Polícia prende quadrilha especializada em golpe contra empresários

Estelionatários se passavam por funcionários da Receita Federal e foram presos em hospital de Teresina

Três homens foram presos nesta sexta-feira (14) pela Polícia Civil do Piauí, acusados de praticar estelionato contra pelo menos três empresas no estado. A quadrilha foi presa em flagrante em Teresina, quando tentava aplicar um golpe, de cerca de R$ 30 mil, contra uma empresa de refrigeração, com sede em Parnaíba.

De acordo com a polícia, os integrantes da quadrilha enganam as vítimas se passando por servidores da Receita Federal, inclusive mostrando documentos falsos com informações do órgão. O golpe consiste em oferecer a empresas produtos supostamente apreendidos pela Receita, por um preço mais barato do que o oferecido no mercado. Os falsos funcionários recebem o dinheiro e nunca entregam os produtos para as vítimas.

Documento utilizado pelos estelionatários
Documento utilizado pelos estelionatários

Segundo o agente de Polícia Civil Cleomar Brito, a negociação com a empresa de refrigeração já acontecia há algum tempo, e os empresários vieram para Teresina apenas para fechar a venda dos produtos. “Veio uma moça e o cunhado dela, e eles já estavam com o dinheiro em mãos, para repassar para a quadrilha. Como a abordagem e entrega do dinheiro ia ser feita dentro de um hospital da capital, eles acharam estranho e procuraram a polícia”, informou.

A entrega do dinheiro ia acontecer dentro do Hospital Santa Maria, no Centro de Teresina. De acordo com o policial Cleomar Brito, essa prática de estelionato é comum, já que eles conseguem sair com a quantia em dinheiro sem serem percebidos.  

Acusados: Tonildo Pereira de Sousa, Alex Miguel de Jesus e Vladimir Moreira dos Santos
Acusados: Tonildo Pereira de Sousa, Alex Miguel de Jesus e Vladimir Moreira dos Santos

Os acusados foram identificados como Tonildo Pereira de Sousa, Alex Miguel de Jesus e Vladimir Moreira dos Santos.  A equipe de investigação do 1°Distrito Policial conseguiu abortar o golpe ainda dentro do hospital. “A polícia estava atenta e a vítima não chegou a entregar o dinheiro. Eles foram presos no local e não reagiram a prisão”, informou.

Eles foram presos e encaminhados à Central de Flagrantes de Teresina. Os integrantes da quadrilha confessaram o crime e falaram ainda de outros crimes cometidos. “Disseram que aqui em Teresina já aplicaram golpes em uma empresa de pneus, cerca de R$ 40 mil, e em uma empresa de bebidas, R$18 mil”, finalizou.

Mais lidas nesse momento