RSS
Twitter
WhatsApp do Portal AZ86 9981.8563
Busca

Fies e Pronatec terão novas vagas no 2º semestre, diz ministro

23/05/2016 • 15:58
O Ministério da Educação (MEC) informou nesta segunda-feira (23) que novas vagas do Fies e do Pronatec serão abertas ainda no segundo semestre.

Em nota, o ministro Mendonça Filho afirmou que encontrou o Fies sem recursos para novas vagas, mas "negociou com o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão a liberação necessária para garantir as inscrições no segundo semestre deste ano".

O MEC prevê, até o fim de junho, anunciar o processo das novas inscrições do Fies para este ano.

"Com relação ao Pronatec, o ministro confirma que o governo de Dilma Rousseff deixou o programa sem orçamento para 2016. Mas reafirma que ele não será interrompido. O MEC busca outra solução com o Sistema S, o que vai assegurar as vagas", informou o MEC, em nota.

Análise da gestão anterior
Na sexta-feira (20), o MEC decidiu não assinar contrato com o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) – organização social vinculada à Universidade de Brasília (UnB) para gestão do Enem.

O ministro afirmou que, assim como foi feito neste caso, outras decisões tomadas ao fim da gestão anterior estão sob avaliação técnica e jurídica. "Significaria o esvaziamento do Inep. (...) Entendemos que seria melhor preservar o Inep", disse o ministro sobre o contrato.

G1

Enem 2016 tem 9,2 milhões de inscritos; boleto vence dia 25

23/05/2016 • 15:36
O Exame Nacional do Ensino Médio ( Enem ) 2016 teve 9.276.328 inscrições. O prazo se encerrou na sexta-feira (20). Agora, os inscritos terão até quarta-feira (25) para pagar o boleto com a taxa de inscrição e ter suas inscrições confirmadas.

http://cnews.com.br/content/images/sites/Enem(2).jpg

Na história do exame, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o número alcançado neste ano é o segundo maior na história do exame, ficando atrás apenas de 2014, quando 9,4 milhões se inscreveram.

Em 2015 foram 8,4 milhões de inscritos, dos quais 7,7 milhões confirmaram as inscrições (com o pagamento do boleto ou obtenção da isenção da taxa). Ao fim daquele ano, 5,7 milhões fizeram as provas do exame.

Para que serve o Enem
As notas do Enem podem ser usadas por quem tem mais de 18 anos para obter a diploma do ensino médio. Também são exigidas para o candidato que pretende uma bolsa de estudos pelo ProUni ou financiamento estudantil pelo Fies.

O Ciência sem Fronteiras é outro programa federal que pede boas notas no exame nacional como critério de seleção.

VEJA ABAIXO AS FUNÇÕES DO ENEM

Seleção para universidades
As notas do Enem são usadas para selecionar alunos para as vagas em universidades federais e outras instituições de ensino.

As universidades podem usar o Enem como único método de seleção, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), ou fazer uma combinação entre as notas do Enem e seu vestibular próprio. O Sisu já recebeu a adesão da maioria das universidades e institutos federais e, na última edição, ofereceu mais de 205 mil vagas.

Programa Universidades Para Todos (Prouni)
Para disputar uma bolsa de estudos do Prouni, que varia de 50% a 100% do curso de uma instituição de ensino superior privada, o candidato precisa ter obtido nota mínima de 450 pontos no Enem e não pode ter zerado a redação. Na última edição do programa, foram ofertadas 213.113 bolsas em 1.117 instituições.

Financiamento Estudantil (Fies)
Estudantes que concluíram o ensino médio a partir de 2010 e querem solicitar o Fies devem ter feito Enem, caso contrário, não poderão solicitar o benefício. A partir deste ano, o candidato precisa ter obtido 450 pontos no exame nacional e não pode ter zerado a redação.

Pelo Fies é possível financiar os cursos de graduação bem avaliados junto ao MEC. A taxa de juros é de 3,4% ao ano para todos os cursos. Ele pode ser solicitado pelo estudante em qualquer etapa do curso e em qualquer mês.

Seleção para ensino técnico (Sisutec)
Quem estiver interessado em uma vaga gratuita de cursos técnicos oferecidos em instituições públicas e privadas pelo Sisutec deverá ter feito as provas do Enem. As notas no exame serão usadas para classificação dos concorrentes.

Ciência Sem Fronteiras
O programa do governo federal oferece bolsas de estudo para intercâmbios no exterior destinado a alunos de graduação e pós. Para participar da seleção de bolsas durante a graduação, é preciso ter feito qualquer edição do Enem a partir de 2009 e conseguido a média mínima de 600 pontos. Os candidatos também são avaliados de acordo com seu aproveitamento acadêmico na universidade.

Certificação para o Ensino Médio
Quem tem no mínimo 18 anos e não concluiu o ensino médio pode conseguir a certificação por meio do Enem. A pontuação mínima é 450 pontos em cada uma das áreas de conhecimento e 500 pontos na redação.

G1

MEC susta contrato para 'transferir controle' do Enem; ex-ministro reage

21/05/2016 • 18:33
O Ministério da Educação informou neste sábado (21) que o novo titular da pasta, Mendonça Filho (DEM), decidiu não assinar um contrato que havia sido elaborado na gestão do ex-ministro Aloizio Mercadante (PT).

A informação foi divulgada pelo jornal "O Estado de S. Paulo". O objetivo do contrato, segundo o governo, é "transferir todo o controle" do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), órgão do ministério, para o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) – organização social vinculada à Universidade de Brasília (UnB).

Mendonça Filho tomou posse no último dia 12, a convite do presidente em exercício Michel Temer (PMDB), que assumiu o posto após o Senado decidir a afastar a presidente Dilma Rousseff por meio do processo de impeachment. Dilma permanecerá afastada por até 180 dias, enquanto os senadores julgarão se ela cometeu ou não crime de responsabilidade.

De acordo com o MEC, Mendonça Filho decidiu rejeitar o contrato, no valor de R$ 2,9 bilhões, após analisar três pareceres emitidos por técnicos tanto do ministério quanto do Inep. Segundo a assessoria do ministro, dois desses relatórios eram contra o termo aditivo e um, a favor.

Na avaliação do ministro, a medida, se concretizada, "esvaziaria" o Inep. De acordo com o Ministério da Educação, a organização do Enem permanecerá com o mesmo modelo.
Mercadante contesta
Procurada pelo G1, assessoria de Aloizio Mercadante afirmou, por meio de nota, que a medida que estava em andamento não passaria o controle do Enem para "qualquer instituição privada".

Além disso, segundo a assessoria do petista, na prática, se o contrato fosse assinado, a única mudança seria a de que, em vez de contratar o Cebraspe a cada prova organizada pelo Inep, a instituição poderia, com um único contrato, organizar várias provas.

"A previsão de assinatura de contrato de gestão entre o Inep e o Cebraspe não pretende passar o controle do Enem ou de qualquer outro exame realizado pelo Ministério para qualquer instituição terceirizada", diz a nota.

"Ao contrário do divulgado, a opção pelo contrato de gestão visa dar mais autonomia e mais poder de decisão para o Inep. Por isso, [há] a previsão da possibilidade de retenção de pagamentos (poder de glosa) em caso de não cumprimento das determinações do Inep na realização desses exames", acrescenta.

Na nota, a assessoria disse também que, em reuniões recentes com servidores do Inep, Mercadante "sempre" afirmou sua intenção em "fortalecer" a instituição vinculada ao MEC.

"Também sempre foi colocado que, em caso de assinatura do contrato de gestão com o Cebraspe, o Inep e o Ministério da Educação continuariam responsáveis por toda inteligência e pelo controle do processo de realização do Enem e mais exames", concluiu a nota.


G1

Senac abre inscrições para processo seletivo externo no Piauí

19/05/2016 • 15:52

O Senac lançou, nesta quinta-feira (19), três editais de processo seletivo externo para as cidades de Teresina, Parnaíba, Picos, Valença e Barras. Estão sendo ofertadas mais de 20 vagas, além da formação de cadastro de reserva para cargos administrativos e de instrutor de educação profissional na modalidade horista.de educação profissional na modalidade horista.

 

As inscrições são de 19 de maio a 03 de junho, feitas exclusivamente pelo website www.seletivo.pi.senac.br. Para a homologação, o candidato deve apresentar comprovante de inscrição impresso, documento de identificação original com foto, CPF e realizar a doação de quatro latas de leite 400 gramas para cargos de nível médio e duas latas de leite de 400 gramas para nível superior, preferencialmente desnatado ou semi-desnatado.


O processo seletivo consta de três etapas: prova objetiva, prova didática (apenas para cargos de instrutor), análise curricular e entrevista. A prova está prevista para o dia 12 de junho de 2016, das 09h às 10h30. O edital e a ficha de inscrição encontram-se disponíveis no website seletivo.pi.senac.br.


Mais informações: 3228-9500.

José Arimatéia é reeleito reitor da UFPI

19/05/2016 • 09:00
Por Valéria Amorim

O reitor da Universidade Federal do Piauí, José Arimatéia Dantas Lopes, foi reeleito nesta quarta-feira (18) para continuar assumindo a Instituição durante o quadriênio 2016-2020. Ele e a vice-reitora Nadir Nogueira receberam mais de 80% dos votos.



A apuração dos votos aconteceu no Cine-Teatro do Campus Ministro Petrônio Portela, em Teresina. Na corrida pelo cargo de reitor da UFPI, José Arimatéia deixou para trás as professoras Regina Célia de Assis e Marta Queiroz.

Ao longo da apuração, a vantagem do reitor em relação à adversária foi aumentando e por volta da meia-noite a vitória já estava garantida.

Aos 63 anos, José Arimatéia possui graduação em Farmácia e Bioquímica pela Universidade Federal do Ceará (UFC), mestrado em Química pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), doutorado em Química também pela Unicamp, ocupou o cargo de pró-reitor de Planejamento e Orçamento e atualmente o de reitor da UFPI.

A votação teve início às 8h e se estendeu até às 22h. Quase 35 mil pessoas, dentre elas, professores, técnicos administrativos e alunos regularmente matriculados tiveram direito a voto.
  1. «
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. »
portal az - Informação de Verdade
Todos os direitos reservados © 2000 - 2016