Homepage
RSS
Twitter

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Busca
publicidade

Oitavo dia de manifestação em Teresina é pacífico

11/01/2012 • 19:36
Por Nayene Monteles
Fotos: Dantércio Cardoso


Diferente de terça-feira (10), quando houve confronto entre estudantes e policiais, a manifestação contra o aumento da passagem de ônibus e o modelo de integração adotado em Teresina chegou ao seu oitavo dia com certa pacificidade. Estudantes realizaram uma passeata tranquila pela Avenida Frei Serafim e inúmeros policiais acompanharam de perto, mas sem intervir.

A ordem, segundo a tenente-coronel Júlia Beatriz, era que a polícia evitasse o confronto. Segundo ela, quando policiais e estudantes se enfrentam é “quase impossível controlar”.

“A tática da polícia é a mesma desde o início das manifestações. Nós não estamos impedindo a população de se manifestar, mas não podemos ter o caos. O que ocorre é que sempre que há confronto, há excessos dos dois lados. Hoje a ordem é evitar que haja esse confronto”, disse a coronel Júlia.



Os manifestantes se concentraram hoje pela manhã na Praça do Fripisa, centro de Teresina, e à tarde seguiram em passeata pelas duas vias da avenida. “Vamos andar até onde pudermos, para dar a volta nas duas vias. Vamos manter nosso itinerário até o fim”, disse o estudante Egil Sá durante passeata.

Para o professor Daniel Solón, o confronto acontece quando a polícia intervém de maneira repressiva. “Toda vez que a polícia reprime, há uma reação dos estudantes. É a lei da física, toda ação gera uma reação. Hoje não teve repressão da polícia, também não teve dos estudantes. Mostra que quem tá intransigente é o poder público”, declarou.

Após a passeata, os estudantes se reuniram na Praça da Liberdade, ao lado da Igreja de São Benedito. Os manifestantes gritaram palavras de ordem, convidaram a todos para a manifestação desta quinta-feira (12) e, após isso, se dispersaram.





Estudantes presos

Os oito estudantes detidos durante a manifestação desta terça continuam presos. Seis deles foram encaminhados para a Casa de Custódia. As duas mulheres continuam na Penitenciária Feminina. A soltura dos estudantes será apenas mediante o pagamento de fiança, estipulada pela Polícia Civil do Piauí em 10 salários mínimos (R$ 6.022.00). O Fórum dos Estudantes afirmou que vai dá todo o suporte jurídico. Durante a passeata, foi realizado um minuto de silêncio dedicado aos presos.

Ato show

Está marcado para amanhã  uma nova manifestação. A concentração acontecerá a partir das 9h, na Praça do Fripisa. Por volta das 17h, os estudantes se reunirão na Praça da Liberdade, onde haverá um ato show para reivindicar a liberdade dos estudantes presos. Várias bandas piauienses irão tocar voluntariamente.

  • Comentários

  • Facebook

Luciana

postado:
12/01/2012 - 08:34
Parabéns à classe estudantil pelo comportamento de ontem à tarde,não respondam a provocações e continuem lutando pelos seus direitos e dos trabalhadores,já chega de enriquecer os empresários!

paulo

postado:
11/01/2012 - 21:19
isso gente, vamos defender a liberdade plena.
Últimas Notícias
próximo anterior veja mais notícias
COMPARTILHE COM AMIGOS
ENVIE SEU COMENTÁRIO

Os comentários feitos por leitores são de inteira responsabilidade de seus autores.
O Portal AZ não responde pelo conteúdo postado nesse espaço.

portal az - Informação de Verdade
Todos os direitos reservados © 2000 - 2014