RSS
Twitter
WhatsApp do Portal AZ86 9981.8563
Busca
publicidade

Mesa Diretora quer restringir uso de minissaia e decote na Câmara

02/09/2015 • 16:25
A pedido de deputadas incomodadas com uso de minissaia e decotes na Câmara, a Mesa Diretora vai elaborar um projeto para impor um “dress-code”, espécie de código de vestimenta, na Casa. O primeiro-secretário, deputado Beto Mansur (PRB-SP), disse que vai elaborar um projeto com regras para “evitar excessos” e submeterá a proposta aos demais dirigentes da Câmara.

“Houve um pedido para fazer uma regra de vestimenta aqui na Casa. Queremos manter a liberdade de ir e vir das pessoas, mas com regras", disse o parlamentar, destacando que o "público alvo é o feminino".

O pedido para limitar o uso de trajes “mais sensuais” foi feito por um grupo de deputadas liderado pela parlamentar Cristiane Brasil (PTB-RJ). Atualmente os homens são obrigados a transitar pelo Salão Verde e plenário com terno e gravata. Não há regras para as mulheres.

No Judiciário, existem exigências tanto para homens quanto para mulheres. No Supremo Tribunal Federal, por exemplo, os homens precisam usar terno e gravata, enquanto as mulheres precisam usar blazer, calça social ou saias que não sejam muito curtas.

Beto Mansur disse que não pretende fazer muitas exigências quanto à formalidade no jeito de vestir e que levará em conta o “clima” de Brasília. “Claro que teremos preocupação com o calor e o tempo seco de Brasília. Mas sou parlamentar no quinto mandato e vejo que existem excessos. Vamos pensar em regras, ver como funciona na iniciativa privada, nos tribunais, e demais órgãos públicos”, afirmou.

G1A pedido de deputadas incomodadas com uso de minissaia e decotes na Câmara, a Mesa Diretora vai elaborar um projeto para impor um “dress-code”, espécie de código de vestimenta, na Casa. O primeiro-secretário, deputado Beto Mansur (PRB-SP), disse que vai elaborar um projeto com regras para “evitar excessos” e submeterá a proposta aos demais dirigentes da Câmara.

“Houve um pedido para fazer uma regra de vestimenta aqui na Casa. Queremos manter a liberdade de ir e vir das pessoas, mas com regras", disse o parlamentar, destacando que o "público alvo é o feminino".

O pedido para limitar o uso de trajes “mais sensuais” foi feito por um grupo de deputadas liderado pela parlamentar Cristiane Brasil (PTB-RJ). Atualmente os homens são obrigados a transitar pelo Salão Verde e plenário com terno e gravata. Não há regras para as mulheres.

No Judiciário, existem exigências tanto para homens quanto para mulheres. No Supremo Tribunal Federal, por exemplo, os homens precisam usar terno e gravata, enquanto as mulheres precisam usar blazer, calça social ou saias que não sejam muito curtas.

Beto Mansur disse que não pretende fazer muitas exigências quanto à formalidade no jeito de vestir e que levará em conta o “clima” de Brasília. “Claro que teremos preocupação com o calor e o tempo seco de Brasília. Mas sou parlamentar no quinto mandato e vejo que existem excessos. Vamos pensar em regras, ver como funciona na iniciativa privada, nos tribunais, e demais órgãos públicos”, afirmou.

G1
  • Comentários

  • Facebook

COMENTE

Seja o primeiro a comentar

Últimas Notícias
próximo anterior veja mais notícias
COMPARTILHE COM AMIGOS
ENVIE SEU COMENTÁRIO
* Por favor, digite as duas palavras abaixo no campo indicado.
Esse procedimento garante a autenticidade da sua mensagem, obrigado!

Os comentários feitos por leitores são de inteira responsabilidade de seus autores.
O Portal AZ não responde pelo conteúdo postado nesse espaço.

portal az - Informação de Verdade
Todos os direitos reservados © 2000 - 2015