Caso Décio: governadora diz não acreditar no envolvimento de ex-secretário

A governadora Roseana Sarney, que se encontra na cidade de Imperatriz, falou nesta quinta-feira (21), sobre as investigações do assassinato do jornalista Décio Sá e as suspeitas de envolvimento do deputado estadual Raimundo Cutrim no caso. A governadora diz não acreditar no envolvimento do deputado e afirma que não há nenhum tipo de proteção aos suspeitos do crime, que continuarão a ser investigados.



"A polícia continuará investigando e prendendo aqueles que forem responsáveis pelo crime. Ontem mesmo estive em reunião com o secretário (de Segurança) Aluísio Mendes, e lhe disse que temos que apertar ainda mais as investigações", detalhou Roseana. A governadora disse, ainda, que não quer chegar apenas ao mandantes do assassinato de Décio Sá, mas, também, "aos criminosos que tiram do contribuinte e do dinheiro público".

Sobre a suspeita de envolvimento do deputado estadual Raimundo Cutrim, do partido PSD, como um dos mandantes do assassinato de Décio Sá, a governadora diz não acreditar nas acusações.

"Não acredito. Raimundo Cutrim foi meu secretário de Segurança, com quem conseguí desbaratar uma quadrilha muito grande de roubo de cargas. Sempre acreditei nele como um homem sério, e sei que ele que não participa desse tipo de coisa, principalmente de assassinatos. Estamos investigando e já chegamos ao mandante do crime, ao assassino, e vamos chegar, agora, às outras ações deles", completou a governadora.

Roseana Sarney reafirmou, ainda, que o Estado está firme durante as investigações do crime e de suas consequências.

Fonte: G1

Mais lidas nesse momento