“Preconceito é para ser quebrado”, diz Cacau sobre ensaio nu com Angélica

Imagem: AgNews


A ex-BBB Cláudia Colucci está prestes a realizar a fantasia de muitos homens brasileiros. Depois de muito relutar, a empresária aceitou o convite para realizar um ensaio sensual para a revista “Playboy” ao lado de sua ex-companheira de confinamento Angélica.

A moça, que foi capa da edição do último mês de abril da publicação, contou ao Famosidades que mudou de ideia após ver o resultado da primeira sessão de fotos que fez para a “Playboy”.

“Eu saí da casa do 'Big Brother Brasil' falando que eu não iria posar com a Morango [Angélica], mas eu comecei a mudar de idéia. Eu pensei: ‘Poxa é um trabalho, a Morango é minha amiga...’ Eu só tive certeza de que eu posaria com ela depois que eu fiz as minhas fotos para a ‘Playboy’. Foi tão tranqüilo, tão profissional. Claro que também dependeu de um bom cachê”, contou.

Cacau ainda disse que o apoio de seus familiares também foi importante para que ela perdesse o medo de ser mal compreendida ao posar nua com a amiga, que é homossexual assumida: “Acho que a grande maioria das pessoas vai gostar e preconceito é para ser quebrado. O Eliéser [seu namorado] apóia muito. Espero que a família dela também apóie. Até minha mãe, que tinha um pouco de receio, apóia.”


Imagem: Arquivo Famosidades


Eliéser também confirmou a informação de sua namorada. O engenheiro agrônomo disse que não teve problemas em ver sua amada posar nua para a revista.

“Não tive ciúmes, achei as fotos do primeiro ensaio incríveis e dei o maior apoio. Ela tem muito profissionalismo e, apesar de ser uma revista que expõe o corpo, as pessoas a respeitam”, falou.

Além dos trabalhos que estão surgindo para Cláudia, a exposição do “Big Brother Brasil” ajudou a impulsionar os negócios da ex-sister. Antes de entrar para o reality show, Cacau se dedicava à sua agência de eventos e ela nos disse que a visibilidade do programa fez com que o empreendimento começasse a crescer instantaneamente.

“Minha agência já está sendo impulsionada e eu não precisei fazer grandes coisas para que ela crescesse. Agora eu não estou conseguindo cuidar dos negócios e é minha sócia é quem está cuidando da agência”, afirmou.

Cacau disse que, por enquanto, está aproveitando as oportunidades que a fama instantânea lhe proporcionou, mas não descarta a possibilidade de voltar a vida de empresária: “Estou fazendo alguns testes para a TV, mas eu não sei se vou continuar na fama e ter uma carreira artística ou se eu vou voltar para minha agência”.

Depois de exibir o corpão na última edição da “Playboy”, Cacau revelou que ainda não sabe quais armas vai usar para se manter nos holofotes.

“Não sei se tenho talento para permanecer na mídia. Vou estudar teatro para ver se levo jeito. Se eu não conseguir nada, volto para o anonimato numa boa”, afirmou. A empresária declarou ainda que não tem medo de andar na rua daqui a um ano e ninguém a reconhecer. “Ex-BBB não é emprego. Vou lutar por meu lugar ao sol.”


Imagem:  AgNews
No início do mês, Cacau promoveu seu primeiro ensaio para a "Playboy"


Apelidada de “tanajura”, na escola, e de “formiga” e “abelha” dentro de casa, Cacau disse que só tem silicone dos seios e que adora um biquíni pequenininho. “Mulher de bumbum grande tem que usar fio dental. Os homens agradecem”, brincou.

Na hora da intimidade, Cláudia disse que um tapinha é válido, mas sem masoquismos. Revelou ainda que sua primeira experiência sexual não foi muito bacana. “Tinha 16 anos. Mas foi estranha, pois senti muita dor”, disse. Sobre Eliéser, com quem iniciou um relacionamento dentro da casa do "BBB", Cacau disse: “Ele não tem maturidade. É um menino. Mas na questão homem ele não deixa a desejar”.

Mais lidas nesse momento