Saúde investe em assistência psicossocial e humanização em Parnaíba

Hospital Estadual Dirceu Arcoverde é piloto na implantação de projetos

O atendimento humanizado é um trabalho de valorização de todos atuantes do Sistema Único de Saúde (SUS), seja ele usuários, trabalhadores ou gestores. Com o intuito de aperfeiçoar esse atendimento, o Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA), em Parnaíba, é o primeiro do Piauí a aderir ao Projeto Acolhe SUS junto ao Ministério da Saúde.   

Foto: James Almeida
Foto: James Almeida

O intuito é que todas as Unidades de Saúde estaduais adotem esse projeto, sendo o HEDA o hospital piloto no Piauí, como explica o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, que participou na quinta-feira (16) da oficina ‘Acolhe SUS, releitura da humanização com foco no acolhimento com classificação de risco’, marcando o início Projeto no Piauí. Na ocasião foi assinado o termo de cooperação entre Ministério da Saúde, Secretaria de Saúde e HEDA.

O projeto Acolhe SUS está dentro da política nacional de humanização. “São feitas oficinas e discussões com os profissionais de saúde para a incorporação de técnicas e procedimentos que tornem o atendimento mais humanizado, desde a primeira avaliação do paciente até o acompanhamento mesmo tendo alta. O projeto piloto no Estado está envolvendo as secretarias municipais de saúde de toda a Planície Litorânea”, disse Adrizia Fontenele, diretora do HEDA.

Mais investimentos para a Assistência Psicossocial

Também em Parnaíba foram discutidas diversas ações para assistência à saúde mental. Serão implantados leitos da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) para o Hospital Dirceu Arcoverde (HEDA). Além disso, em parceria com a Universidade Federal do Piauí (UFPI), campus Parnaíba, será implantado o programa de residência médica para dar suporte a essa estrutura, que será referência para toda região norte do Piauí e para outros Estados que o HEDA também atende.

A gerente de Saúde Mental do Estado, Gisele Martins, comenta que o Plano Estadual de prevenção e Posvenção ao Suicídio será organizado e implantado primeiramente na região de Parnaíba, sendo o plano piloto do Estado,  envolvendo profissionais da atenção básica, hospitais, urgência e emergência, corpo de bombeiros, polícia militar, movimentos sociais, ONGS e Universidades. As ações começam a ser implantadas início do próximo ano. 

O HEDA é referência para toda região da Planície Litorânea e Cocais, são mais de 40 municípios atendidos diretamente pelo hospital, além de outros estados que recorrem ao Hospital Estadual . “É um hospital estratégico, com profissionais especialistas que buscam atender melhor a população, a Secretaria de Estado da Saúde investe cada vez mais em melhorias para tornar o Hospital de Referência mais resolutivo”, completa Florentino Neto.