Homepage
RSS
Twitter

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Busca
publicidade

‘Estava prejudicando muita gente e teria que morrer’, diz executor de Décio

11/07/2012 • 12:34
Da Redação do Portal AZ

A sobre trabalho de investigação e denúncias foi o que provocou a morte do jornalista maranhense Décio Sá. A informação é do acusado confesso de ter praticado o homicídio, Jhonatan de Sousa e Silva. Em matéria publicada nesta quarta-feira (11), no portal Imirante.com, o suspeito afirma que o profissional da comunicação estaria atrapalhando os planos de pessoas poderosas e isso ocasionou a sua morte.

“Ele era um fuxiqueiro, metia o nariz em todo o lugar. Ele estava prejudicando muita gente e teria que morrer", disse Jhonatan de Sousa em entrevista publicada no Imirante.com.

Veja a matéria do Imirante.com:

'Era meu trabalho. Teria que morrer', diz assassino de Décio

Com exclusividade, os repórteres Alex Barbosa e César Hipólito, da TV Mirante, conversaram com Jhonatan de Sousa Silva, assassino confesso do jornalista Décio Sá, morto a tiros em um bar na Avenida Litorânea, em São Luís, no último dia 23 de abril. "Era o meu trabalho. Ele era um fuxiqueiro, metia o nariz em todo o lugar. Ele estava prejudicando muita gente e teria que morrer", disse Jhonatan na entrevista.

O criminoso foi preso no dia 5 de junho durante uma operação de combate ao tráfico de drogas e, posteriormente, a polícia confirmou ser Jhonatan de Sousa Silva o autor dos disparos que mataram Décio Sá.

Desde esta data, o criminoso está preso. No último dia 3 de julho, a polícia realizou, com a presença do assassino, a reconstituição do crime.

Na entrevista à TV Mirante, Jhonatan de Sousa Silva não demonstra nenhum tipo de remorso e confirma ser pistoleiro desde os catorze anos. Segundo a polícia, mais de quarenta pessoas já foram mortas pelo assassino. Jhonatan contou detalhes sobre o crime. "Eu entrei, ele estava sentado falando ao telefone, aí eu arranquei a pistola e ele tentou correr e eu atirei nele. Ele disse ‘Ei moço, ei moço’. Foi só o que ele disse", completa.
  • Comentários

  • Facebook

COMENTE

Seja o primeiro a comentar

Últimas Notícias
próximo anterior veja mais notícias
COMPARTILHE COM AMIGOS
ENVIE SEU COMENTÁRIO

Os comentários feitos por leitores são de inteira responsabilidade de seus autores.
O Portal AZ não responde pelo conteúdo postado nesse espaço.

portal az - Informação de Verdade
Todos os direitos reservados © 2000 - 2014