Homepage
RSS
Twitter

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Busca
publicidade

PF confirma morte de sete durante tentativa de assalto ao Bradesco

02/03/2010 • 16:10

Atualizada às 22h

Superintendente da PF, Fernando Segóvia, confirmou que seis bandidos foram mortos, três presos e um ainda está foragido. 


Os assaltantes "tombaram" dentro da agência

Fernando Segóvia, retificou agora à noite a informação anterior e confirmou a morte de seis bandidos durante a operação que frustrou o assalto à agência do Bradesco do município de Santa Luzia do Paruá (370 km de São Luís). Por volta das 14h, o número de seis bandidos mortos havia sido confirmado pelo comandante do Grupo Tático Aéreo (GTA). De acordo com Segóvia, outros três criminosos estão presos. Um deles está ferido gravemente. Um décimo integrante da quadrilha ainda está foragido. 

Além dos bandidos, um funcionário do Bradesco, identificado como Jefferson, que trabalhava como vigilante, foi morto durante a operação. Ele foi baleado na cabeça. A gerente do Bradesco de Santa Luzia do Paruá, identificada apenas como Sandra foi baleada no pé. 

De acordo com Segóvia, a PF já acompanhava os movimentos dessa quadrilha, formada por 10 pessoas, há alguns meses, em parceria com a Superintendência da Polícia Federal do Pará. Outras quadrilhas também estão sendo monitoradas pela PF do Maranhão em parceria com a Superintendência do Piauí. 

A Polícia Militar do Maranhão participou da operação. A PM deu apoio para a PF, fechando a área onde haveria a ação e assim evitou que a população ficasse na área de ação do tiroteio entre PF e o bando de assaltantes.


Atualizada às 17h

Em entrevista concedida no final da tarde, o superintendente da Polícia Federal no Maranhão, Fernando Segóvia, confirmou a morte de sete pessoas (seis bandidos e um bancário) na tentativa de assalto à agência do Bradesco, de Santa Luzia do Paruá.
 
O funcionário do banco,foi identificado como Jefferson. As mortes ocorreram durante ação criminosa, frustrada por uma operação da PF com o apoio da Polícia Militar do Maranhão. O bando era monitorado pela Federal desde o último domingo. 

Os assaltantes teriam invadido a agência por volta das 12h. Eles fizeram o funcionários e clientes de reféns. Porém, foram surpreendidos por homens da Polícia Federal. 

Houve troca de tiros, e no confronto com a Polícia os seis bandidos morreram. O bancário Jefferson, trabalhava como caixa do banco. Ele foi morto com um tiro na cabeça. A vítima ainda teria sido transferido para Encruzo e depois para São Luís, mas morreu durante. 

Outros três integrantes da quadrilha foram presos (um deles está gravemente ferido). Um décimo integrante da quadrilha permanece foragido.

A gerente do banco, identificada como Sandra, também foi atingida durante o tiroteio. Porém, ela não corre disco de morte, pois o tiro atingiu apenas o pé da gerente. 

De acordo com Fernando Segóvia, superintendente da Polícia Federal no Maranhão, a PF já acompanhava os movimentos dessa quadrilha, formada por 10 pessoas, há alguns meses, em parceria com a Superintendência da Polícia Federal do Pará. Outras quadrilhas também estão sendo monitoradas pela PF do Maranhão em parceria com a Polícia Federal do Piauí.

Atualizada às 16h51

O superintendente da Polícia Federal no Maranhão, Fernando Segóvia, retificou a informação anterior e confirmou a morte de seis bandidos durante a operação que frustrou o assalto à agência do Bradesco do município de Santa Luzia do Paruá (370km de São Luís). Por volta das 14h, o número de seis bandidos mortos havia sido confirmado pelo comandante do Grupo Tático Aéreo (GTA). De acordo com Segóvia, outros três criminos estão presos, entre eles, um está ferido gravemente. Um décimo integrante da quadrilha ainda está foragido.

Além dos bandidos, um funcionário da agência, identificado como Jefferson, que trabalhava como caixa, foi morto durante a operação, após ser baleado na cabeça. A gerente do Bradesco de Santa Luzia do Paruá foi baleada no pé.

De acordo com Segóvia, a PF já acompanhava os movimentos dessa quadrilha, formada por 10 pessoas, há alguns meses, em parceria com a Superintendência da Polícia Federal do Pará. Outras quadrilhas também estão sendo monitoradas pela PF do Maranhão em parceria com a do Piauí.

Em relação à participação da Polícia Militar do Maranhão na operação, Fernando Segóvia informou que ela deu apenas um apoio para a PF, fechando a área onde haveria a ação.


foto: Reprodução/Imirante.com

PF mata cinco bandidos durante tentativa de assalto ao Bradesco


O superintendente da Polícia Federal no Maranhão, Fernando Segóvia, confirmou, na tarde desta terça-feira, 2, a morte de cinco bandidos durante a operação que frustrou o assalto à agência do Bradesco do município de Santa Luzia do Paruá (370km de São Luís). Outros três criminosos foram presos e dois fugiram. Uma equipe da PF está na busca pelos fugitivos, para tentar prendê-los ainda hoje.

Um dos três bandidos presos pela PF está gravemente ferido e já foi levado para o hospital da cidade. Médicos legistas também estão no município.

De acordo com Segóvia, a PF já acompanhava os movimentos dessa quadrilha, formada por 10 pessoas, há alguns meses, em parceria com a Superintendência da Polícia Federal do Pará. Outras quadrilhas também estão sendo monitoradas pela PF do Maranhão em parceria com a do Piauí.

fonte: www.oimparcialonline.com.br

Em relação à participação da Polícia Militar do Maranhão na operação, Fernando Segóvia informou que ela deu apenas um apoio para a PF, fechando a área onde haveria a ação.

De acordo com informações da Polícia Federal (PF) o bando era formado por aproximadamente dez pessoas e estava sendo monitorado desde o último domingo, devido às suspeitas de envolvimento com assaltos a bancos em todo o estado. A operação contou com o apoio da Polícia Militar e do Grupo Tático Aéreo (GTA).

Segundo Fernando, policial militar envolvido na operação, quando eles chegaram ao banco a PF fez a abordagem que resultou em troca de tiros. Três membros da quadrilha acabaram mortos antes mesmo de conseguirem entrar no estabelecimento bancário. Os demais criminosos conseguiram entrar e fizeram funcionários e clientes de reféns.
 
fonte: www.oimparcialonline.com.br


























Informação: imirante. com

  • Comentários

  • Facebook

Humanos

postado:
15/04/2010 - 15:48
É o pior e os PFs serem processados por fazer seu trabalho, pior quando eles morrem familia não recebe nada.

WILSON

postado:
03/03/2010 - 09:10
SÓ FALTA ESSES BRAVOS POLICIAIS SEREM PROCESSADOS POR ESSES DESOCUPADOS QUE FAZEM PARTE DOS DIREITOS HUMANOS. PARABENS PF. VCS SÃO 10.

ferthe@hotmail.com

postado:
02/03/2010 - 21:38
Parabéns para a Policia Federal e parabéns para quem "bateu" a foto dos bandidos mortos jogados no carro. Que sirva de exemplo. Meus sentimentos aos familiares do Bancário.

Oliveira

postado:
02/03/2010 - 21:11
Parabéns à PF e a toda a PMMA, pois a força policial não pode perder essa guerra contra os criminosos...

Eu

postado:
02/03/2010 - 20:10
Pena a morte do bancário, mas o resto, todos pro inferno que é lugar de bandido.

RODRIGO ANDRADE

postado:
02/03/2010 - 18:48
Pena que morreu um inocente, mas é assim que se trata bandido. Parabéns a polícia por mandar 6 vagabundo mais cedo pro inferno!

Skol

postado:
02/03/2010 - 18:44
Se existisse pena de morte no Brasil, esses bandidos e muitos outros estavam no corredor da morte esperando a execussão. Não estavam causando prejuizo financeiro e de vidas a nação.

Jorge Alves

postado:
02/03/2010 - 16:20
Parabens PF, só lamento pelos que fugiram e as balas que foram desperdiçadas. Bandido bom são os mortos. Salve a PF.
Últimas Notícias
próximo anterior veja mais notícias
COMPARTILHE COM AMIGOS
ENVIE SEU COMENTÁRIO

Os comentários feitos por leitores são de inteira responsabilidade de seus autores.
O Portal AZ não responde pelo conteúdo postado nesse espaço.

portal az - Informação de Verdade
Todos os direitos reservados © 2000 - 2014