Dentista acusada de racismo é colocada em liberdade

Delzuíte Ribeiro de Macêdo foi posta em liberdade devido ao fim do prazo da prisão provisória, que é de cinco dias

A dentista Delzuíte Ribeiro de Macêdo, acusada de racismo, foi colocada em liberdade neste sábado (21/04). A dentista da cidade de São Raimundo Nonato foi presa na terça-feira (17/05), em uma casa de professores no Centro de Teresina. A dentista já tinha fugida de São Raimundo Nonato e estava com passagem comprada para São Paulo.

Delzuite Ribeiro de Macedo. Foto: Reprodução/Facebook
Delzuite Ribeiro de Macedo. Foto: Reprodução/Facebook

De acordo com delegado Emir Maia, gerente de policiamento do interior, Delzuíte Ribeiro de Macêdo foi posta em liberdade devido ao fim do prazo da prisão provisória, que é de cinco dias. Assim, a dentista foi posta em liberdade no sábado.

A investigação foi concluída e o inquérito será encaminhado a Justiça.

Entenda o caso

A dentista Delzuíte Ribeiro de Macêdo passou a ser investigada pela Polícia Civil do município de São Raimundo Nonato acusada de racismo em postagens na sua rede social.

A dentista escreve que se sente agradecida por seu ex-marido ser branco de olhos claros e por ter um filho também com as mesmas características, porém Delzuíte Ribeiro de Macêdo nega que isso seja preconceito, mas apenas um gosto pessoal.

“E se que não querer misturar o meu sangue for ‘preconceito’ sim eu sou ‘preconceituosa’, mas abraço e beijo meus amigos de outras cores e coloridos. Mas escolhi o dedo com quem me misturar os A+ e O+. Espero que isso seja gosto e não preconceito, né?”, comenta a acusada.

Com as publicações, a polícia recebeu denúncias contra a dentista e abriu um inquérito para investigar o caso. O último relato de racismo foi contra a filha de outra dentista, conhecida de Delzuíte, em que a mulher chegou até a sofrer agressão da acusada. Uma advogada, vítima das agressões também denunciou as ofensas.

A população de São Raimundo Nonato se mostrou indignada com as declarações de racismo da suspeita, principalmente contra a filha recém-nascida de uma das vítimas.

 

 

 

Mais lidas nesse momento