Homepage
RSS
Twitter

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Busca
publicidade

Descontrole nos casos de bullying tem provocado tragédias no Brasil

20/11/2010 • 21:48

Demora em identificar o problema piora traumas gerados pelas agressões entre crianças

do R7 com o Jornal da Record

 

Provocações e brincadeiras fazem parte da rotina adolescente. Mas quando o limite do aceitável é ultrapassado e essas práticas vêm acompanhadas de agressão e violência, sejam psicológicas ou físicas, ganham o nome de bullying. Praticado sem controle, esse tipo de violência tem provocado tragédias em todo o Brasil.

Recentemente, um garoto de 17 anos morreu depois de ter sido agredido pelos colegas dentro da sala de aula por causa de seu novo corte de cabelo. 

Até mesmo famosos já sofreram esse tipo de abuso. O empresário Bruno Chateaubriand, que hoje circula na alta sociedade carioca, lembra ressentido o que acontecia com ele na época da escola.

- É aquele massacre, quase que diário. Você não tem mais vontade de ir ao colégio, não tem mais vontade de participar das festinhas com as crianças.

Na maioria das vezes, só se descobre o bullying depois de muito tempo. Isso porque além de humilhar e agredir, os agressores também ameaçam suas vítimas. A demora para identificar as agressões às vezes pode ser fatal.

Pesquisa realizada no país pelo Ceats (Centro de Empreendedorismo Social e Administração em Terceiro Setor) indica que cerca de 70% dos estudantes brasileiros já viram algum colega ser maltratado pelo menos uma vez na escola. Na região Sudeste, o índice chega a 81% e, na Centro-Oeste, a 75%. 

Para especialistas, esclarecer e educar são as principais armas das escolas para lutar contra a disseminação do bullying.

Um em cada cinco estudantes já sofreu agressões via internet

No mês passado, a SBP (Sociedade Brasileira de Psicologia) discutiu o assunto em um seminário que reuniu mais de 2.000 profissionais. A presidente da SBP, Paula Gomide, disse que é preciso prevenir, até porque a maioria das vítimas de bullying acabam se tornando adultos violentos, 
pois reproduzem o padrão de comportamento que vivienciaram.

 

Para Paula, a maior dificuldade e também o maior trunfo é descobrir a agressão precocemente.

 


- O processo de prevenção começa quando o caso é identificado. Muitas vezes pais e professores têm dificuldade de entender que abusos psicológicos - como comparações, xingamentos ao corrigir uma criança - atingem o ser, o que ela é, e não o seu comportamento. Isso provoca baixa autoestima, o que torna a criança uma vítima fácil do bullying.

Para saber mais sobre o assunto, assista ao vídeo:

 

 

 

  • Comentários

  • Facebook

ROSELI NAVAS

postado:
03/03/2012 - 00:06
Socorro estou passando por isso me ajudem por favor!!!!

Leonor Alves

postado:
22/11/2010 - 20:09
Peço ao mentor do universo que esta série do Jornal da Record possa conscientizar nossa sociedade da necessidade de combater essa triste realidade. Desde já parabenizo a iniciativa. Revelo que em um momento de dor profunda escrevi a letra desta canção, pois meu filho foi agredido em abril de 2009 dentro da sala de aula de uma escola de classe média alta em Belém do Pará. Ele foi chutado e humilhado por alguns colegas de classe que colaram em sua costas uma folha de caderno escrito "CHUTE-ME". Meu filho ficou muito machucado e teve passar por exame de corpo delito, e até hoje faz terapia. Diante de muita dor e indignação por presenciar meu filho querer desistir de viver após o que aconteceu resolvi então tomar medidas cabíveis. Em nome de nossas crianças, adolescentes e jovens levem ao mundo a letra desta canção. Meu coração de mãe agradece! Um grande abraço! Precisamos de paz, violência jamais! Precisamos de paz, Violência jamais, Na escola eu preciso Aprender. A amar meu irmão, Segurar sua mão, E seguir semeando, A união. Eu não quero ver briga, Pontapé ou empurrão, Vamos todos cantar, A canção. Paz na escola, Paz no coração, Entre neste time, Violência não. A escola é o espaço, Pra ensinar e aprender, E para ter vida, Só depende de você. Diga não ao bullying, Aprenda essa lição, E leve para o mundo, A nossa canção. Paz na escola, Paz no coração, Entre neste time, Violência não. Autora: Leonor Alves.
Últimas Notícias
próximo anterior veja mais notícias
COMPARTILHE COM AMIGOS
ENVIE SEU COMENTÁRIO

Os comentários feitos por leitores são de inteira responsabilidade de seus autores.
O Portal AZ não responde pelo conteúdo postado nesse espaço.

portal az - Informação de Verdade
Todos os direitos reservados © 2000 - 2014