RSS
Twitter
WhatsApp do Portal AZ86 9981.8563
Busca

Garota sofre bullying em escola após vídeo de sexo se espalhar entre alunos

27/11/2012 • 09:31
Por Dulce Furtado
Fotos: Dantércio Cardoso


Uma denúncia de bullying no Escolão do Parque Itararé esta sendo investigado pelo Conselho Tutelar localizado no bairro Dirceu Arcoverde. Segundo o próprio conselho, existe uma denúncia que há um vídeo que mostra o envolvimento sexual de três menores de idade, uma garota de 11 anos e dois garotos de 14 e 15 anos.

O fato aconteceu no mês de outubro e o vídeo foi divulgado pelos próprios garotos no facebook duas semanas depois. Segundo o diretor da escola, Solistício Melão de Oliveira (foto abaixo), o ato aconteceu na área de esportes da escola na parte da tarde, quando já havia terminado as aulas e os alunos estavam indo embora.



“A garota foi convidada para ir para essa área da escola pelos dois garotos, para namorarem. A quadra estava fechada, então eles pularam o muro e ficaram isolados. Um dos garotos filmou toda ação e passou o vídeo para os colegas e depois postou no facebook”, explicou o diretor.

O caso chegou aos ouvidos do diretor já no inicio do mês de novembro, quando os assuntos entre os alunos da escola se voltaram totalmente para o vídeo. A primeira ação do Solistício foi investigar o acontecido com os alunos envolvidos, depois encontrou em contato com os pais.

“Nós conversamos com os pais, que ficaram muito preocupados com as crianças, e lhes comunicamos que iriamos entrar em contato com a assistente social e com o Conselho Tutelar para informar o acontecido”, disse.



O diretor da escola descreveu o fato como “um namoro esquisito”. De acordo com ele, a garota não tirou a roupa em momento nenhum, e segundo a própria criança, não houve penetração.

Joatan Gonçalves (foto abaixo), chefe de investigação da Delegacia de Proteção da Criança e do Adolescente (DPCA), afirmou que os casos envolvendo alunos de escolas do Piauí aumenta a cada dia, e esses aumento causa preocupação.

“Alunos que furam o olho de outro aluno, professores que aliciam menores, alunos que estão fora da sala de aula para usar drogas nas praças, agressão por parte de professores e muitos outros casos vem chegando constantemente a delegacia. A DPCA esta preocupada com estas ocorrências ocorridas no interior das escolas”, afirmou Joatan.



Devido esse aumento, a DPCA pegará todos os processos para ser feito um oficio. “Nós iremos provocar o Ministério Publico e ver se conseguimos uma audiência publica com os professores destas escolas”, explicou Joatan.

A DPCA não cuidara do caso do envolvimento sexual com os três menores, pois é menor com menor. O inquérito será encaminhado para a Delegacia de Segurança e Proteção ao Menor, pois teve envolvimentos de três menos de idade.
portal az - Informação de Verdade
Todos os direitos reservados © 2000 - 2016