campeonato Gaúcho, claro, por conta da rivalidade. Mas a prioridade é mesmo a Copa do Brasil, que classifica para a Copa Libertadores. Basta ver o sucesso dos clubes do Sul nesta competição. O Grêmio com certeza, mesmo estando na decisão contra o Inter, neste momento respira a partida contra o Fluminense. Por isso precisamos estar focados", disse Muricy.

O treinador do Fluminense acredita que o caminho para a sua equipe conseguir um bom resultado na partida contra o Grêmio passa pelo apoio dos torcedores.

"Sempre que enfrentei o Fluminense dirigindo outras equipes tive dificuldades atuando no Maracanã por conta do apoio da torcida, que chega junto o tempo todo e não para de apoiar. Dessa vez espero contar com eles ao nosso lado. No Sul a pressão da torcida do Grêmio será grande e precisamos contar com a nossa aqui no Rio", explicou o treinador.

Sem querer modificar muito o trabalho que vinha sendo implementado por Cuca, o novo treinador vai procurar mexer o menos possível na equipe. Porém ele tem problemas. O meia argentino Darío Conca fica fora para cumprir suspensão, uma vez que foi expulso contra a Portuguesa. Ele também não terá o atacante Alan, que passou por uma cirurgia no apêndice e deve ficar cerca de duas semanas afastado. Com isso, Marquinho, que retorna de suspensão, entra no meio, enquanto Wellington Silva será o companheiro de ataque de Fred.

O jogo no Maracanã fecha o trio de jogos decisivos do Grêmio fora de casa. No primeiro confronto da série, o time de Silas foi derrotado pelo Avaí, mas mesmo assim avançou na Copa do Brasil. No domingo, na primeira partida das finais do Campeonato Gaúcho, o Tricolor venceu o Inter por 2 a 0, no Beira-Rio. Mostrar que a maturidade para atuar fora do Olímpico foi adquirida é um estimulo para enfrentar o Fluminense. Um dos objetivos de Silas é mudar a imagem deixada no Campeonato Brasileiro de 2009, quando o Grêmio se mostrou fraco longe de sua torcida, vencendo somente uma vez fora de Porto Alegre.

"O que precisa ficar daqui para frente é o padrão de jogo e a forma como o time atuou fora de casa independentemente de quem vai jogar. Como eu falei há alguns dias, o problema ano passado era que o time dava muito espaço quando jogava fora do Olímpico", analisou o comandante gremista.

A filosofia de Silas prega atuar do mesmo modo dentro ou fora de casa, marcando em cima e pressionando o adversário. Sem se retrancar como visitante, o Grêmio espera ir às redes no Rio de Janeiro.

"Temos que trazer resultado com gol para cá, empate com gols também dá tranquilidade. A ideia é marcar gol para, quem sabe, poder administrar aqui em casa", opinou o volante Adílson.

Ele será o titular na primeira função do meio-campo da equipe. Adílson preenche a vaga deixada pelo lesionado Ferdinando, homem de confiança de Silas. Outra modificação em relação ao clássico Gre-Nal é Douglas. O meia precisou cumprir suspensão no clássico e retorna, deixando Hugo no banco de reservas.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE-RJ X GRÊMIO-RS

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 29 de abril de 2010 (Quinta-feira)

Horário: 21h30 (de Brasília)

Árbitro: Francisco Nascimento (AL)

Assistentes: Alessandro Rocha (Fifa-BA) e Carlos Berkenbrock (Fifa-SC)

FLUMINENSE: Rafael; Gum, Digão e Leandro Euzébio; Mariano, Diguinho, Marquinho, Everton e Júlio César; Wellington Silva e Fred

Técnico: Muricy Ramalho

GRÊMIO: Victor; Edilson, Ozeia, Rodrigo e Neuton; Adilson, Willian Magrão, Leandro e Douglas; Jonas e Borges

Técnico: Silas

Mais lidas nesse momento