RSS
Twitter
WhatsApp do Portal AZ86 9981.8563

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Busca
publicidade

UFC 148: enfim, a hora do duelo entre Anderson e Sonnen

07/07/2012 • 21:48
Foram quase dois anos de provocações, especulações e expectativa entre fãs de MMA no mundo todo. E neste sábado, em Las Vegas, a briga será para valer.



No dia 7 de agosto de 2010, Anderson Silva, um dos melhores lutadores da história, sofreu por quase 25 minutos, mas conseguiu derrotar Chael Sonnen - por finalização, com um triângulo - nos últimos instantes de combate no UFC 117. Apesar das provocações do americano, o brasileiro fez questão de se ajoelhar e reverenciar o adversário, seguindo as tradições das artes marciais, que pregam a humildade e o respeito ao oponente. Na entrevista coletiva depois da luta, Sonnen admitiu que Anderson foi melhor, e o presidente da franquia, Dana White, confirmou que já pensava em uma revanche. Mas muita coisa aconteceu neste intervalo de quase dois anos. Chael Sonnen continuou disparando provocações, sua especialidade fora do octógono. Passou do limite, porém, quando soltou ofensas à família do brasileiro. Por isso, a luta deste sábado, no UFC 148, em Las Vegas, envolve muito mais que um cinturão de campeão e seu status dentro da maior companhia de MMA do planeta (confira no quadro ao fim da reportagem). Anderson Silva, que já defendeu seu título em dez ocasiões, não ficará satisfeito em apenas vencer Chael Sonnen. O brasileiro tentará mostrar que é muito melhor que o rival - e vingar, assim, todas as provocações do americano. Outros lutadores brasileiros também estarão no octógono armado no hotel MGM Grand, com destaque para Demian Maia, que faz sua estreia na categoria meio-médio.

Na luta de 2010, Anderson Silva caminhou até o octógono com seu quimono preso pela faixa preta de jiu-jitsu. Coincidência ou não, conseguiu a vitória com um triângulo, tradicional golpe desse estilo de luta. Para este sábado, a equipe do brasileiro antecipou ao site de VEJA que o quimono, a princípio, não está no protocolo da entrada, mas essa decisão pode ser alterada. Sempre calmo e até monossilábico nas entrevistas, Anderson Silva mostrou um lado mais agressivo e explosivo numa entrevista que o UFC realizou por telefone no último dia 25. Anderson não quis usar meias palavras: avisou que quebraria todos os dentes do oponente. "Ele desrespeitou minha mulher", rosnou. Muitos torcedores podem pensar que a troca de ofensas foi só teatro para promover a luta, mas Anderson parou de encarar as provocações dessa forma quando o americano disse que "invadiria sua casa e obrigaria sua mulher a preparar um bife ao ponto". "Esse cara não merece lutar no UFC", resumiu. Nos treinos livres em Las Vegas, na quinta, Chael Sonnen chegou cedo e Anderson Silva foi o último a pisar no tatame – estratégia que evitou um possível encontro entre os rivais. Mas não foi possível mantê-los à distãncia na pesagem oficial, na sexta-feira. Depois de bater o peso, Anderson Silva deixou de lado o fair play e acertou uma ombrada no americano. A atitude não foi aprovada pelos torcedores, que responderam com vaias, mas o UFC informou que o campeão não sofrerá punição nenhuma pela inesperada atitude.

Quem está feliz com toda essa repercussão é Dana White, o presidente do UFC. Ele espera que o evento deste sábado bata o recorde de vendas de pay per view da franquia – no Brasil, por exemplo, a Rede Globo passará a luta, mas não ao vivo, o que forçará o fã brasileiro a gastar com uma assinatura ou achar um bar que exiba o combate. A Globo acabou sendo prejudicada pela mudança de local da luta. Se acontecesse no Brasil, como era previsto, o duelo poderia ser exibido ao vivo, de acordo com os termos do contrato de transissão. O reencontro entre Anderson e Sonnen estava programado para o UFC 147, no Brasil, mas problemas com a organização levaram a revanche para a edição seguinte, nos Estados Unidos. Dana White disse lamentar a dificuldade que encontra para realizar as lutas no país, mas não titubeou e aproveitou o feriado de 4 de Julho nos EUA para atrair mais fãs para o megaevento, aproveitando a estrutura excepcional de Vegas para ocasiões desse tipo. Puxando a fila de fãs que pegaram um avião para acompanhar de perto a luta estava o ex-craque Ronaldo, que tem Anderson Silva como seu cliente na agência de marketing esportivo 9ine. Ronaldo assistiu à decisão da Copa Libertadores em um cassino e, no dia seguinte, colocou as luvas para arriscar alguns golpes com o campeão dos médios. "Ele vai acabar com esse cara logo no primeiro round", disse Ronaldo. Outro ídolo brasileiro também confirmado na torcida no MGM Grand é Kaká. Espera-se a presença de um batalhão de celebridades na luta.

Além dos famosos, outros campeões do UFC - como Júnior Cigano e Jon Jones, destaques da feira Fan Expo, que termina neste sábado - também estarão ao redor do octógono. A grande atração é a briga entre Anderson e Sonnen, mas o UFC 148 também contará com outra luta histórica: a despedida do lendário Tito Ortiz, que enfrenta Forrest Griffin em seu derradeiro desafio. "Sacrifiquei meu corpo e minha família por nove semanas para esta luta. E passei quinze anos me sacrificando por este esporte. Só tenho mais quinze minutos pela frente, e quero que meu braço seja erguido no final", avisou, prometendo uma vitória para fechar a carreira. Entre os coadjuvantes do card principal, o brasileiro Demian Maia faz sua primeira luta depois de descer de categoria. O paulista de 34 anos enfrentará o sul-coreano Dong Hyun Kim, e deve apostar em sua faixa preta de jiu-jitsu para vencer. Quando ainda lutava entre os médios, Demian Maia perdeu para Anderson Silva no UFC 112. Hoje, ele avalia que Anderson segue imbatível se o adversário não levar o combate para o chão: "Em pé, ninguém consegue vencer Anderson". Outros dois brasileiros subirão ao octógono: Fabrício Morango enfrenta Melvin Guillard e Rafaello Oliveira luta contra Yoislandy Iziquiero. Morango e Oliveira participam do card preliminar, que começa às 19h45 (no horário de Brasília). O canal por assinatura Combate transmite o evento inteiro. A Globo mostra só parte do card principal - e com atraso de cerca de uma hora, já na madrugada de domingo.

Fonte: Veja Online
  • Comentários

  • Facebook

Amanda

postado:
09/07/2012 - 12:41
perde e ainda tira sarro. ASHIOE coitado
Últimas Notícias
próximo anterior veja mais notícias
COMPARTILHE COM AMIGOS
ENVIE SEU COMENTÁRIO

Os comentários feitos por leitores são de inteira responsabilidade de seus autores.
O Portal AZ não responde pelo conteúdo postado nesse espaço.

portal az - Informação de Verdade
Todos os direitos reservados © 2000 - 2014