Com maior peso de impostos, lucro da Natura sobe 2% no trimestre Leia mai

SÃO PAULO - A fabricante de cosméticos Natura registrou lucro de R$ 141,6 milhões nos três primeiros meses deste ano, marcando um leve incremento de 2% sobre os ganhos do mesmo período de 2009 (R$ 138,7 milhões).

Segundo a empresa, o resultado refletiu o impacto de uma maior alíquota efetiva de imposto de renda em 2010. A empresa pagou R$ 73,9 milhões em imposto de renda e contribuição sindical no primeiro trimestre, ante R$ 32,8 milhões do período de janeiro a março de 2009.

No campo operacional, a receita líquida cravou alta de 21,7%, para R$ 1,014 bilhão, enquanto o resultado do Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação) ficou positivo em R$ 243,5 milhões, alta de 29,5% na comparação anual.




Valor









A margem Ebitda passou de 22,6% para 24%, em linha com o compromisso da companhia de manter o índice acima de 23% neste ano.

A Natura ainda detalha que a receita líquida no Brasil subiu 22,3%, para R$ 942,4 milhões. Já nas operações internacionais, o faturamento líquido foi de R$ 72 milhões, com um crescimento de 37% em moeda local ponderada.

O número de consultoras da Natura no Brasil alcançou 885,1 mil no fechamento de março, um acréscimo de 19,3% na comparação anual. A empresa ainda informa em seu balanço que lançou 14 produtos no primeiro trimestre e que planeja investir R$ 250 milhões neste ano, com foco em capacidade logística e sistemas de informação no Brasil.

Mais lidas nesse momento