Homepage
RSS
Twitter

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Busca
publicidade

É piauiense um dos delegados mortos no acidente com helicóptero em Goiás

08/05/2012 • 20:07
O delegado Antônio Gonçalves, um dos oito mortos na queda do helicóptero Coala da Polícia Civil de Goiás, ocorrido hoje na zona rural em Piranhas, é natural do Piauí. Gonçalves, desfrutava de muito prestígio em Goiania. A informação do acidente foi confirmada, em pronunciamento oficial, pelo secretário de Segurança Pública João Furtado Neto.

Oito pessoas que estavam na aeronave morreram entre elas, Aparecido Souza Alves, acusado de ser autor da chacina que matou sete pessoas semana passada naquele Estado.

Segundo o portal Goiás Net, entre os ocupantes estariam os delegados Jorge Moreira, Antônio Gonçalves, Vinicius Batista, o piloto e co-piloto e também delegados Osvalmir Carrasco e Bruno Carneiro, além do acusado Aparecido Souza Alves e outros dois agentes ainda não identificados. Os nomes, entretanto, ainda não foram confirmados pela Polícia Civil.

Helicópteros do Corpo de Bombeiros de Goiânia e Iporá se deslocaram até o local do acidente.

O helicóptero era um dos dois utilizados nos trabalhos de reconstituição da chacina em que sete pessoas foram degoladas em uma fazenda do município de Doverlândia, no último dia 28.

Ao confirmar ao Portal AZ, pelo telefone, a morte do delegado Antônio Gonçalves, o empresário goiano Marco Antônio Gomes disse que Gonçalves, seu amigo particular, desfrutava de muito prestígio na sociedade de Goiania. Marco Antônio sentiu muito a morte do amigo.

Repórteres do Portal AZ ainda não conseguiram contato com a família do delegado Antônio Gonçalves, em Teresina.

O assassino confesso das vítimas, Aparecido Alves Soude, de 22 anos, participou da primeira fase da reconstituição do crime na quinta-feira da semana passada e viajou novamente de helicóptero ao local do crime para reproduzir os fatos relacionados aos outros cinco assassinatos aos peritos criminais.

Na primeira fase da reconstituição, Aparecido contou como matou o dono da fazenda, Lázaro Oliveira Costa, de 57, e o filho dele, Leopoldo Rocha Costa, de 22.

Com informações do www.goiasnet.com
  • Comentários

  • Facebook

Jaqueline Paixão

postado:
11/05/2012 - 11:32
Tio sua partida deixou uma eterna saudade.Saudade de sua presença ao nosso lado,momentos de felicidade que passamos . A despedida foi repentina e sem volta hoje você esta na companhia de Deus e vive em nossas lembranças com amor. A saudade maltrata, pois sua falta dói, apesar dessa falta sei que estas bem,sei que você alcançou a paz eterna. Um dia nos encontraremos novamente e essa saudade que hoje me faz chorar no momento desse reencontro sei que nossas almas serão pura felicidade...

Letícia

postado:
09/05/2012 - 20:34
fico muito triste com o que aconteceu com os delegados,e um deles e um piauiense como eu.................nao tenho nem o q falar,só q deus os recebas de braços abertos e força a todas as familias das vitimas.
Últimas Notícias
próximo anterior veja mais notícias
COMPARTILHE COM AMIGOS
ENVIE SEU COMENTÁRIO

Os comentários feitos por leitores são de inteira responsabilidade de seus autores.
O Portal AZ não responde pelo conteúdo postado nesse espaço.

portal az - Informação de Verdade
Todos os direitos reservados © 2000 - 2014