Force India: Outra corrida arruinada na primeira volta diz Pérez

A escuderia não conseguiu pontos no GP da China

A Force India não conseguiu pontos no GP da China, Esteban Ocon terminou a prova em 11º e Sergio Perez em 12º. Resultado que deixa a equipe na “vice lanterna” no campeonato de construtores. O time indiano tem um ponto de vantagem sobre a última equipe, a Williams.

Foto: AFP/ Johannes EISELE
Foto: AFP/ Johannes EISELE

Esteban Ocon falou sobre sua corrida: “Estávamos perto de marcar pontos hoje, mas os eventos da corrida não nos ajudaram muito. Foi um começo confuso e perdemos algum tempo, e não fizemos nenhum progresso. Mas a corrida estava começando a voltar para nós, porque entramos cedo (nos boxes) em uma estratégia de duas paradas. Estávamos no caminho certo para terminar nos pontos, até o Safety Car aparecer”, disse o francês.

Ocon continuou: “Depois disso foi só empurrar até o final da corrida, mas fiquei preso por muito tempo atrás de Grosjean e ele defendeu muito bem. Em última análise, isso me custou a chance de ultrapassar Magnussen e voltar aos pontos. Foi outra corrida onde as situações não colaboraram. Mas o ritmo era competitivo, então focamos em coisas positivas”.

Sergio Pérez também apresentou sua visão sobre a corrida em Xangai: “Foi outra corrida arruinada na primeira volta. O início foi caótico e me deparei com muitos problemas. Eu fui empurrado por uma Renault na saída da curva quatro e perdi muitos lugares lá. Isso praticamente arruinou todo o nosso fim de semana. De repente estávamos atrás, com o pneu mais fraco e havia muito pouco que eu pudesse fazer. Tivemos a oportunidade de passar Kevin (Magnussen), mas não houve tempo suficiente”, falou o mexicano.

Mas Pérez não deseja falar somente em “resultados arruinados” e complementou: “Podemos nos concentrar nos aspectos positivos: estamos nos aproximando de nossa concorrência. Ontem nós demos um passo à frente. Fizemos outra melhora e estou confiante de que, assim que chegarmos à Europa, podemos começar a obter resultados mais fortes”, explicou Pérez.

Mais lidas nesse momento