Homepage
RSS
Twitter

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Busca
publicidade

PSDB pede à Procuradoria do TCU que afaste Graça Foster da Petrobras

22/08/2014 • 20:00
O líder do PSDB na Câmara, deputado Antônio Imbassahy (PSDB-BA), protocolou nesta sexta-feira (22) no Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) representação com pedido de afastamento da presidente da Petrobras, Graça Foster, de todas as suas funções na estatal.

Na representação, baseada em reportagem publicada nesta quarta-feira (20) no site do jornal “O Globo”, o líder argumenta que o afastamento deve ocorrer pelo fato de Graça ter usado o cargo para “impedir as investigações” e “evadir-se do pagamento de possíveis ressarcimentos devidos à Petrobrás” devido a prejuízos adquiridos na compra da refinaria de Pasadena, no Texas (EUA).

A reportagem informa que a dirigente e o ex-diretor da área internacional da Petrobras Nestor Cerveró repassaram imóveis para familiares após as denúncias de compra superfaturada da refinaria de Pasadena. Segundo “O Globo”, dois imóveis no Rio de Janeiro que estavam no nome de Graça foram transferidos a terceiros em 20 de março, dias após as primeiras denúncias contra a Petrobras.

Nesta sexta, a Petrobras informou, por meio de nota, que Graça encaminhou ao TCU documentos referentes à doação de três imóveis aos seus filhos. Segundo a estatal , os papéis comprovam "que tais processos de doação foram regulares e iniciaram em junho de 2013, bem anterior à mencionada decisão de 23 de julho de 2014, referente ao processo da Refinaria de Pasadena".

Bloqueio de bens
Na representação de Imbassahy, o líder também pede para que o nome de Graça Graça Foster seja incluído entre os responsáveis pelos prejuízos sofridos pela Petrobras na compra de Pasadena. O parlamentar também solicita que o órgão realize decretação cautelar do bloqueio dos bens de Graça.

Na última quarta, o TCU adiou o julgamento de processo que pode levar ao bloqueio dos bens da presidente da estatal. O possível afastamento de Graça de suas funções na Petrobras depende de análise pelo plenário da Corte, que deve ser baseado em pedido feito pelo Ministério Público junto ao TCU ou por órgão técnico do Tribunal.

O líder do PSDB também protocolou representação na Procuradoria-Geral da República (PGR) para que sejam tomadas as providências consideradas necessárias para obter a anulação das transferências dos imóveis. Além disso, ele pede instauração de inquérito para apurar a suposta prática de crime de fraude processual por parte de Graça.

G1
  • Comentários

  • Facebook

COMENTE

Seja o primeiro a comentar

Últimas Notícias
próximo anterior veja mais notícias
COMPARTILHE COM AMIGOS
ENVIE SEU COMENTÁRIO

Os comentários feitos por leitores são de inteira responsabilidade de seus autores.
O Portal AZ não responde pelo conteúdo postado nesse espaço.

portal az - Informação de Verdade
Todos os direitos reservados © 2000 - 2014