Justiça do Piauí condena LATAM por retirar passageira de dentro de avião sob escolta da PF

Companhia foi multada em R$ 10 mil

A 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Piauí condenou a empresa aérea LATAM, antiga TAM, ao pagamento de R$ 10 mil a Carla Morgana Dernadim pela humilhação que impôs à passageira, retirando-a de um voo sob escolta da Policia Federal.

(Foto: reprodução internet)
(Foto: reprodução internet)

Os desembargadores José James Pereira, presidente da Camara, Luiz Gonzaga Brandão e José Ribamar Oliveira entenderam que a empresa aérea impôs desconforto e humilhação à passageira Carla Morgana, obrigando-a a pesar sua mala de mão na hora do chekin. A decisão reforma sentença de primeiro grau, que havia sido contrario a passageira.  

Mesmo aceitando as exigências da companhia aérea e embarcando a aeronave, Carla foi surpreendida já dentro do avião, que deveria se retirar. Não atendendo a posição da empresa e sendo apoiada por parte dos passageiros, ela foi retirada do avião sob escolta da Polícia Federal.   

A companhia foi multada em R$ 10 mil, a titulo de danos morais.  

Mais lidas nesse momento