RSS
Twitter
WhatsApp do Portal AZ86 9981.8563

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Busca
publicidade

Grande evento marca o Dia Internacional da Síndrome de Down

21/03/2012 • 14:49

O governador Wilson Martins e o secretário para Inclusão da Pessoa com Deficiência, Hélder Jacobina, participaram, na manhã desta quarta-feira, 21 de março, das atividades alusivas ao Dia Internacional da Síndrome de Down, no Centro Integrado de Educação Especial (Cies). O evento contou com a presença de aproximadamente 500 pessoas, entre crianças e jovens com a Síndrome de Down, familiares, profissionais terapeutas ligados ao Cies e autoridades.



Também participaram representantes de entidades da sociedade civil organizada, como a presidente do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conede), Helena Lima, e a deputada estadual Rejane Dias. O secretário da Educação e Cultura, Átila Lira, e o coordenador de Comunicação Social do Estado, Fenelon Rocha, entre outras autoridades, também prestigiaram a solenidade.

O evento congregou várias atividades inclusivas, com o tema "Superando limites: ser diferente é normal". A programação do Dia Internacional da Síndrome de Down está sendo organizada pelo Governo do Estado, através da Secretaria para Inclusão da Pessoa com Deficiência (Seid), e por entidades como a Apae Piauí e o Centro de Habilitação Ana Cordeiro (Chac). Wilson Martins reafirmou o compromisso do Governo do Estado com a causa das pessoas com deficiência.

Novo programa

O governador anunciou inclusive ter determinado ao secretário para Inclusão da Pessoa com Deficiência que seja formatado, em parceria com a Secretaria da Saúde, um projeto de lei de autoria do Executivo, a ser encaminhado à Assembleia Legislativa. Este projeto prevê a criação de um programa específico às pessoas com Síndrome de Down no Piauí. Hélder Jacobina, por sua vez, destacou a importância que tem, para o Governo do Estado, a causa das pessoas com deficiência.

O secretário para Inclusão da Pessoa com Deficiência ressaltou, por sua vez, que é muito importante que a sociedade abandone o preconceito, e passe a valorizar a inserção das pessoas com Síndrome de Down no mercado de trabalho e no convívio social. Hélder Jacobina elogiou o trabalho relevante que vem sendo desenvolvido no Cies, que atende a cerca de 500 crianças e jovens com a Síndrome de Down, entre outras pessoas com limitações intelectuais.

Foi destacado igualmente o exemplo de superação por parte de pessoas com Síndrome de Down, que tem conseguido ingressar em instituições de Ensino Superior, e outras conquistas importantes. Atualmente, a data de 21 de Março está servindo para comemorar avanços da medicina, que elevaram, de cerca de 15 anos, em 1947, para 70, a expectativa de vida dos portadores da modificação genética. Os dados são da Santa Casa de São Paulo.

Comemorações no mundo

O Dia Internacional da Síndrome de Down foi comemorado no País e em todo o mundo, inclusive na Organização das Nações Unidas (ONU). No Brasil, o Congresso está debatendo o tema ao longo de todo o dia. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de casos no País supera os 300 mil. A Síndrome de Down pode atingir um entre 800 ou 1000 recém-nascidos.

No Cies, houve apresentações artísticas, feitas por crianças e jovens com a síndrome, exposições de artes plásticas, com peças produzidas por pacientes do Cies, e distribuição de lanche, com bolo, refrigerantes, pipoca, sucos e picolé. A alegria das crianças e jovens contagiou as autoridades, que prometeram empenho ainda maior na atenção às pessoas com deficiência, o que tem transformado o Piauí em referência nacional quanto a este tipo de política pública.

*Fonte: ASCOM/SEID
  • Comentários

  • Facebook

Gilberto Santos

postado:
22/03/2012 - 12:51
Parabéns ao Governo de Piauí pelo excelente trabalho aos portadores de necessidades especiais, que tanto precisam de projetos urgentes, para atenuar os sintomas da doença e que esta iniciativa seja um carro chefe para todo o País. Acreditar é sempre ter esperança, mas praticar as leis aos especiais é respeitá-los com investimentos sustentáveis, pois os mesmos não têm culpa de portar necessidades especiais, o que faz a diferença não é uma comiseração, mas, atitudes corretas de se colocar como um deles. Filosofia: A vida é uma surpresa para todos, ser especial é um desafio contínuo de viver superando obstáculos interno e externo. Pense nisso! Pensador: Gilberto Santos.
Últimas Notícias
próximo anterior veja mais notícias
COMPARTILHE COM AMIGOS
ENVIE SEU COMENTÁRIO

Os comentários feitos por leitores são de inteira responsabilidade de seus autores.
O Portal AZ não responde pelo conteúdo postado nesse espaço.

portal az - Informação de Verdade
Todos os direitos reservados © 2000 - 2014