Polícia deflagra operação e desarticula organização criminosa envolvida em explosões a bancos

A operação tem o intuito de cumprir nove mandados de prisão temporária e 13 mandados de buscas e apreensões

A Polícia Civil do Estado  deflagrou, na manhã desta quarta-feira(22/11), a Operação Tinguis, no intuito de dar cumprimento a 09 mandados de prisão temporária e 13 mandados de buscas e apreensões, sendo 08 em Teresina/PI, 01 em Jerumenha/PI, 03 em Timon/MA e 01 em Parnarama/MA.

A Operação Tinguis visa desbaratar organização criminosa envolvida em explosões a instituições financeiras. Entre os crimes praticados pela organização criminosa investigada estão as explosões dos postos de atendimento do Banco Bradesco dos municípios de Jerumenha-PI e Marcos Parente-PI (13/09/17), Caixa Econômica Federal de Timon-MA (28/08/17) e Bradesco de Duque Bacelar-MA (07/11/17).

Foto: Polícia Civil
Foto: Polícia Civil

Entre os integrantes da quadrilha estão Diego Henrique da Silva Moura, Warlon Thierri de Sousa Pinto e Cláudio Silvano de Oliveira Lopes de Miranda, os quais foram presos em flagrante delito no dia 19 de setembro de 2017, em Teresina-PI, pelo GRECO, após terem sido abordados com explosivos, armas de fogo e drogas.

Apesar de parte da organização criminosa ter sido presa, não se cessou o planejamento de ações ilícitas, entre elas se destaca a que ocorreu no dia 07 de novembro de 2017, em Duque Bacelar-MA, onde um dos investigados, identificado como Eulaniel da Cruz Sousa, , vulgo Niel, fora morto em confronto com a polícia, após explodir o Banco Bradesco daquele município.

Foto: Polícia Civil
Foto: Polícia Civil

O nome da operação é em homenagem ao município de Marcos Parente-PI, que foi fundado no lugarejo conhecido como Tinguis.

Dos nove mandados foi dado cumprimento já em sete mandados de prisão. Três já estavam presos e foram presos agora pela manhã  outras quatro pessoas, um (em Jerumenha) e dois em Teresina. Equipes em campo para prender os outros dois.

 

Mais lidas nesse momento