"A torcida deu exemplo e foi o alicerce do time", diz técnico Dorival Júnior

Dorival Júnior destacou o torcedor são-paulino, que jogou com a equipe na temporada

Após o duelo com o Botafogo no último final de semana, no Pacaembu, o Tricolor garantiu a sua permanência no Campeonato Brasileiro. Para superar o momento adverso na temporada e subir na tabela, na luta contra as últimas colocações, o São Paulo contou com o fundamental apoio da torcida.

Sem medir esforços e com inúmeras demonstrações de amor pelo clube, o torcedor são-paulino jogou junto com o time e compareceu em grande número aos jogos. Assim como o elenco, o técnico Dorival Júnior também fez questão de agradecer e exaltar o poder das arquibancadas.

Por Rubens Chiri / saopaulofc.net
Por Rubens Chiri / saopaulofc.net

“A torcida deu exemplo e foi o alicerce do time. O nosso torcedor foi fundamental e participou do crescimento da equipe no campeonato. Superamos um momento difícil na temporada com o apoio da torcida. E tenho certeza de que servirá de exemplo para os torcedores de outras equipes, porque foi realmente algo marcante”, elogiou o comandante, que acrescentou.

“O São Paulo sai devendo para o torcedor, porque escapar do rebaixamento é pouco. Vamos lutar para aproveitar este crescimento e viver momentos melhores, como tem sido nesta reta final de campeonato. Temos que aproveitar tudo que passamos para melhorar no futuro. Coisas boas aconteceram e melhoraram de uma maneira natural, com crescimento e melhorias”, completou o treinador.

No 13º lugar, com 46 pontos, o São Paulo não pode mais ser alcançado pelos três últimos colocados: Atlético-GO (34), Avaí (39) e Sport (39). Ponte Preta (39) e Vitória (40), que estão nos 17º e 16º lugares, respectivamente, podem ultrapassar o Tricolor na tabela. Porém, só por um deles já que campineiros e baianos se enfrentarão na próxima rodada.

De acordo com Dorival, além da torcida e do comprometimento do elenco para reagir, o Tricolor contou com o profissionalismo de integrantes da comissão técnica, funcionários e colaboradores do clube. “Tivemos a colaboração de todas as pessoas envolvidas com o São Paulo: área técnica, fisiologia, psicologia, nutrição, departamento médico, fisioterapeutas e todos aquelas que de alguma forma contribuíram”, avaliou o técnico, que emendou.

“Não é um processo simples colocar a equipe em campo, porque são várias situações. Foram trabalhadas diversas áreas para o São Paulo esboçar a reação. E felizmente isso foi revertido em resultado. Por isso valorizo muito tudo o que foi vivido nestes meses de trabalho no clube. Tudo depende de trabalho, planejamento e organização para que as coisas caminhem para um único lugar”, finalizou.

Mais lidas nesse momento