Lucro do Santander no Brasil dobra no primeiro trimestre deste ano

O presidente-executivo do Santander no mundo, Emilio Botin


O Banco Santander Brasil informou nesta quinta-feira (29) que registrou lucro líquido de R$ 1,015 bilhão no primeiro trimestre deste ano, mais do que o dobro do verificado no mesmo período de 2009, quando o banco teve lucro de R$ 419 milhões. O Santander é o maior banco estrangeiro no país.

"O lucro líquido do período demonstra uma evolução favorável do resultado dos negócios comerciais e o esforço no controle de gastos", diz o banco no relatório sobre o balanço.

O Santander é dono do banco Real desde 2007.

Mais cedo, nesta quinta, o banco havia divulgado os resultados mundiais: teve lucro de líquido de 2,215 bilhões de euros (US$ 2,922 bilhões) no primeiro trimestre deste ano. A alta foi de 5,7% em relação aos 2,096 bilhões de euros registrados no mesmo período do ano passado.

Na quarta, o banco brasileiro Bradesco anunciou que fechou o primeiro trimestre de 2010 com lucro líquido de R$ 2,103 bilhões, um aumento de 22,04% em relação ao apurado em igual etapa do ano passado.

O resultado do Santander no mundo, segundo o banco, foi influenciado por forte crescimento no Brasil e Inglaterra. Na América Latina, a instituição registrou lucro de 1,019 bilhão de euros, o que representa elevação de 14,6% perante mesmo trimestre de 2009, quando o ganhou ficou em 890 milhões de euros.

"O Santander está demonstrando os benefícios de ser um banco diversificado, tanto em termos de geografias, quanto de linhas de negócios", afirmou o presidente-executivo da instituição, Emilio Botin.

A carteira de crédito do banco no Brasil, porém, teve avanço tímido se comparado com o aumento do lucro no país. No fim do primeiro trimestre de 2009, o Santander tinha R$ 139 bilhões na carteira de crédito. Neste ano, o valor é R$ 144 bilhões - alta de 3,6%.

Mais lidas nesse momento