Marina pede afastamento do Senado até 17 de junho

Presidenciável pede licença para se dedicar à sua pré-campanha
Presidenciável pede licença para se dedicar à sua pré-campanha


A pré-candidata do PV à Presidência, senadora Marina Silva (AC), encaminhou nesta quinta-feira (29) à Mesa Diretora do Senado um pedido de licença que se estende até o dia 17 de junho. A justificativa de Marina para fazer a solicitação, segundo nota divulgada em seu site pessoal, são as tarefas que lhe foram confiadas pelo partido, como a reestruturação do programa do PV e a elaboração de um plano de governo para as eleições de outubro.

A pré-candidata afirma que este processo "exigirá determinado grau de dedicação e tempo, o que poderia prejudicar o seu desempenho no mandato de senadora", e diz que poderá retornar ao Senado a qualquer momento, antes da data prevista. Seu afastamento não trará ônus para a Casa.

O pedido de Marina tem como base o artigo 43, parágrafo II, do Regimento do Senado, que permite o afastamento do parlamentar por até 120 dias, para tratar de interesses particulares.

Mais lidas nesse momento