RSS
Twitter
WhatsApp do Portal AZ86 9981.8563

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Busca
publicidade

Sony aposta em integração com PS4 para impulsionar smartphone e tablet

02/03/2015 • 11:04
A Sony lançou nesta segunda-feira (2) um novo smartphone a prova d'água com a novidade de ter processador mais rápido de oito núcleos e um novo tablet com tela de altíssima resolução. A empresa, que abandonou no ano passado seu negócio de PCs, agora aposta suas fichas na integração com o mundo dos videogames e na sua linha de consoles, o PlayStation, para fazer as vendas deslancharem.

Presidente da Sony Mobile Brasil, Ricardo Junqueira, na Mobile World Congress (MWC). (Foto: Helton Simões Gomes/G1)

"Principalmente com o PlayStation, a gente vê que o consumidor é fanático", afirmou ao G1 o presidente da Sony Mobile no Brasil, Ricardo Junqueira, no Mobile World Congress (MWC), a maior feira de telecomunicações do mundo, que começou nesta segunda em Barcelona, na Espanha, e vai até quinta-feira (5).

"A partir do momento que você tem um aparelho como esse e sua esposa quer assistir a novela e você estava jogando PS4 naquela TV, você vai liberar a TV para continuar a jogar o mesmo game exatamente do ponto em que parou. É um apelo muito forte. Sem dúvida nenhuma, vai fazer com que o cara considere a compra do aparelho."

"É cada vez mais importante mobile game. Já existe uma integração tanto de hardware quanto de software", diz. É possível, por exemplo, conectar celulares Xperia a controles do PS4.

A aposta em conectar as várias experiências móveis dentro da empresa não acaba no PlayStation. Recentemente, a Sony anunciou que o Spotify irá integrar sua loja digital.

À prova d'Água
O Xperia M4 Aqua tem resistência à água. Possui boas câmeras, de 13 MP (traseira) e 5 MP (dianteira). Já o tablet Xperia M4 é equipado com processador Qualcomm Snaldragon 615.

O preço do celular deve ficar "entre R$ 1 mil e R$ 1,5 mil", diz Junqueira. Essa faixa de preço faz a Sony classificar o aparelho como "super médio", pois não chega a custar tanto quanto os smartphones topo de linhas apesar de ter especificações boas. Para Junqueira, o ano de 2014 mostra que é possível vender celulares a esses valores.

"No ano passado, o crescimento que cresceu foi o dos produtos entre R$ 699 e R$ 899", diz. "Foi bom porque mostrou que o consumidor brasileiro está disposto a pagar um pouco mais. O cara que pagava 499 passou a pagar um pouco mais."

Se os indicadores mostram que a Economia anda ruim, não chega a tirar o sono da indústria de aparelhos móveis. "Olha, felizmente eu vendo smartphone e smartphone ainda é um objeto de desejo fortíssimo."

G1
  • Comentários

  • Facebook

COMENTE

Seja o primeiro a comentar

Últimas Notícias
próximo anterior veja mais notícias
COMPARTILHE COM AMIGOS
ENVIE SEU COMENTÁRIO

Os comentários feitos por leitores são de inteira responsabilidade de seus autores.
O Portal AZ não responde pelo conteúdo postado nesse espaço.

portal az - Informação de Verdade
Todos os direitos reservados © 2000 - 2015