Venda do UFC por US$ 4 bilhões é confirmada pelas empresas envolvidas

Antigos donos majoritários do UItimate oficializam que a organização será vendida ao grupo WME-IMG; ambas organizações fizeram o anúncio via assessoria de imprensa

É o fim de uma era no MMA, mas o começo de outra. Desde que compraram o UFC por US$ 2 milhões, em 2001, os irmãos Fertitta estiveram no comando da companhia e a transformaram na maior organização de lutas do mundo. Na madrugada desta segunda, o repórter Chris Maathuis, da "Klas-TV", rede de televisão afiliada da "CBS", foi o primeiro a informar que Dana White e Lorenzo Fertitta confirmariam a venda do UFC em entrevista ao canal.

Na manhã desta segunda-feira, junto com a exibição do programa na TV americana, às 9h (horário de Brasília), as duas empresas divulgaram um comunicado, via assessoria de imprensa, em que confirmam a venda do Ultimate para o grupo WME-IMG, por US$ 4 bilhões (cerca de R$ 13 bi).

- Estamos confiantes que a nova parceira com a WME-IMG, com quem construímos fortes relações nos últimos anos, está comprometida em acelerar o crescimento do UFC no mundo. Mais importante, os novos donos partilham da mesma visão e paixão pela organização e seus atletas - afirmou Lorenzo Fertitta, que agora passa a ser sócio minoritário da companhia.

Em 20 de junho, o site americano "Flo Combat" confirmou com fontes que o UFC havia sido vendido. Os rumores da negociação começaram em maio, quando o site da ESPN americana informou que a empresa estaria em negociações avançadas com quatro possíveis compradores.Dana White afirmou para o veículo que os fãs de MMA não precisam se preocupar com a venda da organização e que vai continuar como presidente da companhia.

- Exatamente o oposto (fãs não precisam se preocupar). O esporte vai chegar a outro nível. Vou continuar fazendo a mesma coisa. Serei presidente, dono e vou continuar trabalhando demais. A diferença é que farei sem meu melhor amigo e parceiro.

Ainda segundo a ESPN, Ari Emanuel, co-CEO da WME enviou um e-mail interno, antes da divulgação do comunicado para a imprensa, em que diz: "Estamos honrados em ter o UFC e um número de seus atletas como clientes e não poderíamos estar mais felizes em elevar a nossa relação a esse outro nível como dona da organização e parceira operacional".


Na manhã desta segunda, os lutadores da organização receberam um comunicado por escrito, falando da venda da companhia. A WME-IMG tem negócios com a GEO Eventos no Brasil, empresa de eventos do Grupo Globo, que teve a representação do Lollapalooza Brasil até 2013.

 

GLOBO ESPORTE

Mais lidas nesse momento