Cobrança de ingresso em plena avenida no Capote repercute negativamente fora do Piauí

Radialista considerou absurdo transformar evento popular em via pública em meio de vida para seus patrocinadores

A inusitada interdição de um trecho da Avenida Dom Severino para que os organizadores do Capote da Madrugada cobrassem a entrada na noite de sábado (13) acabou repercutindo negativamente.

O apresentador de um programa de rádio de Salvador (BA) considerou absurdo transformar evento popular em via pública em meio de vida para seus patrocinadores.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Já em sua coluna de segunda-feira (13), o jornalista Arimatéia Azevedo, do Portal AZ, fez contundente crítica à forma como os organizadores do evento trataram o povo, encurtando o percurso na Avenida Dom Severino e fechando o trecho com tapumes para transformar a via pública em uma arena particular para cobrar os ingressos. Veja a nota da coluna do jornalista:

Picaretagem 1
O que era para ser a festa para o povo o chamado Capote da Madrugada se transformou num fiasco. Reduziram o percurso – do Coco Bambu ao Posto 6, na Dom Severino, para que seus gananciosos organizadores cobrassem entrada num improvisado camarote feito, pasmem, em plena avenida!

Picaretagem 2
A partir daí, a banda e os carros de som do evento sumiram da avenida e quem quisesse continuar teria que pagar.

Picaretagem 3
Enganaram o povo dizendo que o tal bloco tinha a participação gratuita de quem quisesse participar. O prefeito da cidade com o candidato seu a tiracolo - desajeitado, sem saber onde estava - viu esbulharem o povo com cobrança indevida.

Picaretagem 4
Se esses organizadores querem lucrar com tais eventos que recorram aos patrocinadores.
Mentiram ao dizer que o Capote da Madrugada tinha a participação livre do povo.

Firmino
Cabe lembrar que o bloco Capote da Madrugada foi um dos 41 que receberam ajuda financeira da prefeitura. Mas não deveria, ante o fato de que se tornou uma promoção empresarial e não uma ação da comunidade.

Abaixo o áudio do radialista em Salvador:

 

Mais lidas nesse momento